A SUTILIDADE DA IDOLATRIA

Deus graciosamente nos abençoa com muitas coisas boas. O problema é que podemos fazer delas — o casamento, filhos, empregos, recursos, habilidades etc — os nossos ídolos.

Idolatria significa confiar em algo ou alguém além de Deus. Idolatria significa permitir que a confiança não esteja somente no Senhor. A Bíblia nos recorda de que os ídolos são enganosos e inúteis. Jeremias 10.14,15 afirma: “…suas imagens são mentira… Vaidade são, obra ridícula…”

Mas o problema é que sempre estamos confiando em ídolos. Fazemos de nossas habilidades, capacidades, oportunidades, carreiras profissionais, relacionamentos, ministério, dinheiro e recursos o centro de nossa vida. Permitimos que essas coisas se tornem o significado e o propósito último do nosso viver.

Quando nos seguramos em nossos ídolos, já declaramos o nosso próprio fracasso. A Palavra de Deus nos avisa em Isaías 44.20: “Adorar uma imagem não adianta nada; é o mesmo que comer cinzas. O homem que adora imagens não pensa direito, mas vive enganado. Ele não pode se salvar, pois não é capaz de dizer: Isto que está na minha mão não é um deus coisa nenhuma”.

Os ídolos do seu coração sempre mentem e lhe escravizam, e pior, você se torna aquilo que você adora. Se você, por exemplo, adora, – valorizando o dinheiro – você se torna ganancioso, mesquinho e materialista. Se você adora – valorizando o prazer – você se torna um hedonista.

A idolatria é sutil. Por isso, olhe bem para o seu coração e veja se há algo ou alguém maior ou mais importante do que o Senhor. Se houver, arrependa-se e volte-se para Ele.

Deus odeia a idolatria. Nada nem ninguém deve ocupar o seu coração. Somente o Deus Triúno deve ser adorado, glorificado, exaltado e honrado em sua vida.

————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/39922643

NOS DIAS BONS OU DIFÍCEIS

Davi afirmou no Salmo 23.6: “…Bondade e misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida”.

Davi recebeu discernimento divino quanto à vida em si. Ele estava ciente da presença de Deus, revelando Sua bondade e misericórdia em seu dia a dia.

Davi experimentou muitos tempos duros e difíceis, mas quando esses chegaram, ele buscou o Senhor e confiou nEle. Ele aprendeu que quando seus dias estavam bem, a bondade de Deus estava se revelando, mas quando a vida estava difícil, Sua grande misericórdia se manifestava de forma especial.

Assim como Davi, os dias bons e os difíceis virão também a você. Haverá momentos em que tudo irá bem, mas haverá dias em que nada poderá ser entendido ou explicado. O que fará a diferença em qualquer situação não é ter uma explicação para tudo, mas você estar ciente e convicto de que Deus está no controle. A visão de quem Deus é fará a diferença em como você lida nos momentos bons ou difíceis da vida.

Assim, é preciso crer que Deus sempre usa tanto os dias bons como os difíceis para trabalhar em sua vida. Ele espera que você ande por fé; confie nEle. Paulo afirmou em Romanos 8.28: “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito”. Não há desastres, dilemas, derrotas ou dificuldades que Deus não transforme em bem daqueles que O amam. É preciso então que você continue crendo que Ele está cuidando de você e lhe dirigindo em tudo.

Por isso, creia no Senhor e nunca nas circunstâncias. Confie que Ele tem planos e propósitos maiores e melhores. Creia que nos dias bons e nos difíceis, Ele está dirigindo a sua vida e que a Sua bondade e misericórdia também estão sobre você.

———————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/39904764

RENDIÇÃO AO SENHOR

Render-se ao Senhor é entregar-se totalmente à Sua vontade; é oferecer a vida a Ele com suas alegrias, dores, lutas e desejos. Significa deixar com Ele o controle total da própria vontade, do suposto direito, das posses, dos interesses; de tudo.

Ao entrar neste mundo, o Senhor Jesus, sendo Deus, disse ao Pai em Hebreus 10.9: “…Eis aqui estou para fazer, ó Deus, a tua vontade”. Ele orou no Getsêmani, em Mateus 26.39: “…Meu Pai, se possível, passe de mim este cálice! Todavia, não seja como eu quero, e sim como tu queres”. Jesus em tudo rendeu-se ao Pai.

