JESUS E OS RITUAIS RELIGIOSOS

 

JESUS E OS RITUAIS RELIGIOSOS

Link da mensagem – http://www.4shared.com/mp3/HaIM92hz/Serie_livro_de_Marcos_-_Jesus_.html

Marcos 2.18-22

2.18   Ora, os discípulos de João e os fariseus estavam jejuando. Vieram alguns e lhe perguntaram: Por que motivo jejuam os discípulos de João e os dos fariseus, mas os teus discípulos não jejuam? 2.19   Respondeu-lhes Jesus: Podem, porventura, jejuar os convidados para o casamento, enquanto o noivo está com eles? Durante o tempo em que estiver presente o noivo, não podem jejuar. 2.20   Dias virão, contudo, em que lhes será tirado o noivo; e, nesse tempo, jejuarão. 2.21   Ninguém costura remendo de pano novo em veste velha; porque o remendo novo tira parte da veste velha, e fica maior a rotura. 2.22   Ninguém põe vinho novo em odres velhos; do contrário, o vinho romperá os odres; e tanto se perde o vinho como os odres. Mas põe-se vinho novo em odres novos.

 

1. Não é fácil lidar com religioso!

2. Religioso acredita que para se relacionar com Deus é necessário manter nas regras, ritos, dogmas, formas, posturas, roupas, locais, horários, na tradição, na lei, no sistema etc.

3. Qual a capacidade da religião?

         3.1) Nunca toca o coração!

3. 2) Nunca produz uma piedade verdadeira;

3.3) Nunca se satisfaz;

3.4) Nunca olha com graça e amor;

3.5) Sempre se decepciona com pessoas;

3.6) Nunca estende a mão para acolher.

3.7) Nunca salva ninguém.

4. Esse é o grupo que Jesus está lidando! Jesus está escandalizando essa “turma”.

Vejam como agiam….

 – Na época de Jesus havia um sistema religioso com 613 leis.

– 613 por causa das letras dos 10 mandamentos em hebraico.

– Essas 613 leis estavam dividias em: Mandamentos Afirmativos ( faça isso!) – Mandamentos negativos ( não faça isso).

– 248 mandamentos afirmativos – uma para cada parte do corpo humano;

– 365 mandamentos negativos – um para cada dia do ano.

– Ainda dividiam os mandamentos em Compulsórios e não compulsórios

– Eles passavam tempo discutindo se aquela divisão e classificação eram adequados para cada divisão.

– Jesus chega…no meio desse mundo religioso complexo e SIMPLIFICA.

Como  gostamos de complexidades. Gostamos de “maquinarias religiosas…” (acordar cedo, monte tal, procissão tal, ficar de joelho em…viajar para lugar tal…tocar em…ouvir tal…fazer…fazer…decifrar…estudar…estudar…escrever…discutir…etc).

5. Jesus está enfrentando uma critica severa dessa “turma”.

6. No texto Jesus está ignorando os “rituais religiosos” de sua época. Jesus era realmente radical!

AOS RITUAIS RELIGIOSOS…
1. JESUS REPREENDE

2.18   Ora, os discípulos de João e os fariseus estavam jejuando. Vieram alguns e lhe perguntaram: Por que motivo jejuam os discípulos de João e os dos fariseus, mas os teus discípulos não jejuam?

2.19   Respondeu-lhes Jesus: Podem, porventura, jejuar os convidados para o casamento, enquanto o noivo está com eles? Durante o tempo em que estiver presente o noivo, não podem jejuar.
A. O Ritual

2.18   Ora, os discípulos de João e os fariseus estavam jejuando. Vieram alguns e lhe perguntaram: Por que motivo jejuam os discípulos de João e os dos fariseus, mas os teus discípulos não jejuam?

  • O que é o Jejum?

O jejum é um tempo de auto-negação. Ele serve para focar a mente e o coração em um esforço para crescer espiritualmente.

Durante um período de jejum, a carne é negada e é dada atenção à busca do rosto de Deus.

Jejum é  abster-se de comer ou de outros tipos de realização física para um período de tempo.

