TRATE A MENTIRA

Em Gênesis 20, após a destruição de Sodoma e Gomorra, Abraão e sua esposa Sara foram morar em Gerar. Chegando na terra eles mentiram sobre a situação conjugal de ambos, afirmando que eram irmãos. Ouvindo essas palavras, o rei de Gerar, Abimeleque, mandou buscar a Sara como esposa. Mas Deus, através de um sonho o avisou que ele morreria por causa de Sara. Abimeleque então nos versículos 4 e 5 disse ao Senhor: “…Senhor, matarás até uma nação inocente? Não foi ele mesmo que me disse: É minha irmã? E ela também me disse: Ele é meu irmão. Com sinceridade de coração e na minha inocência, foi que eu fiz isso.” No versículo 6, o Senhor lhe respondeu: “…Bem sei que com sinceridade de coração fizeste isso; daí o ter impedido eu de pecares contra mim e não te permiti que a tocasses.”

O texto aponta que Abraão e Sara usaram da mentira para proteger suas vidas. A mentira já havia sido parte do comportamento deles conforme Gênesis 12.10-13. Eles estavam ainda tropeçando no mesmo pecado.

Olhando para esse episódio aprendemos que quando mentimos, as consequências podem ser desastrosas para as nossas vidas e para a vida dos que estão ao nosso redor.

Aprendemos também que quando mentimos declaramos que não confiamos no Senhor, pois a mentira é uma forma de nos autoprotegermos, sem nos importarmos com os planos, propósitos, a glória e o nome do Senhor.

Por fim, aprendemos que embora os anos passem — como passaram para Abraão e Sara — isso não significa que estejamos crescendo espiritualmente. Crescimento espiritual é proporcional à rendição diária do “eu” e ao controle de nossas vidas pelo Espírito Santo.

É sempre bom lembrar que quando você mente hoje, a mentira lhe encontrará amanhã. Por isso, trate seriamente a mentira em seu coração e conduta.

Por Roberto Naves Amorim

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/23187364

DIANTE DA PODRIDÃO SOCIAL

Gênesis 6.5,9 afirma: “Viu o Senhor que a maldade do homem se havia multiplicado na terra e que era continuamente mau todo desígnio do seu coração… Noé era homem justo e íntegro entre os seus contemporâneos; Noé andava com Deus.”

Temos nesse texto o veredito do próprio Deus quanto à sociedade da época de Noé. Deus viu que não havia aspecto da natureza humana que não tivesse sido corrompido pelo pecado. Diante de toda a podridão social, Noé decidiu “andar com Deus”.

A realidade do avanço do pecado nunca escapa aos olhos de Deus. Ao ver o mal avançar o Seu coração se entristece, e devido à realidade de Sua santidade e abominação para com o pecado, Seu julgamento também não tarda.

Uma sociedade que peca contra Deus, atrai tragédias para si. Um coração apartado do Senhor, que O ofende e não O teme, não pode esperar que a vida seja boa, feliz e realizada.

Não existe sentido nessa vida quando Deus não é amado, honrado, adorado, glorificado, reconhecido, servido, exaltado e obedecido. Desejos, vontades, propósitos, interesses e objetivos, longe de Deus, trazem colapso à vida. O pecado que oferece alegria é o mesmo que produz culpa, desespero e morte. Assim, quando uma sociedade decide se afastar de Deus receberá também o Seu afastamento e julgamento.

Temos claros indícios de que a nossa sociedade atual anda nos mesmos caminhos da sociedade da época de Noé. E uma clara evidência é demonstrada por um falar e agir arrogante e debochado contra Deus, atrelado a uma indiferença total à sua Palavra.

Que diante da podridão social de nossos dias, você decida viver como Noé, agradando a Deus. Que você também viva em retidão e integridade, tendo como propósito em seu dia a dia “andar com Deus”.

