BUSCA EXISTENCIAL

BUSCA EXISTENCIAL

Salomão foi um grande homem na história bíblica. Em um período de sua vida ele escreveu o livro de Eclesiastes. Ele estava numa busca existencial.

Sua primeira busca por respostas foi através DOS ESTUDOS. Ele diz em Eclesiastes 1.13: “E resolvi examinar e estudar tudo o que se faz neste mundo…” E nessa árdua tarefa ele conclui o seguinte em Eclesiastes 1.14,18: “Eu tenho visto tudo o que se faz neste mundo e digo: tudo é ilusão…Quanto mais sábia é uma pessoa, mais aborrecimentos ela tem; e, quanto mais sabe, mais sofre.”

Mas Salomão não parou por aí. Ele se deixou governar PELOS PRAZERES. Ele afirma em Eclesiastes 2.1,2: “Então resolvi me divertir e gozar os prazeres da vida…” E ele mesmo conclui: …Mas descobri que isso também é ilusão. Cheguei à conclusão de que o riso é tolice e de que o prazer não serve para nada.”

Continuando em sua busca, Salomão foi dando passos. Ele também SE ENTREGOU A BEBIDA. Ele diz em Eclesiastes 2.3: “Procurei ainda descobrir qual a melhor maneira de viver e então resolvi me alegrar com vinho…”; ele também se ENTREGOU AS GRANDES REALIZAÇÕES. Ele afirma em Eclesiastes 2.4-6: “Realizei grandes coisas. Construí casas para mim e fiz plantações de uvas. Plantei jardins e pomares, com todos os tipos de árvores frutíferas. Também construí açudes para regar as plantações.”; ele foi adiante e também SE ENTREGOU AO MATERIALISMO. Ele diz em Eclesiastes 2.7: “Comprei muitos escravos e além desses tive outros, nascidos na minha casa. Tive mais gado e mais ovelhas do que todas as pessoas que moraram em Jerusalém antes de mim.”; Salomão também ACUMULOU DINHEIRO. Ele diz em Eclesiastes 2.8a: “Também ajuntei para mim prata e ouro dos tesouros dos reis e das terras que governei…” E por fim, Salomão se DEIXOU LEVAR PELAS MULHERES. Ele afirma em Eclesiastes 2.8b: “ …e tive todas as mulheres que um homem pode desejar.”

Salomão conclui sua busca existencial dizendo em Eclesiastes 2.10,11: “Consegui tudo o que desejei…Mas…compreendi que tudo aquilo era ilusão, não tinha nenhum proveito…” Salomão um dia caiu em si!

Mas ao finalizar de seu livro, o grande sábio faz uma tremenda conclusão em Eclesiastes 12.13: “De tudo o que foi dito, a conclusão é esta: tema a Deus e obedeça aos seus mandamentos porque foi para isso que fomos criados.”

Talvez você esteja na busca da existência da vida andando nos mesmos caminhos de Salomão, e também tem experimentado o vazio e a frustração que Salomão experimentou. Mas Jesus afirma em João 14.6: “Eu sou o CAMINHO, a VERDADE e a VIDA…”. É nEle que encontramos o que a alma tanto busca.

Você não gostaria hoje de voltar-se para Deus como Salomão fez? Uma simples oração agora pode mudar completamente sua história.

Lembre-se: sua existência final só descansa em Deus.

PROJETADOS POR DEUS

PROJETADOS POR DEUS

A Bíblia declara em em 1 João 4.8 que “…Deus é amor.” A Bíblia não diz que Deus tem amor. Ela diz que Ele é amor. Amor é o núcleo do caráter de Deus. E cada ser humano foi projetado por Deus como alvo especial do Seu amor.

E assim que Davi acreditava. Ele afirmou no Salmo 1391-6,13,15-17: “Ó SENHOR Deus, tu me examinas e me conheces. Sabes tudo o que eu faço e, de longe, conheces todos os meus pensamentos. Tu me vês quando estou trabalhando e quando estou descansando; tu sabes tudo o que eu faço. Antes mesmo que eu fale, tu já sabes o que vou dizer. Estás em volta de mim, por todos os lados, e me proteges com o teu poder. Eu não consigo entender como tu me conheces tão bem; o teu conhecimento é profundo demais para mim… Tu criaste cada parte do meu corpo; tu me formaste na barriga da minha mãe…Tu viste quando os meus ossos estavam sendo feitos, quando eu estava sendo formado na barriga da minha mãe, crescendo ali em segredo, tu me viste antes de eu ter nascido. Os dias que me deste para viver foram todos escritos no teu livro quando ainda nenhum deles existia. Ó Deus, como é difícil entender os teus pensamentos! E eles são tantos!”