  • O ensino bíblico sobre o jejum:

O jejum, nunca foi ordenado na lei. De fato, existe apenas um local onde ele é inferido.

Levítico 16.29 ….“afligireis as vossas almas”,

Mas no tempo tempo de Jesus, o jejum tornou-se uma grande parte da vida judaica.

Lucas 18.12

“Jejuo duas vezes por semana e dou o dízimo de tudo quanto ganho.”

Os fariseus, por exemplo, jejuavam dois dias por semana. Eles jejuaram toda segunda-feira e quinta-feira das 6:00 às 18:00.

No entanto, o jejum não foi feito em um esforço sincero para buscar o Senhor.

Eles jejuaram em uma tentativa de impressionar Deus e os homens.

Depois desses período de 12 horas esses homens tornavam-se verdadeiros glutões.  Os fariseus acreditavam que Deus iria ver a sua

abnegação e abençoá-los para seu sacrifício.

Eles também fizeram tudo que podiam para se certificar de que os outros sabiam que eles estavam jejuando.

Mateus 6:16-18 

 6.16   Quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram o rosto com o fim de parecer aos homens que jejuam. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa. 6.17   Tu, porém, quando jejuares, unge a cabeça e lava o rosto 6.18   com o fim de não parecer aos homens que jejuas, e sim ao teu Pai, em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.

 Eles branqueavam seus rostos; colocavam cinzas sobre  suas cabeças; vestiam suas roupas em desordem; se  abstinham de tomar banho, e eles ficavam com um olhar tão triste quanto possível. Eles queriam que todos soubessem o que estavam fazendo!

Não era o jejum uma prática dos religiosos judeus, ela tornou-se uma regra, forma, uma leia para o povo comum. Eles esperavam que o homem comum seguissem a sua liderança e rápido como eles fizeram. Estes homens tinham elevado a tradição do homem autoridade de lei.

Enquanto estamos no assunto, deixe-me dar alguns pensamentos sobre esta matéria de jejum.

1. O jejum não é ordenado na Bíblia. Mas, não é proibido também.
2. No  jejum toma-se o tempo que normalmente seria gasto comer, dormir, ou desfrutar de algum outro prazer físico, para        dedicar-se a oração, o estudo bíblico e a meditação.

3. O jejum é o resultado de uma prioridades espirituais.

4. A  palavra e os momentos de comunhão com Deus é muito mais importante do que as necessidades físicas. O jejum reconhece essa prioridade.

5. O jejum não impressiona a Deus; não persuadi a Deus. Apenas diz: “O Senhor é minha prioridade e  quero focar nesse tempo contigo.”

6. O jejum só tem mérito se ele está sendo usado para  buscar a face de Deus para um tempo de crescimento  espiritual pessoal.

B. A Repreensão

Voltando ao versículo 18, Jesus e Seus discípulos estão desfrutando de uma festa na casa de Mateus.

2.18   Ora, os discípulos de João e os fariseus estavam jejuando. Vieram alguns e lhe perguntaram: Por que motivo jejuam os discípulos de João e os dos fariseus, mas os teus discípulos não jejuam?

É possível que essa festa estava sendo realizada em uma segunda-feira ou quinta-feira, um dos dias de jejum  judaicos. Isto perturbou os fariseus. Os discípulos de João estão chateados também. Lembre-se, seu líder foi preso e é, possivelmente, será morto em alguns instantes. Eles estão de luto pela ausência de João e eles estão preocupados de que Jesus não está chateado também!

Aqui está o seu problema: Jesus não mantém  as  regras! 

Ele não anda ao ritmo de seu tambor. Ele “não lê na cartilha” deles. Estes homens já haviam decidido como boas pessoas deveriam viver. Mas Jesus se recusou a permitir-se ser pressionado em seu molde religioso. 

Ele se recusou a permitir que os rituais mortos se  tornassem o foco de sua vida e ministério.