Render-se ao Senhor não é fugir de um problema, ser passivo diante de fatos da vida, acostumar-se com algum erro, desculpar-se ou ser preguiçoso diante de uma responsabilidade. Render-se ao Senhor é uma pura questão de vontade. O rendido voluntariamente entrega seus desejos, seus medos, seu senso de controle, de segurança, de estabilidade, sua racionalização, sua lógica, e entrega-se de forma absoluta e irrevogável ao Senhor.

Quem se rende ao Senhor para de brincar, brigar ou desafiá-Lo. O rendido humildemente se entrega e entende que não precisa de todas as argumentações nem de todas as dúvidas respondidas. O rendido não busca ansiosamente as respostas; ele fica satisfeito com a simplicidade da fé. Ele confia no Senhor.

Renda-se ao Senhor! A sua proximidade e intimidade com Ele são resultados de uma plena rendição. A rendição trará a você a verdadeira vitalidade espiritual.

—————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/39883755

O PREÇO POR NÃO ESPERAR

Em 1 Samuel 13.1-9, Saul sabia que os filisteus estavam montando um enorme exército contra ele e que, uma vez organizados, seria muito mais difícil de derrotá-los. Saul queria atacá-los, mas como forma de confiar no Senhor, todos precisariam esperar Samuel chegar para fazer o sacrifício espiritual, que prepararia o povo para a batalha. Mas não aconteceu assim. Samuel não havia chegado e os soldados começaram a se dispersar. A tropa começou a perder a confiança em Saul como líder, e ele então sentiu que estava com problemas. Tomado de medo, ansiedade e por não saber o que fazer, e na tentativa de resolver o problema e manter a tropa, Saul mesmo fez o sacrifício, o que não era de sua competência, pois ele era rei e não sacerdote. No término do sacrifício, Samuel chega. Vendo tudo o que Saul fizera, Samuel o repreende, dizendo, em 1 Samuel 13.13,14: “…Procedeste nesciamente em não guardar o mandamento que o Senhor, teu Deus, te ordenou; pois teria, agora, o Senhor confirmado o teu reino sobre Israel para sempre. Já agora não subsistirá o teu reino. O Senhor buscou para si um homem que lhe agrada e já lhe ordenou que seja príncipe sobre o seu povo, porquanto não guardaste o que o Senhor te ordenou”. Saul decidiu realizar o sacrifício não mais de uma hora antes da chegada de Samuel. Se ele tivesse confiado em Deus e esperado mais uma hora, como as coisas poderiam ter sido diferentes!

Os últimos momentos de espera podem ser difíceis e tentadores, mas é preciso esperar. Não seja como Saul. Você pode perder o melhor do Senhor pelo simples fato de não esperar e não confiar nEle.

Cuidado! Resolver os assuntos com as próprias mãos, sem confiar no Senhor, pode destruir para sempre a sua vida.

——————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/39865585

A EXPERIÊNCIA ESPIRITUAL

A vida cristã é uma profunda e verdadeira experiência espiritual com o Senhor Jesus Cristo. Essa experiência faz com que a alma fique satisfeita e com que a boca naturalmente abra-se para testemunhar sobre quem Jesus é e o que Ele faz.

O apóstolo João teve essa profunda experiência espiritual. Ele afirma em 1 João 1.3: “O que temos visto e ouvido anunciamos também a vós outros, para que vós, igualmente, mantenhais comunhão conosco. Ora, a nossa comunhão é com o Pai e com seu Filho, Jesus Cristo”.

João não se calou sobre o Senhor Jesus. João testemunhou, escreveu, ensinou e pregou sobre Ele. No texto acima, João estava convicto de sua experiência espiritual com o Senhor Jesus. João também estava convicto de que essa experiência espiritual aproxima intimamente as pessoas a Deus e umas às outras. O verdadeiro relacionamento com Deus faz com que um pouco do céu seja vivenciado nesta terra. A isso ele chama de “comunhão”.

O ensino de João é simples: 1) Quando você tem uma experiência espiritual com o Senhor Jesus, sua tendência natural será proclamar aos outros o que Ele fez em sua vida. Seu desejo natural será que outros também tenham essa mesma experiência espiritual. 2) Você desejará se relacionar com aqueles que também tiveram essa experiência espiritual. A comunhão com outros sempre é o resultado direto da comunhão “com o Pai e com seu Filho, Jesus Cristo”.

A sua experiência espiritual começa quando você, convicto de seus pecados, decide se arrepender deles diante de Deus e a confessar o Senhor Jesus como Senhor e Salvador de sua vida, crendo que Ele morreu na cruz por todos os seus pecados.

