NO PRÓXIMO ANO

Salomão afirmou em Eclesiastes 1.9: “O que foi é o que há de ser; e o que se fez, isso se tornará a fazer; não há nada de novo debaixo do sol.” Ele repetiu o mesmo conceito em Eclesiastes 3.15, dizendo: “O que é já foi, e o que será também já foi; Deus fará vir outra vez o que já passou.”

Esses versículos ensinam que há uma conexão entre os eventos do passado, do presente e do futuro. Em toda a história há Deus . Deus que a si mesmo se define em Êxodo 3.14 como o “SOU O QUE SOU”. Deus, que com todos os Seus atributos é o ETERNO. Ele que foi, é, e sempre será. Deus, o que controla tudo e todos.

Um próximo ano trará o desconhecido e várias mudanças. Parte do próximo ano repetirá alguns acontecimentos dos anos anteriores. Na verdade, a vida é composta de ciclos e sempre estamos vivendo no desconhecido e as mudanças chegam. Então, devemos aprender a viver sempre um dia de cada vez, momento a momento.

Enquanto tudo muda, Deus não muda. O que fará diferença em qualquer período da vida é aprender a descansar, confiar e nos render totalmente ao Imutável Deus. Em Malaquias 3.6, o próprio Deus afirma: “Pois eu, o Senhor, não mudo…”

No próximo ano, você enfrentará o desconhecido e algumas coisas mudarão profundamente na sua vida. Mas o que fará a diferença é a sua disposição em manter o seu coração confiante no Senhor. Ele é Soberano! Ele esteve e estará no controle, cuidando e dirigindo tudo.

Decida então viver confiantemente no Senhor. No próximo ano acolha o convite do Salmo 37.4,5: “Agrade-se do Senhor, e ele satisfará os desejos do seu coração. Entregue o seu caminho ao Senhor, confie nele, e o mais ele fará.”

Assim sendo, tenha um próximo ano cheio da pessoa e presença Senhor!

————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/21202178

A PAZ DE DEUS

Todos buscam a paz. Em uma de suas entrevistas à revista VOGUE, Madonna disse o seguinte: “Minha motivação na vida vem do medo de ser medíocre. Isso está sempre me empurrando… Porque mesmo que eu me tornei alguém, ainda tenho que provar que sou alguém. Minha luta nunca terminou e acho que nunca terminará.”

Segundo a Bíblia, a paz não vem pelo que alguém é ou tem. A ausência de paz é intrinsicamente de ordem espiritual; é a falta de um relacionamento com Deus. Deus nos criou à Sua imagem e para obedecê-Lo. O problema é que todos decidiram desobedecer a Deus e fazer seus próprios caminhos.

Seguir nos próprios caminhos separa o homem de Deus, e por consequência a paz e a razão da vida são perdidas. A Bíblia diz em Romanos 3.23: “Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus.” Ela ainda declarou em Romanos 6.23: “Porque o salário do pecado é a morte…”

O pecado separa o homem de Deus; separa-o da Fonte da vida. Para resolver o problema do pecado, Deus se tornou um ser humano. Jesus, sendo Deus, o Filho de Deus, o “Príncipe da Paz”, veio ao mundo e deu sua perfeita vida na cruz do calvário pelo pecado, com o fim de reconciliar pecadores com Deus.

Assim, ao ver a realidade de seus pecados, arrependido deles e reconhecendo Jesus como Senhor e Salvador, sua vida então volta-se para Deus, e você recebe dEle muitas coisas, dentre elas a Sua paz. Paulo afirmou em Romanos 5.1: “Temos paz com Deus através de nosso Senhor Jesus Cristo.”

A “paz com Deus” lhe trará paz de alma, paz de mente e uma alegria como você nunca experimentou. Decida então receber a paz que Deus lhe oferece em Jesus. A “paz de Deus” é a verdadeira paz.

————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/21166258

A ORAÇÃO DO CANSADO

Senhor, cansei! Cansei de começar e parar. Não aguento mais decidir e não ir adiante. Sinto que não posso mais prometer que vou mudar. Senhor, cansei!

Senhor, cansei! Cansei de caminhar pelo meu esforço. Cansei de estabelecer a mudança na minha força, no meu jeito, da minha forma, tudo para dizerm que “consegui, venci, ganhei… eu sou demais”.

Senhor, já havia lido, mas nunca percebido o precioso, simples e profundo conteúdo das Palavras de Jesus em João 15.5: “…sem mim nada podeis fazer.” Oh Deus, quero começar hoje diferente; quero reconhecer que sem o Senhor não tenho como seguir adiante.