Aplicação:

  • Não há nada errado com o jejum ou com algumas das outras pequenas coisas religiosas as pessoas fazem.
  • O problema é quando os rituais tornam-se meras rotinas; algo sem vida e sem propósito.
  • O ritual muitas vezes vem para tomar o lugar de Deus como o foco da adoração.
  • Assim, o ritual pode manter uma pessoa perdida ao confiar em Deus porque o ritual é o suficiente para quem o observa.
  • Ele também pode manter o crente de experimentar comunhão verdadeira com Deus.
  • Alguns rituais são maus em sua essência.
  • Coisas como acender velas para os mortos, orações para santos e estátuas é uma heresia!
  • Mas, até mesmo coisas como orar, cantar, ir à igreja, e lendo a Bíblia pode tornar-se nada mais do que rotinas sem vida, se o foco está no ritual e não no Senhor.)

AOS RITUAIS RELIGIOSOS…

2. JESUS RESPONDE

2.19   Respondeu-lhes Jesus: Podem, porventura, jejuar os convidados para o casamento, enquanto o noivo está com eles? Durante o tempo em que estiver presente o noivo, não podem jejuar. 2.20   Dias virão, contudo, em que lhes será tirado o noivo; e, nesse tempo, jejuarão.
A. Uma Explicação

2.19   Respondeu-lhes Jesus: Podem, porventura, jejuar os convidados para o casamento, enquanto o noivo está com eles? Durante o tempo em que estiver presente o noivo, não podem jejuar.

Jesus responde às críticas, falando sobre um  casamento.  Casamentos naqueles dias eram nada como são hoje. No Brasil, quando a cerimónia de casamento termina, os recém-casados vão para a lua de mel.

Nos dias de Jesus, as coisas eram diferentes. Assim que o casamento havia os recém-casados eram hospedados com seus familiares e amigos em uma semana de celebração. Passavam sete dias festejando e sendo tratados como um rei e da rainha.

A vida naquelas terras desérticas eram difícil na melhor das hipóteses. As pessoas trabalhavam de sol a sol para sobreviver dia a dia.

Quando o casamento chegava o casal era tratado como  reis por uma semana. Era a melhor semana de suas vidas e eles desfrutavam ao máximo.

Jesus diz a seus críticos que sua presença entre Seu  povo é como o de um noivo entre seus amigos.

 Não é um momento de luto, a auto-negação e tristeza. É um momento de celebração e alegria. 

Estar triste, chorar, jejuar enquanto o Senhor estava  presente seria manter-se fora sintonia com o que o Senhor  estava fazendo naqueles dias.

algumas lições que podemos perceber:

1 – Os judeus estavam tão envolvidos em seus rituais e suas tradições que eles perderam a realidade abençoada diante deles. Se eles soubessem  quem era Jesus, teriam deixado seu jejum e unido-se a festa!

Às vezes somos culpados da mesma coisa! Nós fazemos a coisa igreja por hábito e deixar de reconhecer a presença de Deus que está conosco o tempo todo.

A Bíblia nos garante a presença de Deus em nossas vidas e isso é motivo de muita festa! Observe esses textos: 

Hebreus 13.5

Seja a vossa vida sem avareza. Contentai-vos com as coisas que tendes; porque ele tem dito: De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei.

Gênesis 28.15  

Eis que eu estou contigo, e te guardarei por onde quer que fores, e te farei voltar a esta terra, porque te não desampararei, até cumprir eu aquilo que te hei referido.

 Deuteronômio 31.6,8

31.6   Sede fortes e corajosos, não temais, nem vos atemorizeis diante deles, porque o SENHOR, vosso Deus, é quem vai convosco; não vos deixará, nem vos desamparará.

 31.8   O SENHOR é quem vai adiante de ti; ele será contigo, não te deixará, nem te desamparará; não temas, nem te atemorizes.

 Josué 1.5

 Ninguém te poderá resistir todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei,          nem te desampararei.

 Festejemos….Deus está conosco! Isso é o que importa!!! Não são as dores…lutas…problemas…A  sua identidade não deve estar no que você faz! Na sua performace… Se Deus está conosco isso basta!!!

 3 – Se nós pudéssemos aprender a reconhecer a Sua presença constante conosco, nossa vida seria transformada a cada dia e a cada momento.

4 – O jejum dos judeus pode ter impressionado quem os viu, mas isso não impressionou o Senhor!

