EM 2022, SEJA MAIS GRATO AO SENHOR

Paulo afirmou em 1 Tessalonicenses 5.18: “Dêem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus.”

Todos reconhecemos que 2021 foi outro ano diferente e difícil porque o mundo inteiro ainda continuou refém de uma pandemia.

Diante de uma pandemia que acumulou tantos doentes e mortos, a tendência natural e errada é se amargar, reclamar e blasfemar contra Deus. Mas o sábio a fazer é parar, refletir e agradecer ao Senhor por outras tantas coisas boas. Chegar vivo e com saúde no final desse ano já deve ser um grande motivo de gratidão.

Gratidão é a humilde e nobre qualidade do ser humano que faz com que ele reconheça a bondade do Senhor sobre tudo, mesmo em situações tristes e desagradáveis. A pessoa grata sempre reconhece o Senhor e Suas imerecidas bênçãos.

Com um coração grato, o salmista reconhece no Salmo 103.1-5 a bondade de Deus. Ele diz: “Ó minha alma, bendize o Senhor, e todo meu ser bendiga seu santo nome. Ó minha alma, bendize o Senhor, e não te esqueças de nenhum dos seus benefícios. É ele quem perdoa todas as tuas iniquidades, quem sara todas as tuas enfermidades, quem resgata da cova a tua vida, quem te coroa de amor e de misericórdia, quem te supre de todo bem, de modo que tua juventude se renova como a da águia.”

Sempre é tempo de reconhecer e agradecer a bondade de Deus. Não termine 2021 com um coração amargo; reflita sobre a bondade do Senhor e O agradeça.

Engrandeça a bondade do Senhor em sua vida, e em 2022, seja mais grato ao Senhor e faça da gratidão um estilo de vida.

————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/48103177

EM 2022, DECIDA PERDOAR MAIS

O Senhor Jesus ensinou em Mateus 6.14-15: “Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas.”

Somos chamados a perdoar. Perdoar significa “deixar ir”, deixar livre, soltar, libertar, despedir. Perdoar significa assumir definitivamente, e com boa atitude, o ônus da história.

Perdoar é preciso, mas, antes de tudo é necessário achar a dor e encontrar o ofensor; encontrar aquele que machucou, que destruiu, que arrancou, que destroçou, que arrebentou e, talvez, que matou.

Perdoar significa ir ao encontro da dor, chorar, reconhecer o estrago, mas também significa decidir fechar a porta do passado e nunca mais abri-la. Quem perdoa zera as contas.

Perdoar é algo irracional aos olhos humanos, porque é uma decisão e não uma emoção. Perdoar é “faxinar” o coração; é prover a “amnésia” dos erros pelo amor.

Perdoar é tratar a ofensa e liberar o ofensor. Perdoar é uma questão de obediência a Deus.

Ele claramente ordena em Colossenses 3.13: “Perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra o outro…”

Perdoar significa reconhecer que só Deus tem o direito de julgar e tratar a pessoa e a situação. Quem perdoa deixa aberto os canais por onde fluem a confiança e o amor. Quem perdoa reconstrói em si a destruição deixada.

Que em 2022 você perdoe mais, dizendo “não” ao ressentimento, à mágoa ou a qualquer tipo de vingança, dispondo a conceder perdão a qualquer um que lhe ofendeu e fazendo do verbo “perdoar” um estilo de vida.

Que em 2022, para seu próprio bem, perdoe mais.

———————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/48103169

EM 2022, ORE MAIS AO SENHOR

A Bíblia ensina que devemos orar. Devemos orar porque Jesus orou. Marcos 1.35 diz: “Tendo-se levantado alta madrugada, saiu, foi para um lugar deserto e ali orava.” E por que Ele orou? Porque Ele decidiu depender e submeter ao Pai cada área de Sua vida.

Todos devemos orar sempre, e orar sem cessar. Devemos orar a cada instante e por qualquer coisa que a nossa alma necessite ou esteja afligida. Paulo ordenou em Efésios 6.18: “Orem em todo o tempo…” e também 1 Tessalonicenses 5.17: “Orai sem cessar.”

Devemos também orar porque Deus ouve as nossas orações. O Salmo 4.3 afirma: “…o Senhor me ouve quando eu clamo por ele.” Isaías 65.24 ainda afirma: “E será que, antes que clamem, eu responderei; estando eles ainda falando, eu os ouvirei.” Deus apenas não ouvirá nossas orações se estivermos em desobediência a Ele. Provérbios 28.9 declara: “O que desvia os ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração será abominável.”