A experiência espiritual do apóstolo João, e de tantos outros, pode ser a sua, hoje e agora.

——————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/39849009

NO “BARCO” DA VIDA

Em Marcos capítulo 4, os discípulos estavam em um barco quando uma forte tempestade chegou. O barco começou a encher-se de água e Jesus dormia. No versículo 38, os discípulos O acordam e dizem: “Mestre! Nós vamos morrer! O senhor não se importa com isso?” No versículo 39, Jesus se levanta e diz ao vento: “…Silêncio! Fique quieto! O vento parou, e tudo ficou calmo”. Então, no versículo 40, Jesus faz uma pergunta crucial aos seus discípulos: “Por que é que vocês são assim tão medrosos? Vocês ainda não têm fé?”

Jesus se importou com a segurança de seus discípulos quando os confrontou em relação à sua fé no cuidado providencial de Deus. A simples verdade é que se Jesus estava naquele barco, nada de mal poderia ocorrer e não havia razão para temer.

Talvez os temporais da vida estejam batendo com força no “barco” de sua vida. Talvez haja fortes ventos sobre sua saúde, seu emprego, seu casamento, seus filhos, sua dignidade ou em seus recursos. A pergunta básica é: Jesus está no “barco” de sua vida? Caso Ele esteja, não há nada a temer.

Se Jesus está no “barco” de sua vida, encare todos os fortes temporais com fé nEle. Nenhuma de suas lutas está fora do controle soberano de Deus. Ele sabe tudo, vê tudo e se importa.

Paul Chappell afirmou: “Deus deseja mostrar Seu poder através das tempestades em sua vida, mas sua falta de fé O impede de fazê-lo. Deus permite as tempestades em sua vida para mostrar Seu poder e obter glória em Sua providência”.

Diante dos seus problemas, confie, descanse e dependa do Senhor. Se Ele estiver no “barco” de sua vida, nada, nada pode acontecer; nada pode dar errado. Confie!

——————————————-

https://www.spreaker.com/episode/39800920

ENTREGUE AO SENHOR

Deus, na Bíblia, se revela como o Criador, o Provedor, o Sustentador, o Benfeitor e o “Pai Celeste” de seu povo. Ele sabe e supre a seu tempo as necessidades daqueles que O pertencem.

No Salmos 38.9, somos ensinados: “Na tua presença, Senhor, estão os meus desejos todos, e a minha ansiedade não te é oculta”. Em 1 Pedro 5.7, aprendemos: “Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós”.

Nesses textos, Deus nos diz que devemos entregar a Ele tudo o que aflige nossa alma; todos os nossos problemas e preocupações. Ele se importa e se preocupa com tudo o que acontece em nossa vida. Deus não quer que carreguemos o peso de nossos problemas e aflições sozinhos.

Paulo também exorta em Filipenses 4.6: “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças”. Segundo Paulo, devemos aprender a entregar ao Senhor nossas preocupações, ao invés de permitir que elas nos dominem.

Alguns estão seriamente preocupados com situações reais ou imaginárias da vida que trazem medo, aflição e conflitos. É inútil controlar o incontrolável. É preciso fazer o que se pode e, no demais, é preciso entregar tudo ao Senhor.

Se hoje você tem qualquer preocupação, lance-a totalmente aos cuidados do Senhor. Entregue tudo a Ele numa simples oração. Entregue tudo o que pesa em seu coração e peça que Ele lhe inunde com Sua paz, dando-lhe sabedoria e discernimento para cada problema e dificuldade.

Entregue você, outras pessoas e todas as situações e circunstâncias nas mãos do Senhor. NEle há segurança. NEle há respostas. NEle há salvação.

—————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/39778449

VOLTE PARA O PAI

Em Lucas 15, Jesus conta a história de um jovem que saiu da casa de um pai bom e amoroso, e foi viver nos prazeres, gastando e esbanjando, até perder tudo. Quando as necessidades chegaram, ele buscou ajuda e conseguiu um emprego para alimentar porcos. Mesmo cuidando de porcos, ele veio a passar fome. Diante da grave situação, o jovem cai em si. Num momento de lucidez espiritual, ele se lembra do pai, de como ele era bom e misericordioso. O jovem então decide voltar para casa do pai. Tomado por uma profunda convicção de seus erros e pecados, ele diz para si mesmo que ao chegar na casa do pai, dirá: “Pai, pequei… me trate como um de seus empregados, já não sou digno de ser chamado teu filho”. O jovem não fica somente nas intenções. Ele age! Ele volta para casa do pai. Ao chegar perto da casa, o pai o vê e compadecido dele, o abraça, o beija e o restaura. Há alegria; há festa; o filho voltou ao lar.

