JESUS E A ANSIEDADE

JESUS E A ANSIEDADE

Jesus afirmou em Mateus 6.25: “Portanto eu digo: Não se preocupem com sua própria vida, quanto ao que comer ou beber; nem com seu próprio corpo, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante que a comida, e o corpo mais importante que a roupa?”

Um dos problemas da ansiedade é a tentativa de controle. A insistência nessa prática errada traz consigo consequências desastrosas.

Jesus ensinou sobre a ansiedade e fez três afirmações básicas contra ela. A primeira afirmação de Jesus é que a ansiedade é falta de foco. Quando Ele diz: “Não se preocupem com sua vida… Não é a vida mais importante que a comida, e o corpo mais importante que a roupa?”, Ele está dizendo que o essencial não são as coisas que sustentam a vida, mas a própria vida. 

A segunda afirmação de Jesus é que a ansiedade é algo inútil. A ansiedade tem a capacidade de colocar seus olhos no que mantém a vida e faz com que você esqueça a própria vida. Jesus dá um exemplo interessante em Mateus 6.26,27: “Observem as aves do céu: não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não têm vocês muito mais valor do que elas. Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida?” Os pássaros não se preocupam com comida; Deus os sustenta. Por que deveríamos nós, como criaturas especiais de Deus, sermos ansiosos com coisas que não temos controle? Isso não é natural! A ansiedade é algo inútil. 

A terceira afirmação de Jesus é que a ansiedade revela o estado da fé. Jesus afirmou em Mateus 6.30: “Se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada ao fogo, não vestirá muito mais a vocês, homens de pequena fé?” A ansiedade é incredulidade. Ela revela o quanto desconfiamos de Deus; o quanto tentamos inutilmente fazer seu papel. 

Um grande problema da ansiedade é o controle. Entregue a Ele o controle de sua própria vida. Deixe Ele ser Deus. Aprenda que Deus cuidará de você e descanse nEle.

Anúncios

QUANDO A ANSIEDADE CHEGAR

QUANDO A ANSIEDADE CHEGAR

Deus é pessoal. Ele é o Deus de nosso cotidiano. Ele se interessa por nossas vidas e por todos detalhes dela. Deus é o que supre o “pão nosso de cada dia” e sabe quando nosso cabelo cai. Ele sabe tudo sobre nós e se importa. Deus está atento a cada um nós.

A ansiedade nos tira de Deus. A ansiedade traz em si vários problemas, e um deles é que ela rouba-nos de Deus. Ela nos tira da confiança nEle e faz que a coloquemos em outra coisa. A ansiedade nos empobrece de Deus.

Paulo nos ensina a lidar com a ansiedade em Filipenses 4.6. Ele diz: “Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus.” A simples solução de Deus para uma complexa ansiedade é orar. A oração nos ajuda a focar em Deus e não nos problemas. Por ela aprendemos a confiar, descansar e depender dEle. Quando a preocupação surgir deve-se imediatamente apresentá-la diante a Deus por meio da oração com ações de graças.

A combinação de oração com agradecimento faz bem, pois obriga a memória a enxergar e localizar as coisas boas da vida e os livramentos passados, diminuindo a tensão interna e encorajando a oração.

A ordem de Deus é que nos preocupemos menos e oremos mais. Ward B Henry escreveu: “Cada amanhã tem duas alças. Nós podemos segurá-las com o punho de ansiedade ou com o punho da fé.”

Por isso, quando a ansiedade chegar, traga-a para Deus. Ore! Ore com plena convicção de que Ele cuidará de você na situação que provoca a ansiedade.
Creia no Senhor e aprenda a expor diante dEle tudo o que traz ansiedade.

Quando qualquer ansiedade chegar: Ore!

ORAÇÃO E ANSIEDADE

ORAÇÃO E ANSIEDADE

Deus é pessoal. Ele é o Deus do nosso cotidiano. Ele se interessa por nossas vidas e por todos os detalhes dela. Deus é o que supre o “pão nosso de cada dia” e sabe quando nosso cabelo cai. Ele sabe tudo sobre nós e se importa. Deus está atento a nós. 