O que Davi afirma na prática é que ninguém veio a esse mundo por acidente. Todos foram projetados por Deus. Todos existem por causa de Sua graça e amor. Cada um foi projetado por Deus de forma original.

Obviamente isso não significa que tudo tem sido perfeito na vida. É claro que alguns não tiveram uma família funcional. Alguns conviveram com pais e irmãos egoístas, indiferentes e abusivos. Mas Deus sempre esteve no controle. O propósito de Deus sempre levou em conta o erro e o pecado humano. A Bíblia ensina ensina isso através da vida de Jacó, José, de Davi, de Jó e de tantos outros.

Todos foram planejados na mente de Deus. Isso implica que você teve o nascimento certo, com os pais certos, no lugar certo, na raça certa, com a cor da pele certa, com o cabelo certo, com a cultura certa e com a história certa. Todos os detalhes de sua vida foram planejados, dirigidos, cuidado, acompanhado e finalizado por Deus. Porque Ele está no planejamento e controle de tudo!

Quando o Salmo 139 torna-se uma convicção de vida, há espaço para aceitação, perdão, alegria, realizações e acima de tudo uma profunda e constante razão para agradecer e glorificar a Deus.

UMA COMUNICAÇÃO SADIA

UMA COMUNICAÇÃO SADIA

No mundo em que vivemos é de extrema importância aprender a se comunicar bem. Aquele que sabe se expressar de uma maneira objetiva e clara, será capaz de influenciar novas ideias, convencer e liderar pessoas.

Contudo, comunicar-se bem não é sinônimo de falar demais. Há uma confusão sobre tudo isso. E por não saber diferenciar esses dois, muitos problemas ocorrem na família, no emprego e nos relacionamentos.

A Bíblia tem muito a ensinar sobre uma comunicação sadia. Salomão afirma em Provérbios 10.19: No muito falar não falta transgressão, mas o que modera os lábios é prudente.” Em Provérbios 13.3 lemos: “O que guarda a boca conserva a sua alma, mas o que muito abre os lábios a si mesmo se arruína.” E ainda em Eclesiastes 5.3 somos lembrados: “…quanto mais você falar, mais tolice dirá.”

Em resumo, o que se aprende nesses simples versículos é que quando as pessoas falam elas revelam quem são. Os que falam demais pecam, arruínam suas próprias vidas, e acima de tudo são vistas como orgulhosas, inconvenientes, tolas, ignorantes e “chatas”.

Enquanto a Bíblia deflagra o problema de uma má comunicação, ela também aponta a solução para uma comunicação sadia.

O primeiro princípio para uma comunicação sadia é OUVIR MAIS.

Em Provérbios 18.13 lemos: Responder antes de ouvir é estultícia e vergonha.” Salomão afirma em Eclesiastes 9.17: “É melhor ouvir as palavras calmas de uma pessoa sábia do que os gritos de um líder numa reunião de tolos.” E somos ainda exortados em Tiago 1.19: “…Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar…”

O segundo princípio para uma comunicação sadia é MANTER SILÊNCIO.

Salomão nos ensina em Eclesiastes 3.7 que há “…tempo de estar calado e tempo de falar.” Manter-se calado é algo tão sério que em Provérbios 17.28 afirma: Até o estulto, quando se cala, é tido por sábio, e o que cerra os lábios, por sábio.” E o próprio Senhor Jesus dá seu próprio exemplo diante das acusações infundadas de seus algozes em Mateus 26.63: “Jesus, porém, guardou silêncio…”

Assim sendo, pergunte para você mesmo: a minha comunicação é sadia? Estou me educando para falar na hora certa, ouvir mais e guardar o silêncio quando precisa?

Alguém afirmou sabiamente: “O homem comum fala, o sábio escuta e o tolo discute.”

SE PREOCUPAR PARA QUE?

SE PREOCUPAR PARA QUE?

Preocupação é deixar ser absorvido por algo que não se tem controle; é antecipar o que não existe e permitir que o pensamento, o humor e as decisões se travem pelo desassossego mental.

Ao ensinar sobre a preocupação, Jesus ordena o seguinte em Mateus 6.25: “…Por isso eu digo a vocês: não se preocupem…” Jesus é contra a preocupação porque sabe que ela tem poder para destruir a produtividade e a felicidade da vida.

Na prática, preocupar-se é algo inútil e desnecessário. Jesus afirma em Mateus 6.26,27: Vejam os passarinhos que voam pelo céu: eles não semeiam, não colhem, nem guardam comida em depósitos. No entanto, o Pai de vocês, que está no céu, dá de comer a eles. Será que vocês não valem muito mais do que os passarinhos? E nenhum de vocês pode encompridar a sua vida, por mais que se preocupe com isso.”