Há quanto tempo você está seguindo seus próprios caminhos, longe da casa do Pai celeste? Você já caiu em si ou continua ainda vivendo uma vida miserável, também “cuidando de porcos” e “passando fome”? Não insista no erro! Volte para o Pai celestial! Há também no Pai, bondade, misericórdia, alegria e vida; vida verdadeira.

Deus Se dispõe a mudar sua vida, se você decidir voltar-se para Ele. Você precisa apenas estar na mesma convicção espiritual do jovem e também dizer de coração: “…PEQUEI!” Volte para o Pai! Por que continuar insistindo na loucura do pecado?

A todos os que voltam para o Pai, Jesus, em João 6.37, promete: “…o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora”. Você voltará?

——————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/39762685

SEGUROS

Paulo afirmou em Romanos 8.38,39: “Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes,

nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor”.

Nesses últimos versículos do capítulo 8 de Romanos, Paulo declara que um verdadeiro cristão está extremamente seguro em Deus. Ele enumera – poética e não logicamente – todas as possíveis categorias que podem trazer insegurança ao cristão, especialmente aqueles poderes invisíveis do mal, contra os quais todo cristão verdadeiro guerreia. Diante de tantas possibilidades de se viver de forma insegura, Paulo apresenta entusiasticamente que nada tem poder para destruir o forte elo de amor e cuidado que Deus tem para com o seu povo, através da pessoa e da obra do Senhor Jesus.

Se você um dia decidiu entregar-se ao Senhor Jesus, e seguir e viver com Ele, sua vida está extremamente segura hoje e no futuro. Deus, como Seu maravilhoso Pai lhe ama de uma forma indizível. Seu amor, demonstrado em Cristo, deve fazer com que você tranquilize o seu coração e enfrente tudo e todos.

Quando o medo chegar e lhe trouxer insegurança, volte-se para as verdades desse texto, afirme e ore convicta e corajosamente, dizendo: Minha segurança não está em mim, no outro ou na situação. Minha segurança repousa no amor de Deus, meu querido Pai. Ele me ama, me quer bem e cuida de mim hoje e eternamente. Por isso, baseado em seu amor, eu não só preciso temer nada como também enfrentarei pela fé tudo e todos. Estou seguro no maravilhoso amor de meu Pai e viverei confiando nEle e dependendo somente dEle.

Lembre-se que nada “…poderá separar-nos do amor de Deus…”

——————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/39524703

O CAMINHO DA FELICIDADE

Por vezes assumimos que riqueza, fama e fortuna nos trarão felicidade. O Dr. Ed Diener descobriu que as condições externas pouco fazem para mudar o nível de felicidade. Ele afirmou: “…O materialismo é tóxico para alguém que quer ser feliz”. O ator e comediante Jim Carrey confirmou com propriedade: “Acho que todo mundo deveria ficar rico, famoso e fazer tudo o que sempre sonhou para ver que essa não é a resposta”.

Acadêmicos comportamentais creem que a felicidade é: 1) a composição de excelentes relações sociais; 2) de fazer o melhor que se pode com as oportunidades que se tem; 3) manter-se grato com o que se é e se tornou; e 4) perdoar os ofensores.

A Bíblia é um manual de felicidade para essa vida. Ela ensina que há felicidade nas relações pais e filhos. Provérbios 23.24 afirma: “O pai do justo exultará de júbilo; quem tem filho sábio nele se alegra”. Ela ensina que há felicidade nas relações conjugais. Provérbios 5.18 declara: “Alegre-se com a esposa da sua juventude…” Ela diz também que há felicidade entre amigos. Provérbios 27.9 diz: “Perfume e incenso trazem alegria ao coração; do conselho sincero do homem nasce uma bela amizade”. Nela encontramos felicidade na prática das virtudes como gratidão – 1 Tessalonicenses 5:18 diz : “Deem graças em todas as circunstâncias…” – e do perdão. Colossenses 3.13 afirma: “Lembrem-se de que o Senhor os perdoou, de modo que vocês também devem perdoar…”

Deus, em Sua Palavra, aponta todo o caminho da felicidade nessa vida. Assim, sua felicidade é o resultado de conduzir sua vida em acordo com o que a Bíblia ensina, pois, como ela mesma afirma no Salmos 119.105: “Tua palavra é lâmpada para meus pés e luz para meu caminho”.

——————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/39111370