Por Roberto Naves Amorim

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/23099859

O PROBLEMA DOS “POSSESSIVOS”

Uma parte de nossos problemas nessa vida é porque somos ensinados a viver de forma possessiva: minha vida, meu cônjuge, meus filhos, minha casa, meus bens, meu dinheiro etc. Não é atoa que sofremos tanto quando perdermos algo.

Não somos donos de nada! Tudo é de Deus e emprestado para vivermos. Também somos dEle para vivermos por meio dEle e para Ele.

A verdade é que tudo o que você tem e é – começando com você mesmo – pertence a Deus. Essa visão deve fazer com que você viva descansado, responsável e cheio de propósito.

Viva somente para Aquele lhe emprestou tudo e a Quem você pertence.

Lembre-se:

“Ao Senhor pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam.” – Salmos‬ ‭24:1‬

“Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. Quer, pois, vivamos ou morramos, somos do Senhor.” – Romanos‬ ‭14:8‬

Por Pr Roberto N. Amorim

“VENHA O TEU REINO”

Em Mateus 6.9 Jesus ensinou a orar: “Portanto, vós orareis assim: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome, venha o teu reino…”

A Bíblia apresenta o plano e o programa de Deus quanto ao Seu reino. O Antigo Testamento promete o reino e o Rei e o Novo Testamento revela o Rei do reino: o Senhor Jesus. O Senhor Jesus é o Messias prometido, Ele é o Salvador, o Senhor e REI; o REI dos reis. Ele veio para estabelecer na terra o reino sobre o qual governaria.

O reino físico de Deus foi prometido primeiramente a Israel, mas não foi estabelecido porque os judeus não receberam e nem aceitaram a Jesus como o Messias, conforme João 1.11,12. Esse reino então foi adiado quando da segunda vinda de Jesus. Assim, o reino visível de Deus será um dia estabelecido em forma de governo mundial, quando o próprio Senhor Jesus voltará e reinará sobre tudo e todos.

Mas hoje o reino de Deus é estabelecido no coração das pessoas. É um reino espiritual. Todos são chamados a participar do “reino de Deus” pelo arrependimento de seus pecados. Os convertidos a Jesus passam a ter implantado em seus corações o “reino de Deus”.

Se você pertence a Jesus, ore pelo avanço do “reino de Deus” conforme Ele ensinou. Ore também pedindo que Deus amplie sua visão espiritual para com esse reino. Ore também dispondo suas habilidades, interesses, energia, capacidade, dons, recursos e bens para o progresso deste reino. Ore para que o foco de sua vida não seja você, mas o reino dEle. Ore para que Ele te use em Seu reino.

Hoje você precisa, ou orar recebendo o “reino de Deus” ou orar: “…venha o Teu Reino…”

Por Roberto Naves Amorim

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/22997174

NÃO AME O DINHEIRO

O apóstolo Paulo afirmou em 1 Timóteo 6.10: “Porque o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males…” Amar o dinheiro não significa apenas ser avarento e ganancioso; significa torná-lo prioridade na vida; significa confiar, esperar e sentir-se seguro com ele. Os que amam o dinheiro pecam porque confiam nele. Confiar em algo ou alguém naquilo que somente poderia ser em Deus é idolatria.

Os que amam o dinheiro vão além, por vezes acreditam que podem controlar tudo e todos; mantém-se soberbos e orgulhosos; enganam-se num falso senso de segurança e estabilidade, e até mesmo acreditam estar acima da lei e da justiça.

Jesus ao ter um encontro com um jovem rico, esse queria saber sobre a vida eterna. Mas quando confrontado para abandonar o amor ao dinheiro, ele foi embora muito triste. E após sua partida, Jesus afirmou categoricamente em Mateus 19.23: “Em verdade vos digo que um rico dificilmente entrará no reino dos céus.” Jesus não está dizendo que todos ricos não serão salvos, mas o problema é que a grande maioria dos ricos coloca o dinheiro em primeiro lugar; eles definem suas escolhas, relacionamentos, oportunidades e espiritualidade através da ótica financeira. E quem assim o faz, perde a sua alma.