A ansiedade nos tira de Deus. A ansiedade traz em si vários problemas, e um deles é que ela nos rouba de Deus. Ela nos tira a confiança nEle e faz que a coloquemos em outra coisa. A ansiedade nos empobrece de Deus. 

Paulo nos ensina a lidar com a ansiedade em Filipenses 4.6: “Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus.” A simples solução de Deus para uma complexa ansiedade é orar. A oração nos ajuda a focar em Deus e não nos problemas. Por ela aprendemos a confiar, descansar e depender dEle. Quando a preocupação surgir deve-se imediatamente apresentá-la diante de Deus por meio da oração com ação de graças. 

A combinação de oração com agradecimento faz bem, pois obriga a memória a enxergar e localizar as coisas boas da vida e os livramentos passados, diminuindo a tensão interna, encorajando a oração. 

A ordem de Deus é que nos preocupemos menos e oremos mais. Henry Ward Beecher escreveu: “Cada amanhã tem duas alças. Nós podemos segurá-la com o punho de ansiedade ou com o punho da fé.”

Por isso, quando a ansiedade chegar, traga-a para Deus. Ore! Ore com plena convicção de que Ele cuidará de você na situação que provoca a ansiedade. 

Creia no Senhor e aprenda a expor diante dEle tudo o que te traz ansiedade. Quando qualquer ansiedade chegar: Ore!

LUTANDO CONTRA A ANSIEDADE!

LUTANDO CONTRA A ANSIEDADE!

Espiritualmente a ansiedade tem uma forte raiz: a incredulidade. A incredulidade diz que Deus não existe, que Ele não é real, que Ele não age nesse mundo e que no fundo Ele não se importa com você.

Para com a ansiedade só existe uma resposta: a luta! A arma dessa luta é a Palavra de Deus. Os personagens da Bíblia a usaram; Jesus a usou, e Paulo também.

Por exemplo, diante da ansiedade de uma viagem ou de uma responsabilidade, lute memorizando, recitando e orando o Salmo 23.1, que diz: “O Senhor é meu pastor e NADA me faltará.” Nada pode dar errado quando Deus está presente. Isaías 41.10 nos relembra: “Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel.”

Ao sentir que suas tarefas e responsabilidades são grandes demais e o cansaço bate, lute contra a ansiedade e não deixe que a incredulidade o apanhe e o jogue num abismo emocional. Traga as palavras de Deus em 2 Coríntios 12.9 para o seu coração: “…A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza…”

Quando as decisões sobre o futuro lhe trouxerem ansiedade, lute através das palavras do salmista no Salmo 32.8: “Instruir-te-ei e te ensinarei o caminho que deves seguir; e, sob as minhas vistas, te darei conselho.”

Ao lidar com oponentes, inimigos, pessoas falsas, acusadores, abrace a promessa de Romanos 8.31: “…Se Deus é por nós, quem será contra nós?” Assim, faça calar a ansiedade que tanto lhe intimida.

Ao lidar com qualquer ansiedade, lute! Abrace as ricas e preciosas promessas de Deus! Guarde-as no mais profundo de seu coração e siga adiante, confiante nEle!

Lute contra a ansiedade com as armas da Palavra de Deus.

A FOFOCA

A FOFOCA

A fofoca consiste no ato de fazer afirmações não baseadas em fatos concretos, especulando em relação à vida alheia, denegrindo a imagem de alguém. O fofoqueiro alegra-se em ter informações privilegiadas sobre outras pessoas com o fim de passá-las adiante.

A fofoca tem sido também uma prática através da mídia. Há revistas e programas de televisão que estimulam a fofoca. Muita gente boa tem sido destruída por uma reportagem maldosa.  

Mas Deus condena fortemente a fofoca. Em Levítico 19.16 Ele claramente diz: “Não espalhem calúnias entre o seu povo. Não se levantem contra a vida do seu próximo. Eu sou o Senhor.” Em Provérbios 6.16-19 lemos: “ Há seis coisas que o Senhor odeia, sete coisas que ele detesta: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que traça planos perversos, pés que se apressam para fazer o mal, a testemunha falsa que espalha mentiras e aquele que provoca discórdia entre irmãos.” 