Senhor, cansei. Cansei, mas anima-me para que eu possa depender de Ti. Que o “Teu” substitua o “meu”, e que “Deus” assuma o espaço insistente “eu”. Encoraja-me na caminhada de depender e esperar só em  Ti.

Senhor, cansei. Cansei, mas quero me lembrar do Senhor Jesus e como Ele, que eu também me entregue a Ti. Ele que orou: “…Pai, nas Tuas mãos entrego o meu espírito..” Que eu assim não deseje outra coisa a não ser render-me totalmente à Sua vontade e entregar-me também em Tuas mãos, certo e confiante de que em Ti e em Teu tempo terei resposta, consolo, conforto e segurança.

Senhor, mesmo cansado peço Tua paz e consolo para as minhas tribulações; Teu perdão diante dos meus pecados e erros; Tua alegria diante das minhas tristezas; Tua força diante dos meus temores e fraquezas; Tua direção, sabedoria e discernimento diante de tantas propostas insensatas e enganosas do meu coração e dos homens maus.

Senhor, mesmo cansado, entrego-me totalmente a Ti, pois isso não é somente o mais certo a se fazer, mas é fazendo assim que já sinto Tua paz e alívio.

Senhor, quando cansado que eu Te busque. Que eu te busque sempre em oração.

 

No nome do Senhor Jesus, amém!

—————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/21095360

ATÉ O PRÓXIMO NATAL

O período de Natal passou. Foi um tempo maravilhoso para meditarmos no amor de Deus e nas verdades declaradas pelo próprio Senhor Jesus em João 3.16: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”

Ainda que o tempo de Natal tenha passado, as verdades do Natal não se acabam ou se perdem, pois até o próximo Natal, os seguidores de Jesus — a bem da vida espiritual de muitas pessoas — proclamarão a poderosa mensagem de que “Cristo veio ao mundo para salvar os pecadores…” (1 Timóteo 1.15).

Até o próximo Natal, os seguidores de Jesus precisam decidir fazer das prioridades de Deus a sua própria prioridade e por isso devem obedecer o ensino do Senhor Jesus em Mateus 6.33: “Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e as demais coisas serão acrescentadas.”

Até o próximo Natal, os seguidores do Senhor Jesus precisam relembrar que o amor dEle nunca cessa ou muda. Ele continuará controlando cada situação para Sua glória e em prol de Seu povo.

Assim, se você é um verdadeiro seguidor do Senhor Jesus, descanse no fato de que Ele é o “Emanuel” (Deus conosco) e estará presente com você todos os dias de sua vida. Ele também é o “Maravilhoso Conselheiro” e o guiará em tudo. Ele é o “Deus Forte” e estará ao seu lado, protegendo-o. Ele é o “Pai da Eternidade” e cuidará de você em cada necessidade. Ele também é o “Príncipe da Paz”, e dará Sua paz diante das suas lutas, dores e aflições.

Até o próximo Natal, descanse na verdade de que o Senhor Jesus é o mesmo e por isso você pode viver calmo, em paz, tranquilo e seguro.

——————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/21067639

CONFUSOS NO NATAL

Mateus 1.18-21 relata sobre o nascimento de Jesus: “O nascimento de Jesus Cristo foi assim: Maria, a sua mãe, estava comprometida para casar com José. Mas, antes de se unirem, ela se achou grávida pelo Espírito Santo. José, com quem Maria estava para casar, sendo um homem justo e não querendo envergonhá-la em público, resolveu deixá-la sem que ninguém soubesse. Enquanto ele refletia sobre isso, eis que lhe apareceu em sonho um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não tenha medo de receber Maria como esposa, porque o que nela foi gerado é do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho e você porá nele o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles.”

O texto apresenta a perspectiva de Maria e José quanto ao nascimento sobrenatural de Jesus. Maria estava noiva de José, e ela ficou grávida. Ainda que José não fosse casado oficialmente com Maria, na cultura judaica da época um noivado era obrigatório, e era necessário um divórcio para rompê-lo. José pensou seriamente nisso. Mas sendo ele um homem justo, sabia também que se Maria tivesse sido infiel a ele, seria impossível prosseguir com o casamento. José estava disposto em procurar por um divórcio silencioso. Ele estava muito agoniado e confuso diante da situação. Sabendo o Senhor de suas lutas, Ele então esclareceu-lhe tudo por meio de um anjo, tirando assim seus temores.

Como José, você também pode estar confuso, passando por grandes problemas e não sabendo o que fazer. Mas a verdade é que se o seu coração for íntegro diante do Senhor, Ele também o guiará, trazendo soluções inimagináveis no meio de suas confusões, pois Ele continua tendo todo o poder para realizar também grandes coisas em sua vida.