A oração precisa ser uma prioridade. Orar é a mais forte evidência espiritual de que você é dependente de Deus, pois orar significa redescobrir a realidade da essência humana. Você foi criado por Deus para um relacionamento de profunda dependência dEle.

Assim, ore! Em 2022, ore mais. Ore em qualquer lugar; ore de forma simples; ore com sinceridade, mas ore. Conte ao Senhor suas dores e lutas. Confesse a Ele todos os seus pecados. Ore quando lhe faltar fé, esperança ou ânimo. Ore a Ele com gratidão por tudo. Apenas ore e ore mais.

Que em 2022 seja um ano não só para você orar mais, mas para você viver orando.

———————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/48091320

EM 2022, CONFIE MAIS NO SENHOR

Em Provérbios 3.5-6: Salomão ordenou: “Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apóie no seu próprio entendimento. Reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e ele endireitará as suas veredas”.

A autossuficiência e a autodependência têm sido a ruína da humanidade. Viver conforme se acha e pensa tem sido o desastre de muitos. Salomão, por saber que Deus era digno de confiança, nos ensina a fazer dEle o centro da vida, pois a verdadeira sabedoria e todo o sucesso dela, inclui a sábia decisão de confiar somente nEle de todo o coração.

Confiar em Deus de todo o coração significa abandonar o próprio entendimento, as próprias idéias e escolher crer no entendimento e sabedoria de Deus, conforme Ele mesmo já tem declarado em Sua palavra.

Deus é sábio e soberano. Ele está no controle de tudo e todos. Ele conhece tudo e assim, você pode e deve confiar nEle. Ele vê toda a sua vida e sabe muito bem o seu destino.

Por isso, sabendo que Deus sabe e tem todo o controle, o seu papel é confiar e depender de Sua sabedoria, poder, providência, controle, promessas, amor e bondade.

Lembre-se de que a sua principal tendência é confiar em si mesmo; confiar em sua sabedoria, conhecimento e sentimentos. A sua tendência também é confiar em outras pessoas e nas circunstâncias. A sua tendência natural nunca é confiar primeiramente no Senhor.

Para mudar tudo isso, em 2022, confie somente no Senhor. Confie que Ele é bom, amoroso, gracioso e misericordioso, e que está trabalhando em sua vida. Confie que Ele mostrará o caminho por onde você deve andar e seguir. Decida confiar nEle de todo o seu coração.

————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/48080702

EM 2022, OBEDEÇA MAIS A DEUS

Em 1 João 2.4,5 lemos: “Aquele que diz: Eu o conheço e não guarda os seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade. Aquele entretanto, que guarda a sua palavra, nele verdadeiramente tem sido aperfeiçoado o amor de Deus. Nisto sabemos que estamos nele.”l

Quando João afirma que “Aquele que diz: Eu o conheço e não guarda os seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade….”, o verbo “conhecer” do texto significa “conhecer por experiência”, “conhecer por intimidade.” O significado dessa frase é que se alguém diz ter intimidade, proximidade e compromisso com Deus, mas não O obedece, é mentiroso, é incoerente e jamais estabeleceu a verdade como um padrão em sua vida.

Deus quer que desenvolvamos um relacionamento íntimo com Ele. Esse relacionamento só vem através da obediência. É pela obediência a Deus que demonstramos que O amamos.

A obediência é a expressão visível e prática do amor a Deus.

Jesus afirmou em João 14.15,21: “Se me amais, guardareis os meus mandamentos… Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me manifestarei a ele.” O amor por Deus não se manifesta em sentimento ou em uma experiência mística. O amor por Deus se manifesta na obediência.

Deus quer que você O ame e se relacione intimamente com Ele, mas para isso é necessário que você O obedeça.

Lembre-se de que seu amor por Deus é demonstrado por sua obediência a Ele. C. S. Lewis afirmou: “A saúde espiritual de um homem é proporcional ao seu amor por Deus.”

Por isso, decida em 2022 obedecer mais a Deus.

————————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/48063977

QUEM É O “MENINO JESUS” DO NATAL?