A fofoca supostamente inofensiva pode causar grandes danos. Ela tem o poder de destruir a reputação de uma pessoa, separar amigos queridos e acabar com casamentos. Pela fofoca alguém também pode chegar a perder oportunidades e até mesmo o emprego. 

A fofoca é o nível mais baixo de comunicação e Deus espera que você se arrependa desse pecado e peça perdão a Ele e às pessoas que tem sido prejudicadas pelas fofocas que você tem espalhado. Deus espera que você se afaste totalmente de pessoas fofoqueiras. E por fim, Ele deseja que você também ore para que seus lábios sejam protegidos de falar mal de alguém. 
Ao falar algo, sempre reflita se é realmente verdade, se você precisa mesmo compartilhar os fatos, e acima de tudo se suas palavras estão glorificando a Deus. 

Assim, decida não fofocar e nem ouvir fofocas. 
 

 

.

ONDE ENCONTRAR FORÇA

ONDE ENCONTRAR FORÇA

Quando o Senhor Jesus foi ao jardim do Getsêmani, o pensamento de ir a cruz e dar sua vida pelos pecados era algo muito forte. Ele sabia muito bem que havia vindo ao mundo para isso. Ele estava muito ciente da agonia física que passaria. A escuridão espiritual pela qual enfrentaria seria algo indizível. 

Onde o Senhor Jesus buscou força para enfrentar tudo o que passou? Lucas 22.41,42 afirma que “Ele, por sua vez, se afastou, cerca de um tiro de pedra, e, de joelhos, orava, dizendo: Pai, se queres, passa de mim este cálice; contudo, não se faça a minha vontade, e sim a tua.” O Senhor Jesus orou submissamente ao Pai para buscar força para sua dor. Seu grande e maravilhoso consolo foi a oração submissa à plena vontade do Pai.

Quais são suas lutas hoje? O que está lhe devastando emocional e espiritualmente? O que você sente que está sugando seu ânimo? Como você está lidando com todas elas?

Jesus passou por dores e lutas, mas nunca buscou qualquer solução para elas fora do Pai e de Sua plena vontade. Assim, Ele também espera que você faça o mesmo. Ele espera que você abandone suas inúteis soluções e vá diretamente para o Pai.

Ele também espera que você não tente manipular Deus para fazer as coisas do seu jeito. O Senhor Jesus sabe que o melhor para todos nós é a entrega submissa; a rendição total. Ele sabe que o Pai que envia e permite as dores tem planos maiores e melhores. Enquanto você continuar lutando em ir a Deus e entregar-se totalmente a Sua vontade, o estresse permanecerá. 

A força que você precisa para enfrentar os tempos difíceis em sua vida está numa simples e submissa oração de entrega ao Pai.

A PAZ DE JESUS

A PAZ DE JESUS

Vivemos num mundo turbulento, rancoroso, ansioso e estressado. As pessoas estão vivendo cada vez mais inseguras, aflitas e cansadas. Todos estão em busca de paz.

Há vários fatores que tiram a paz. Muita gente perde a paz quando ouve as notícias que espalham o aumento do terrorismo mundial ou da violência urbana. Outros ainda perdem a paz quando se deparam com circunstâncias onde não se tem uma explicação clara, objetiva, lógica, inteligível e racional. A verdade pura e simples é: desde que o pecado entrou no mundo a busca pela paz interna é um grande desejo.

Em João 14.27 Jesus fez a seguinte afirmação: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo…” Jesus veio para oferecer a paz; não uma paz fabricada por pessoas ou circunstâncias, mas a Sua própria paz.

A paz de Jesus não é passageira; não é algo que se esforça ou se implora para ter; não é fruto de longas horas de meditação; não é resultado de terapia ou de rito, regras ou dogmas religiosos. A paz de Jesus é um presente que Deus dá a todos os que O recebem como Senhor e Salvador.

Jesus está pronto e disposto a dar a paz que você está procurando e precisa. Essa paz fará com que você enfrente os dissabores da vida com serenidade, tranquilidade e confiança plena nEle.

Assim, se hoje você precisa dessa verdadeira paz, peça-a a Jesus e Ele lhe dará.