Pense: toneladas e toneladas de sementes são necessárias para sustentar os pássaros do mundo inteiro, e Deus os sustenta. Seria inútil eles se preocuparem com a comida, assim como é inútil você se preocupar com coisas com as quais você não tem controle. A preocupação não muda a sua situação, antes, preocupar com um problema amplia o problema.

Se você quiser definitivamente destruir o hábito da preocupação, em primeiro lugar é necessário que você confie a Deus todas as áreas de sua vida. Entregue definitivamente a Ele tudo o que passa em seu coração. Jesus diz em Mateus 6.32: “…O Pai de vocês, que está no céu, sabe que vocês precisam de tudo isso.”

Em segundo lugar, mude a intensidade do seu pensamento. Ao invés de focar no problema, centre-se em Deus e nos Seus interesses. Jesus diz em Mateus 6.33: Portanto, ponham em primeiro lugar na sua vida o Reino de Deus e aquilo que Deus quer, e ele lhes dará todas essas coisas.” Faça com que sua vida seja produtiva naquilo que Deus pensa, deseja, anseia e quer. Fazer isso revoluciona a vida.

E por último, você precisa aprender a viver um dia de cada vez. Jesus diz em Mateus 6.34: “Por isso, não fiquem preocupados com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã trará as suas próprias preocupações. Para cada dia bastam as suas próprias dificuldades.” Temos apenas o dia de hoje para viver. Por que se preocupar com o amanhã que nem existe?

Na verdade, a intensidade da sua preocupação revela a qualidade da sua fé. Mude de vida!

DO PECADO AO PERDÃO

DO PECADO AO PERDÃO

A Bíblia ensina que todos somos pecadores. Ela revela que toda a humanidade está espiritualmente corrompida.

Paulo afirmou em Romanos 3.9-18 “…Já mostrei que todos, judeus e não-judeus, estão debaixo do poder do pecado.  Como dizem as Escrituras Sagradas: “Não há uma só pessoa que faça o que é certo; não há ninguém que tenha juízo; não há ninguém que adore a Deus. Todos se desviaram do caminho certo, todos se perderam. Não há mais ninguém que faça o bem, não há ninguém mesmo. Todos mentem e enganam sem parar. Da língua deles saem mentiras perversas, e dos seus lábios saem palavras de morte, como se fossem veneno de cobra. A boca deles está cheia de terríveis maldições. Eles se apressam para matar. Por onde passam, deixam a destruição e a desgraça. Não conhecem o caminho da paz e não aprenderam a temer a Deus.”

O termo “pecado” na Bíblia significa “errar o alvo”. Pecado é tudo o que não está em acordo com o desejo, as ações, os interesses, a vontade, os pensamentos, as ordens e o ser de Deus.
Quando o pecado entrou na raça humana através de Adão, cada ser humano tornou-se corrompido e decadente diante de Deus. A personalidade, o caráter, à vontade, os interesses, as motivações, o pensamento foram totalmente afetados. Assim, a tendência normal de cada ser humano é viver de seu jeito e forma sem considerar a Deus.

Agora, não se precisa ir muito longe para explicar a pecaminosidade humana, basta apenas gastar alguns minutos diante das notícias diárias. Os noticiários informam a realidade de uma humanidade degenerada.

Mas o pecado tem solução! A solução não está na prática de boas obras, na boa religiosidade e muito menos na inserção de uma boa filosofia de vida. A solução está em Jesus Cristo! Ele é a solução definitivamente de Deus para o pecado. Quando de Seu nascimento, o anjo disse a José: “…e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles.” (Mateus 1.21).

Pedro anunciou triunfalmente às autoridades judaicas aquilo que posteriormente seria válido para todos os homens: “Deus, porém, com a sua destra, o exaltou a Príncipe e Salvador, a fim de conceder a Israel o arrependimento e a remissão de pecados” (Atos 5.31).

O que Deus espera é que você se arrependa de seus pecados e creia em Jesus como o Salvador que Ele mesmo autorizou e autenticou. É agindo assim que você receberá definitivamente o perdão de seus pecados e a profunda mudança em sua vida.
Que ao se arrepender e crer em Jesus, você possa ver  hoje se cumprir as profundas e singelas palavras de Miquéias 7.18, que diz: “Quem, ó Deus, é semelhante a ti, que perdoas a iniqüidade e te esqueces da transgressão…”

Que hoje seja o dia de passar do pecado ao perdão.

COMO SABER SE MINHA ORAÇÃO SERÁ RESPONDIDA?