Ele sabia que havia em seus corações.  Ele sabia que eles não foram buscá-Lo e Ele sabia que eles ainda estavam presos em seus pecado. As coisas boas que fazemos em nome da religião e de culto não são nada, mas hipocrisia.

Se não forem feitas por um coração sincero isso não vale nada! “Deus vê o coração…” diz o Senhor a Samuel.

Cantar, vir a cultos à igreja, tocar, pregar, apresentar,  ensinar, perde o valor se o genuíno propósito não for a glória de Deus, o foco em Deus, a adoração a Deus, a prioridade em Deus.

Fora disso…é hipocrisia e “maquinaria religiosa”.

Jesus está em sua vida? Então…festeje!

Jesus não está em sua vida? Então o convide!

Você não quer Jesus em sua vida? Então continue  com seu legalismo e fútil religiosidade…essa é sua escolha!
B. Uma Expectativa

2.20   Dias virão, contudo, em que lhes será tirado o noivo; e, nesse tempo, jejuarão.

Depois de explicar, Jesus diz a todos que estão ouvindo que chegará um dia em que o noivo será tirado. Seus discípulos          ficarão triste naquele dia. A frase “será tirado” fala de ” remoção de repente”. 

Jesus está se referindo ao dia em que Ele será tirado e crucificado.

Naquele dia escuro e terrível Seus seguidores se  lamentarão. Isso será um dia de tristeza para o Seu povo.

Esse dia chegará, mas por agora, os discípulos do Senhor tinham o direito de manterem-se animados e alegres em          Sua          presença.

Jejum surge de um coração que está triste e quebrado. Mas, quando a presença do Senhor está no meio de Seu povo, não há lugar para o sofrimento, tristeza ou sofrimento.

Quando o Senhor está presente, Seu povo deve reconhecê-Lo com canto, grito, com festa!

Precisamos abandonar as mortas tradições empoeiradas nosso entusiasmo e alegria sobre tudo o que Ele é, fez e representa para nós.
AOS RITUAIS RELIGIOSOS…

3. JESUS REVELA ALGO NOVO

2.21   Ninguém costura remendo de pano novo em veste velha; porque o remendo novo tira parte da veste velha, e fica maior a rotura.

2.22   Ninguém põe vinho novo em odres velhos; do contrário, o vinho romperá os odres; e tanto se perde o vinho como os odres. Mas põe-se vinho novo em odres novos.

Aplicação:
Para fazer claro sua visão, Jesus usa duas ilustrações práticas.

Jesus deixa claro que sua mensagem não é um JUDAÍSMO MELHORADO.

Ele quer que eles saibam que Ele não veio para encapar sua desgastada religião.

Ele quer que eles saibam que Ele veio para acabar com o velho e trazer algo inteiramente novo.

Ele quer que eles saibam que a sua religião, seus rituais, e  as suas regras não têm absolutamente nenhum lugar em que Ele era realizar.

Jesus quer que essas pessoas saibam que o que Ele está fazendo e o que eles estão fazendo é tão diferente que eles nunca podem manter-se conectados.

Ele quer que eles saibam que para obter a mensagem de Seu Evangelho, eles não podem manter-se dentro dos limites de sua religião arcaica, retrógrada, proselitista, alienada e ritualista.

A. A ilustração das Roupas

A primeira ilustração de Jesus usa é de uma roupa.

Naquele dia, as roupas não eram jogada fora quando se  tornaram velhas ou rasgados.

Toda mãe era costureira iria consertar as roupas para que sua vida fosse prorrogada.

A maioria de nós não se preocupa em doar ou jogar fora a roupa usada quando elas se tornam gastas.

Mas, eu tenho certeza que existem alguns aqui que se  lembram ter que usar roupas com manchas ou costuradas porque suas       famílias não podiam dar ao luxo de comprar roupas novas.

Essa era a situação em quase todas as casas no tempo de Jesus.

Se uma pessoa tomou uma peça de vestuário rasgado e  desgastado e costurou em um novo pedaço de pano como  um remendo, a primeira vez que ficou molhado e seco, o novo pedaço de pano seria encolher.