Em Lucas 2.11, no dia do nascimento do “menino Jesus”, um anjo apareceu a alguns pastores e disse-lhes: “É que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor.” Nessas poucas palavras, sob a ordem do próprio Deus, o anjo trouxe na mensagem os títulos que qualificam o “menino Jesus”.

O primeiro título do “menino Jesus” é “Salvador”, ou seja, o Libertador dos pecados. Essa verdade combina muito bem com o que outro anjo disse a José em Mateus 1.21: “… você porá nele o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles.”

O segundo título do “menino Jesus” é “Cristo”, ou seja, o “Ungido”, o “Messias”. O anjo deixa claro que o “menino Jesus” é o “Ungido de Deus” das profecias do Antigo Testamento, e que Ele é o soberano governante em quem estava toda a esperança de salvação, justiça e bem estar do povo de Israel e do mundo.

O terceiro título do “menino Jesus” é “Senhor”. O anjo afirma que o “menino Jesus” é o Deus encarnado. Essa verdade combina bem com que o apóstolo João afirma em João 1.1,14: “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e o Palavra era Deus… E a Palavra se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai.”

No Natal, a mensagem do anjo aos pastores é dada a todos nós. A verdade é que o “menino Jesus” é a esperança para toda a humanidade. Ele é a esperança porque mais tarde, quando adulto, Ele morrerá na cruz e providenciará perdão aos pecadores arrependidos e propiciará a oportunidade da vida verdadeira aos que nEle crêem.

Assim, o “menino Jesus” é “… o Salvador, que é Cristo, o Senhor.”

————————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/48039074

A PAZ DE JESUS NO NATAL

Em Isaías 9.6 o profeta profetizou sobre Jesus: “Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi concedido. O governo está sobre os seus ombros, e o seu nome será:…Príncipe da Paz.” Quando já em seu ministério, Jesus afirmou em Joāo 14.27: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou. Eu não a dou como o mundo a dá…”

A vinda de Jesus ao mundo proporciona aos que O recebem, a paz verdadeira. A paz que o mundo dá é momentânea e instável, pois depende de outras pessoas e coisas terrenas. A paz que Jesus dá é diferente, pois ela é inabalável, estável e não está ligada às pessoas ou às realidades deste mundo.

A paz que Jesus dá não enfoca a ausência de problemas, pois alguém pode estar no meio de grandes provações e ainda ter a Sua paz. Essa paz de Jesus permite que todo o que nEle crê permaneça calmo diante das circunstâncias, alegre-se na provação e até mesmo cante no meio do sofrimento.

A alma humana agita-se por causa de sua luta contra Deus e Seus princípios. Ela agita-se pela insistência em viver de seu jeito e fomentar o egoísmo, arrogância, impaciência, ira, impiedade e tantos outros pecados. Mas quando uma pessoa entrega-se a Jesus, a inimizade com Deus cessa, uma aliança de paz é declarada e a alma aquieta-se.

Nesse Natal, Deus novamente oferece a você a paz de Jesus. Entregue-se a Ele e deixe que Ele governe Sua vida como o “Príncipe da Paz”. Abandone toda forma inútil de estabelecer sua própria paz, reconcilie-se com Ele e desfrute da paz que Ele oferece.

Aceite nesse Natal a paz de Jesus.

————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/48028844

JESUS, O CUIDADO E A SEGURANÇA NO NATAL

Em Isaías 9.6 o profeta apresentou um outro título a Jesus: “Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi concedido. O governo está sobre os seus ombros, e o seu nome será:… Pai da Eternidade”.

Ao referir a Jesus como o Messias, o apóstolo João afirma em João 1.3, dizendo: “Todas as coisas foram feitas por ele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez.” Assim, se todas as coisas foram criadas por Ele, isso se encaixa perfeitamente que Ele é o “Pai da Eternidade”, o que significa dizer que o tempo está sob Seu controle. Jesus é o “Pai do Tempo e o “arquiteto dos séculos”. Ele será um Pai para sempre para o Seu povo e o governará com cuidado, segurança e verdadeira preocupação paternal.

Nem sempre a palavra “pai” traz à mente alguém que cuida, afirma ou permanece perto. Infelizmente “pai” tem sido sinônimo de indiferença, abandono, distância, passividade, ausência, egoísmo e crueldade. Mas não é assim com Jesus, pois Ele, sendo Deus, desceu ao mundo no Natal para transformar o coração de qualquer pecador – tanto dos maus “pais”, como também dos magoados “filhos” – dando cuidado, proteção e segurança eterna.