COMO SABER SE MINHA ORAÇÃO SERÁ RESPONDIDA?

Ao falar sobre oração, o pregador inglês Charles Spurgeon afirmou: Oração cinge fraqueza humana com força divina; transforma loucura humana em sabedoria celestial e dá aos problemáticos mortais a paz de Deus. Não sabemos o que a oração pode fazer.”

Jesus disse em João 14.13,14: “E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei.”

Há várias verdades sobre oração nessas poucas palavras de Jesus.

A primeira verdade é que nossos pedidos devem ser direcionados a pessoa certa: “o Pai”. Não devemos levar nossos pedidos a mais ninguém e nem sob os méritos de qualquer pessoa. Cada um pode dirigir seus pedidos diretamente a Deus. Todos temos licença concedida para chegar a Ele.

A segunda verdade é podemos e devemos pedir por “tudo” e por “alguma coisa”. Jesus deixa claro que nada é insignificante ou grandioso demais que não mereça ser pedido. Erramos por não levarmos a Deus os desejos de nossos corações.

A terceira verdade é que os pedidos precisam ser apresentados sob o “nome de Jesus”. “Nome de Jesus” significa literalmente sob sua autoridade. Jesus é autoridade sobre tudo e todos. Não há nada que fuja a sua soberania. Tudo se rende ao comando e ordem do Senhor Jesus.

A quarta verdade é que os pedidos serão respondidos. Jesus diz: “eu o farei…” Pedidos apresentados ao Senhor terão respostas. Nem sempre as respostas virão como desejamos. Por vezes elas podem ser muito maior; por vezes nunca serão respondidas porque podem nos prejudicar; por vezes ainda é preciso paciência para resposta vier no tempo certo. Mas Jesus diz: “eu o farei…”

A quinta e principal verdade do texto é que para que as orações realmente respondidas precisam estar centradas com o MOTIVO CERTO. Jesus diz: “…afim de que o Pai seja glorificado no Filho…”

Orações 100% respondidas são aquelas cuja a motivação inicial e final é a glória de Deus. Quando nossos pedidos focam em que Deus seja exaltado, conhecido, manifestado e magnificado, nossas orações serão plenamente respondidas.

Assim sendo, ao orar, sonde as motivações de seu coração, peça tudo e qualquer coisa no nome de Jesus e deseje que Deus receba a toda a glória. Então, já agradeça e espere a resposta, porque Jesus mesmo disse: “ eu o farei…”

UMA NOVA VIDA

BOM DIA!

UMA NOVA VIDA…

Todos queremos uma nova vida. Desejamos uma vida diferente e transformada. Ansiamos por uma experiência transcendente, que faz a vida ser mais simples, mais prática, mais harmoniosa, mais intensa, mais real e mais abundante.

Freud ao ouvir o padre e filosófo Brentano disse ao seu amigo Silberstein: “É desnecessário dizer que sou um ateu somente por necessidade, e sou honesto o suficiente para confessar que sou incapaz de refutar os argumentos dele; entretanto, não tenho nenhuma intenção de me entregar tão rápida ou completamente [fé].”

Freud perdeu a oportunidade de ter uma nova vida. Seu orgulho intelectual falou mais alto. Assim, a fé nunca nasceu; faltou-lhe um coração humilde.

Ao iniciar o “Sermão do Monte” Jesus afirma o seguinte: “Bem-aventurado os humildes de espírito…” (Mateus 5.3). Ele não está falando de pobreza material, mas espiritual. Jesus dá a opção simples da felicidade para aqueles que são humildes, que aceitam suas carências, seus limites, seus erros, seus “buracos na alma”; aqueles que reconhecem que estão fazendo besteira atrás de besteira; eles reconhecem que são pecadores.

Felicidade,​ segundo Jesus,​ não começa​rá​ enquanto você nao admitir sua incapacidade de controlar sua própria vida; enquanto nao compreende que não é divino, que tem uma tendência constante de fazer coisas erradas e que ​sua vida pessoal está sem controle.

Não há uma nova vida sem a visão dessa realidade. Quem não enxerga seus próprios erros e não busca tratá-los, se auto-engana. Quem se auto-engana continuará tropeçando e caindo. A vida verdadeira são para os humildes, para os que reconhecem essa necessidade diante de si, das pessoas e de Deus.

Quando você se humilhar perante de Deus, confessando-lhe seus pecados, se arrependendo-se do que é e tem feito, então Ele lhe ouvirá, o atenderá e transformará. É nesse momento que uma nova vida lhe é gerada, uma nova visão é estabelecida e o “reino dos céus” lhe é outorgado.

Freud disse “não” para uma nova vida. E você?

Tenha um bom dia!