Quando o fez, seria separar a roupa mais velha, mais fraco e o buraco seria pior do que antes. Tanto o remendo novo e o vestido velho estaria perdido.

O princípio espiritual aqui é muito claro.  A idade não pode ser misturado com o novo!

Judaísmo, com seus rituais e regras externas não pôde  conter o cristianismo, com sua ênfase em uma relação interna com Deus.

Aplic…     

Jesus não veio para misturar seu ensino com os ensinamentos da lei.

Jesus veio para cumprir a Lei e libertar seu povo da escravidão de regras feitas pelo homem e rituais.

Havia alguns na igreja primitiva  tentoram costurar o  cristianismo no pano do judaísmo. Estes homens eram          chamados de “judaizantes”.

Eles ensinavam que a salvação só era possível quando uma pessoa acredita em Jesus e mantinham a Lei também.

Eles… ensinou que você tinha que acreditar no Evangelho, mas também tinham que ser circuncidados; obedecer as leis          dietéticas, observar o sábado;. e viver como um judeu Eles ensinaram que o cristianismo era uma extensão do judaísmo,

Atos 15:1

         Alguns indivíduos que desceram da Judéia ensinavam aos irmãos: Se não vos circuncidardes segundo o          costume de Moisés, não podeis ser salvos.

Os líderes da igreja primitiva bater este problema de frente e nos deu instruções claras de corte sobre o assunto.

Atos 15:19-21

15.19   Pelo que, julgo eu, não devemos perturbar  aqueles que, dentre os gentios, se convertem a Deus, – 15.20   mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, bem como das relações sexuais ilícitas, da carne de animais sufocados e do sangue. 15.21   Porque Moisés tem, em cada cidade, desde  tempos antigos, os que o pregam nas sinagogas, onde é  lido todos os sábados.

 Os novos crentes foram proibidos de fazer as coisas que ofendem os judeus resgatados entre eles, mas eles não eram obrigados a guardar a leiPaulo também lidou com essas pessoas e abordou a situação de forma clara e completamente.

 

Jesus veio para dar aos homens perdidos o manto de          justiça que lhes permitirá estar completo e total aos olhos de          Deus! É isso que interessa!!!

B. A ilustração do Recipientes

2.22   Ninguém põe vinho novo em odres velhos; do contrário, o vinho romperá os odres; e tanto se perde o vinho como os odres. Mas põe-se vinho novo em odres novos.

Jesus usa uma imagem de garrafas de vinho.

As garrafas de vidro e plástico não existia naqueles          dias.

No mundo antigo as pessoas frequentemente usavam pele          de uma cabra como um recipiente para o seu vinho.

Quando uma cabra era morta, a pele foi cortada ao redor do          pescoço e as pernas e tirou o corpo em uma só peça.

As aberturas de perna seriam costuradas, fechadas e          seladas.

E o que tinha sido pescoço da cabra seria utilizado como um          bico.

A pele seria parcialmente bronzeada. Em seguida, este          couro pode ser usado como uma garrafa de vinho, ou um          odre.

O couro era muito elástico e se expandir como o vinho                   fermentado dentro.

Estes odres secovam para fora ao longo do tempo e          tornovam-se frágeis.

Se o vinho novo foi colocado em um odre velho e          fermentava         , o odre velho não podia esticar para acomodar          os gases da fermentação do vinho e iria estourar.

O vinho e o odre ambos seriam perdidos. Assim, a tragédia          seria duas vezes maior. O recipiente só ajustava para o          vinho novo era um odre novo.

Novamente, o princípio espiritual é claro.

Judaísmo, com seus rituais e regras, não pôde conter o          ministério e a mensagem do Senhor Jesus Cristo.

Ele não veio para derramar o vinho novo do Seu Espírito no          coração dos que estavam tentando agradar a Deus,          mantendo as regras e tradições dos homens.

Jesus veio para dar vida nova aos pecadores perdidos. Ele          veio para tirar os odres velhos da nossa carne e nos fazer          de novo pelo Seu poder.

Quando Ele nos transformou através do novo nascimento,          estamos prontos para receber o vinho novo do Seu          Espírito.

Somente aquele que foi salvo pela graça e nasce de novo é          um recipiente adequado para o Espírito de Deus!