Ao crer em Jesus como Senhor e Salvador nesse Natal, você será libertado de seus pecados e estará sob Seu cuidado e segurança para sempre. Em Jesus você O terá para sempre a seu bem e a seu favor. Nunca haverá despedidas e nada ou ninguém será capaz de separar você do amor dEle.

O grande consolo e conforto para qualquer necessidade de sua alma está em Jesus. Deixe Jesus ser o seu “Pai da Eternidade”. Se Ele vier a sua vida, você estará seguro e sob Seu cuidado paternal para sempre.

————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/48018469

JESUS, O “DEUS FORTE” DO NATAL

JESUS, O “DEUS FORTE” DO NATAL

Em Isaías 9.6 o profeta profetizou sobre Jesus: “Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi concedido. O governo está sobre os seus ombros, e o seu nome será:… Deus Forte”.

O nome “Deus Forte” é inquestionavelmente atribuído a Deus, pois Isaías 10.21 afirma: “Um resto voltará; sim, um resto de Jacó voltará para o Deus Forte.” “Deus Forte” é aplicado ao Messias, o que revela que o Messias é Deus. Na verdade o Messias seria a presença corporal deste “Deus Forte”. Assim, Jesus é designado o “Deus Forte”, pois Ele é o Messias.

Jesus como “Deus Forte” é igual e da mesma essência do Pai. Ele é tudo o que o Pai é e faz. Ele afirmou sobre si mesmo em João 5.19,26: “… porque tudo o que este (o Pai) fizer, o Filho também faz…Porque assim como o Pai tem vida em si mesmo, também concedeu ao Filho ter vida em si mesmo.”

Sendo Jesus o “Deus Forte”, Hebreus 1.3 afirma que Ele está “… sustentando todas as coisas pela sua palavra poderosa…” Assim, Ele poderosamente lida com a criação e as criaturas, faz o sobrenatural no físico, na alma e no espírito, destrói toda obra satânica e salva pecadores da condenação eterna.

Nesse Natal abre-se mais uma vez a oportunidade para que você entenda quem Jesus é, e confie sua vida a Ele. Jesus, sendo o “Deus Forte”, apresenta-se para dar fim à sua fraqueza, insuficiência, debilidade e cansaço. Jesus, por Seu grande poder, faz um convite em Mateus 11.28 a você e a todos: “Venham a mim todos vocês que estão cansados e sobrecarregados, e eu os aliviarei.”

Assim, nesse natal, atenda ao convite de Jesus e O eleja como seu “Deus Forte”. Deixe que Ele o fortaleça em todas as suas fraquezas.

————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/48003486

JESUS, A RESPOSTA DO NATAL

Desde que a pandemia da COVID 19 se instalou no mundo, a humanidade, como nunca no século XXI, vive níveis altíssimos de ansiedade e depressão. A alma da humanidade está angustiada e em busca de respostas. Onde está a resposta?

Há quase 3000 anos atrás, no tempo do profeta Isaías, o povo também estava perdido atrás de respostas para alma. O profeta então aponta novamente Deus para o povo. Ele os leva à Sua Palavra e às Suas promessas.

Em Isaías 9.6 o profeta profetizou que Deus traria Sua resposta ao povo. Ele disse:

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu. O governo está sobre os seus ombros, e o seu nome será: “Maravilhoso Conselheiro…”.

Quem é esse “Maravilhoso Conselheiro” que viria? Na verdade ele não veio no período do profeta Isaías para uma resposta temporária, ele viria para uma resposta definitiva. O nome do “Maravilhoso Conselheiro” é Jesus.

A vinda de Jesus ao mundo põe fim à busca da resposta do coração humano. Paulo afirmou em Colossenses 2.3 que em Jesus “… estão ocultos todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento.”

Você não precisa passar mais um natal sem respostas para a sua vida. Jesus é a resposta que você precisa. Ele é o “Maravilhoso Conselheiro” que define muito bem quem você é, quais as razões de seus problemas e quais as soluções definitivas para a sua alma.

Venha a Jesus e entregue-se à Sua sabedoria, porque Ele sabe tudo sobre você, conhece e entende muito bem você por dentro, e mais, Ele quer o melhor para sua vida.