O dinheiro é um problema? Não! Mas ele pode tornar-se um. O dinheiro é bom, mas pode corromper; a questão sempre é como lida-se com ele. O certo é que o dinheiro mal usado pode deturpar a linha da moralidade e da consciência.

A ordem bíblica é: Não ame o dinheiro. A cobiça é pecado. Cobiçosos precisam se arrepender e terem em Jesus o seu único tesouro. O amor precisa ser direcionado somente para Deus e para as pessoas. Assim, não ame o dinheiro.

Por Roberto Naves Amorim

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/22965905

PODER PARA AMAR

Jesus ordenou em Lucas 6.27-31: “…Amem os seus inimigos, façam o bem aos que os odeiam, abençoem os que os amaldiçoam, orem por aqueles que os maltratam. Se alguém lhe bater numa face, ofereça-lhe também a outra. Se alguém lhe tirar a capa, não o impeça de tirar-lhe a túnica. Dê a todo o que lhe pedir, e se alguém tirar o que pertence a você, não lhe exija que o devolva. Como vocês querem que os outros lhes façam, façam também vocês a eles.”

O Senhor Jesus ensina nesse texto que a agenda de Deus é uma agenda de amor. João 3.16 afirma: “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.” Deus é amor, e Ele também tem ações que demonstram esse amor. Por exemplo: Ele deu Jesus ao mundo para pagar o preço pelo pecado. Ele assim O fez por aqueles que são declaradamente Seus inimigos. Assim, a agenda de amor de Deus é muito poderosa, ativa e extremamente sacrificial.

Assim, se você diz pertencer a Deus, você deve também agir para com os outros no poder do amor dEle. Somente o amor dEle capacita-lhe a amar o inimigo, fazer-lhe o bem, orar por ele, abençoá-lo, agir generosamente para com ele e desejar para ele o que você deseja para você.

Você não tem em si nenhum poder para amar os que lhe fazem ou lhe fizeram mal; os seus inimigos. Somente rendido ao amor de Deus é que você terá capacidade e poder vindo dEle para amar qualquer pessoa.

Por isso, renda-se hoje ao amor de Deus e receba dEle poder para amar.

Por Roberto Naves Amorim

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/22925613

NOS DIAS DIFÍCEIS

Os dias difíceis chegarão. Quando eles vierem precisamos muito de sabedoria, prudência, discernimento e acima de tudo, precisamos estar bem norteados pelas verdades da Palavra de Deus.

Um norte claro que temos para lidar com os dias difíceis está em Provérbios 3.6: “Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas.” Os dias difíceis são oportunidades para estarmos mais perto do Senhor como nunca. São oportunidades para muita entrega e submissão ao Senhor.

Uma outra maneira importante para lidar com os dias difíceis está em Eclesiastes 8.5. O texto afirma: “…o coração do sábio conhece o tempo e o modo.” Em dias difíceis é preciso que você saiba discernir o que está acontecendo, como tudo isso está lhe afetando e quais decisões você precisa tomar. Na prática, você não deve permitir que suas lutas deixem sua vida uma bagunça. Organize-se! Organize seu tempo e mantenha a disciplina na vida. Não procrastine; não deixe nada para amanhã. Organizar a vida ajuda-lhe a lidar com as pressões do dia a dia.

Outra importante direção para sua vida caso ela esteja difícil é que você precisa considerar estar com pessoas. Paulo afirma em Filemon 1.23: “Epafras, meu companheiro de prisão por causa de Cristo Jesus…” Paulo, em seus dias difíceis tinha um amigo — Epafras — para estar com ele. Paulo não se isolou em seus problemas, mas decidiu ter um amigo por perto. Por isso, não se isole. Não deixe o orgulho dizer que você pode lidar com seus dias difíceis sozinho. O isolamento é um perigo.

Em seus dias difíceis, aja e reaja sempre conforme a Palavra de Deus ensina. Não fuja de Deus. Não permita assim que sua vida seja ainda mais difícil nos dias difíceis.

Por Roberto Naves Amorim

————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/22885677