A religião, rituais religiosos e as tradições dos homens não          vão reparar o seu velho; essas coisas simplesmente segurá-         lo por pouco tempo.

Quando Jesus se move, Ele cria uma nova vida dentro de          você.

A vida nova que que ele coloca em você começa a trabalhar          seu caminho para fora de você.

Em pouco tempo, o que o Senhor tem feito no interior torna-         se claro no exterior .

Ele muda o velho em uma nova criatura para a glória do          Senhor.

O vinho novo de Jesus no interior vai estourar o odre do          velho homem do lado de fora.

Esta velha carne não pode conter a obra de Deus no          coração!

Como Jesus enche o odre de nossas vidas, Ele estende-nos          a novos limites. A pressão interna desloca Sua presença          desnecessários coisas e preenche todas as áreas de nossas          vidas.

Esta nova vida é tão poderoso, tão dinâmico e tão diferentes          que os odres velhos da religião e velhas formas de vida          deve dar lugar à nova vida que ele coloca dentro de nós.

Deixe-me deixar claro que Jesus não veio destruir a Lei, Ele  veio para cumpri-la,

 

Jesus cumpriu a lei moral. Jesus cumpriu a lei cerimonial que ele era o cumprimento perfeito absoluto de cada tipo de símbolo e sacrifício.

Jesus cumpriu da lei judicial em que Ele era a personificação da justiça.

Quando Ele vem, Ele vem com tal plenitude que não há desejo de roupa velha ou o velho odre.

Jesus vem em nossos corações não colocar-nos sob o  jugo da Lei, mas para nos permitir viver a perfeita vontade  de Deus através do poder do Espírito Santo.

Jesus não esmagar-nos sob a Lei, Ele coloca a Sua Lei dentro de nossos corações e nos ajuda a alcançar o melhor de Deus em nossas vidas.

Ele vem para nos permitir viver as nossas vidas para a glória de Deus. A lei nunca poderia fazer isso!

Conclusão:

Jesus não veio para misturar o seu caminho novo com velhas formas de viver e acreditar.

Jesus veio para redimir os pecadores e dar-lhes nova vida  nEle.

É por isso que a salvação é referido como um “novo nascimento”,

João 3:3, 7

3.3   A isto, respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. 3.7   Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de novo.

 Alguns estão tentando costurar o remendo do cristianismo na roupa velha de suas vidas. Não vai funcionar!

Jesus não quer remodelar a sua antiga vida, Ele quer fazer de você uma nova criatura!

Muitos querem Jesus para encher o odre de seu antigo sistema de crença.

Eles querem Jesus, mas eles não querem que todas as  mudanças que ele traz. Isso não vai funcionar!

Quando Jesus chega, as mudanças que ele faz são tão  expansivo, tão poderoso e tão explosivo, que destruir  totalmente o antigo e deixar apenas o novo.

Você não pode misturar Jesus e sua religião.

Você não pode misturar Jesus e sua antiga maneira de   viver.

Para ser salvo, você tem que vir a Jesus e abandonar  completamente o resto.

Quando você faz, você vai descobrir que Ele tem o poder de  transformá-lo de que você é para o que você nunca poderia ter imaginado.

Você já experimentou o poder do novo nascimento?

Você está salvo?

Você foi culpado de tentar misturar o antigo com o  novo?

Você está tentando aplicar o remendo do cristianismo para o vestuário de sua vida? Isso nunca vai funcionar!

Você precisa vir a Jesus e você precisa ser salvo.

Talvez você tenha feito todos os rituais. Você foi   batizado. Você tomou a Ceia do Senhor. Você entrou para a  igreja.

Você já fez tudo, mas você nunca se curvou como um  pecador perdido, arrependido de seus pecados e pediu a   Jesus para entrar no      seu coração.

Você tem religião, mas não é um cristão… porque você nãotem Jesus.

Ninguém poderá viver o novo enquanto não se  desvencilhar do velho. Ninguém poderá experimentar o          novo enquanto não se desfazer da velha estrutura.

Mude isso hoje! Venha para Jesus agora.

 

Anúncios