———————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/20979588

CHOCADOS NO NATAL

A narrativa do nascimento de Cristo é muito especial, mas choca os leitores judeus do primeiro século. O choque começa quando o anjo Gabriel ignora a Judéia — o coração da obra de Deus ao longo dos séculos — e chega à Galileia, ao norte, uma terra desprezada pelos judeus naquela época. Ainda mais, Gabriel não apenas troca a Judeia pela Galileia, mas troca a imponente cidade de Jerusalém por Nazaré; uma vila em “lugar algum”. Nazaré nunca fora mencionada no Antigo Testamento, nem nos escritos rabínicos e nem nos escritos do famoso historiador Josefo.

Gabriel não só omite a Judeia e Jerusalém, mas ele ignora o templo — o lugar mais sagrado de Israel — simplesmente para entrar num humilde lar de uma camponesa chamada Maria. Ela era jovem demais e sem importância. Provavelmente era analfabeta, conhecendo as Escrituras pelo que havia memorizado em casa ou ouvido na sinagoga local.

A bela narrativa do Natal choca a todos pelo fato de que a maior de todas as notícias chega através daquilo que é pequeno, desprezado e humilde. Maria mesmo exclama em Lucas 1.46-48: “A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegrou em Deus, meu Salvador, porque ele atentou para a humildade da sua serva…”

Nove meses depois, no dia de Natal, foi para os rejeitados, pobres e humildes pastores que os anjos cantaram: “Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens, a quem ele quer bem” (Lucas 2.14).

Hoje, depois de mais de dois mil anos, o nascimento do Senhor Jesus continua ainda a chocar, pois Ele volta a nascer nos corações, vivificando e transformando vidas, nunca nos corações orgulhosos ou autossuficientes, mas no coração de todos aqueles que reconhecem humildemente diante dEle sua miséria, pobreza e fraqueza espiritual.

A pergunta é: que tipo de coração é o seu nesse Natal?

Tenha um bom dia e um feliz Natal para você e toda a sua família!

———————–

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/21010828

OCUPADOS NO NATAL

Maria e José chegaram a Belém depois de percorrerem 145 km vindos de Nazaré. Maria estava grávida e próxima a dar à luz ao seu primogênito. Eles vieram a Belém devido a ordem do imperador romano para que todos se recenseassem em sua cidade de origem. Lucas 2.6,7 relata um fato importante: “Enquanto estavam lá, chegou o tempo de nascer o bebê, e ela deu à luz o seu primogênito. Envolveu-o em panos e o colocou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria.”

Chegando em Belém, não havia lugar para eles na hospedaria como diz o texto. O texto bíblico não indica que os donos da hospedaria fizeram qualquer esforço para ajudar naquela situação. Essa cena é algo muito incomum porque as pessoas do Oriente Médio são extremamente hospitaleiras, prontas para ajudar e cuidar.

Por que os donos da hospedaria não fizeram nada para ajudar José e Maria? A simples resposta é porque eles estavam ocupados demais. A cidade de Belém estava cheia por causa do censo e era uma excelente hora para lucrar. Por estarem focados em outras coisas, eles perderam a tremenda e única oportunidade de receber o Salvador do mundo em sua casa e em suas vidas.

Nesse próximo Natal, muita gente agirá da mesma forma. Elas também estarão ocupadíssimas com outras coisas dessa vida. Elas darão ênfase talvez em coisas desnecessárias e sem sentido, e como resultado elas perderão, mais uma vez, a oportunidade de refletir sobre o verdadeiro sentido do Natal e mudar de vida.

Se você se mantiver ocupado com tantas outras coisas, você também, perderá o verdadeiro significado do Natal: a vinda do Salvador Jesus. Ele é a única resposta que você precisa para os dilemas de sua vida. Ele também é a única resposta de Deus para salvação eterna de sua alma.

———————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/20897256

A ESPERANÇA DO NATAL

O Natal cria expectativas e esperança em algumas pessoas; crianças especialmente. Para algumas delas, Natal tem a ver com o receber presentes do “Papai Noel”. Nessa esperança uma criança escreveu uma carta ao “Papai Noel”, dizendo: “Querido Papai Noel, você não me trouxe nada de bom no ano atrasado e nem no ano passado. Esta é a sua última chance.”

Numa certa noite da história humana, Deus trouxe esperança a toda a humanidade pelo nascimento de Seu Filho Jesus. Um anjo disse aos pastores em Lucas 2.10,11: “…Estou aqui para lhes trazer boa nova de grande alegria, que será para todo o povo: é que hoje, na cidade de Davi, lhes nasceu o Salvador, que é Cristo, o Senhor.”

Os não judeus — os gentios — nutriam uma esperança da chegada de um Salvador. Astrônomos persas previam que um grande rei nasceria e traria justiça, retidão, paz e alegria em seu reinado. Deus forneceu o sinal, uma estrela sobrenatural, que levaria um grupo de magos a um bebê. NEle estaria a esperança para o mundo. Mateus 2.1,2 os descreve, dizendo: “Tendo Jesus nascido em Belém da Judeia, nos dias do rei Herodes, eis que vieram uns magos do Oriente a Jerusalém. E perguntavam: Onde está o recém-nascido Rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela no Oriente e viemos para adorá-lo.”

Deus, um dia na história, respondeu à fome e à esperança de verdade de um grupo de magos, e continua fazendo o mesmo ainda hoje.

O Natal da Bíblia traz essa forte e poderosa esperança. As boas novas do Natal é que Deus continua ainda, em Jesus, respondendo à esperança de qualquer um que anseia por uma nova vida; por um Salvador real e poderoso.

Por isso, nesse Natal, deixe que Deus encha seu coração de esperança.

———————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/20864596

DIRIGIDOS NO NATAL

Em Isaías 9.6, o profeta declarou: “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro…”

Esse texto é uma profecia quando da vinda do Messias. O texto diz que Deus queria que todos soubessem que quando o Messias se manifestasse, um de seus nomes seria “Maravilhoso Conselheiro”.

Em Lucas 2.11, um anjo aparecera nas vigílias da noite aos pastores e disse: “…é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi (Belém), o Salvador, que é Cristo, o Senhor.” A criança que nascera foi apresentada aos pastores como o Salvador dos pecados, o Messias e Deus. Essa criança é Jesus.

Jesus é o “Maravilhoso Conselheiro”. Esse nome significa a grandeza e maravilha da pessoa de Jesus em toda Sua sabedoria inigualável para redimir o Seu povo e reinar sobre todas as coisas, porque a fonte de seu conhecimento e sabedoria não é de origem terrena, mas celestial; Sua compreensão é universal e superior a tudo.

Ele vem dos céus para dizer ao homem tudo o que ele precisa saber e quais as decisões a serem tomadas.

Deus, o Todo-Poderoso, nomeou Seu Filho Jesus como o “Maravilhoso Conselheiro” do Natal. Aceitá-Lo em sua vida é fazer dos Seus conselhos o modo de vida.

Ao receber Jesus como o “Maravilhoso Conselheiro”, você será liberto completamente da sua ignorância e engano espiritual e será dirigido nas decisões de toda a sua vida.

———————–

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/20834851

O QUE É O NATAL?

A palavra “Natal” significa “nascimento”. O “Natal” como evento simboliza o “nascimento de Jesus”.

Na Bíblia, os detalhes do nascimento de Jesus são relatados nos livros de Mateus e Lucas.O ponto comum entre esses escritores é que Jesus foi concebido pelo Espírito Santo.

Mateus 1.18 declara que Maria “…se achou grávida pelo Espírito Santo.” Em Lucas 1.35, Gabriel diz a Maria: “…o Espírito Santo virá sobre você, e o poder do Altíssimo a envolverá com a sua sombra; por isso, também o ente santo que há de nascer será chamado Filho de Deus.”

Por que Jesus teria que ser concebido pelo Espírito Santo?

Em Mateus 1.21, o anjo ordenou que Maria colocasse o nome de Jesus na criança e explica: “…porque ele salvará o seu povo dos pecados deles.” Essas palavras deixam entendida a missão de Jesus: Ele viria para salvar pecadores de seus pecados.

Natal, então, é o fato de que Jesus, sendo Deus; sendo o “Filho de Deus”, “santo” e sem pecado, veio ao mundo, tornou-se um homem como nós, para nos salvar de nossos pecados.

Jesus mesmo declarou a mensagem de Natal em João 3.16: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”

Jesus é o “Emanuel” o “Deus conosco” que se tornou homem para salvar os pecadores. Ele cumpriu sua missão 33 anos depois, quando entregou Sua vida na cruz. Ele confirmou ser o Salvador por Sua gloriosa ressurreição.

Hoje, Deus espera que você se arrependa de seus pecados, creia e declare Jesus como seu Senhor e Salvador. Ao agir assim, O Espírito Santo transformará sua vida e você receberá a vida eterna.

“Natal” é: Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores.

———————–

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/20803089