Nesse Natal, entregue-se totalmente a Jesus, o “Maravilhoso Conselheiro”.

————————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/47987599

UMA PEQUENA ORAÇÃO

Em Mateus 14:30 Pedro estava afogando e orou: “Senhor, salva-me.” 

Essa é uma dentre outras pequenas orações da Bíblia. Ela foi feita por Pedro quando estava se afogando. Essa é uma oração feita a Jesus no meio de um grande desespero; o desespero da morte. 

Essa simples oração ensina grandes verdades:

1 – Devemos orar.

Devemos orar sempre; orar sem cessar. Devemos orar a cada instante e por qualquer coisa que a nossa alma necessita ou que esteja afligida. Devemos orar sempre. Se nossa alma está aflita devemos orar também: “Senhor, salva-me.”

2 – Devemos orar à pessoa certa: Jesus.

Pedro em sua oração não clamou a Abraão, a Moisés ou a alguns dos profetas. Ele foi direto a Jesus. Devemos parar de ir na direção errada ao orar. Devemos parar de buscar intermediários. Como Pedro devemos orar diretamente a Jesus, e a Ele devemos dizer: “Senhor, salva-me.”

3 – Devemos orar em qualquer circunstância. 

Pedro orou no meio da possibilidade de sua morte por afogamento. Ele não nadou um pouco mais; ele não se esforçou um pouco mais. Pedro apenas orou. Devemos orar diante de qualquer circunstância que estejamos passando. Devemos orar agora! Devemos orar dizendo: “Senhor, salva-me.”

4 – Devemos orar em qualquer lugar. 

Pedro orou no mar. Devemos orar no trânsito, no trabalho, na escola, em casa, na rua, no shopping, no estádio, no hospital, no supermercado, na fila, etc. Devemos orar em qualquer lugar. De onde estivermos podemos orar: “Senhor, salva-me.”

Assim, numa pequena oração, fale com Deus! Fale de forma simples; fale com sinceridade, mas fale. Conte a Ele sua dor, suas lutas, seus pecados, suas misérias, sua falta de esperança, sua intranquilidade e seu desespero. Ore a Ele! Diga apenas: “Senhor, salva-me.”

Spurgeon afirmou: “A verdade é que se temos um coração para orar, Deus tem um ouvido para ouvir e uma mão para agir.”

————————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/47952314

QUANDO AS TEMPESTADES CHEGAM

Em Mateus 8.24, os discípulos estavam no barco e Jesus dormia. De repente uma grande tempestade se levantou e eles acordaram Jesus. No versículo 25 eles disseram a Ele: “Salva-nos, Senhor! Vamos morrer.” ‘Mas no versículo 26 Jesus lhes respondeu e agiu: “Por que temeis, homens de pequena fé? Então Jesus se levantou e repreendeu os ventos e o mar, e houve grande calmaria.”

Assim como na vida dos discípulos, de repente, do nada, as tempestades também chegam sobre sua vida. De repente você se depara com um problema de saúde, desemprego, calúnias, rebeldia de um filho ou algo que não se pode explicar.

As tempestades chegam à vida e você então começa a lutar, buscar soluções e não as encontra. Então, como os discípulos, você também sente-se impotente, frustrado, em fracasso, e o medo começa a dominar o seu coração.

As tempestades chegam à vida e como os discípulos, você também começa a mudar sua crença em Deus. Você erradamente, começa a crer que Deus parece inerte, “dormindo”, e que não tem misericórdia de sua situação. Você começa a crer que Ele é insensível, não se preocupa com você e não quer o seu bem.

As tempestades da vida chegam e você, como os discípulos, fica tomado de medo, aflição e angústia, começa desesperadamente a orar, pedir, clamar, suplicar para que Ele faça alguma coisa. Mas sua oração não é confiante; falta-lhe fé, e você dúvida.

As tempestades da vida chegam e você, como os discípulos, não entende que elas são apenas oportunidades dadas por Deus para você afirmar: Senhor Jesus eu creio que como o Senhor está no “barco de minha vida”, nada pode dar errado. O Senhor tem o controle de tudo. Sob Tua palavra tudo será transformado.

Quando as tempestades chegam, você precisa primeiramente perguntar: Jesus está no “barco” da minha vida? Se Ele não estiver, convide-O e tudo será diferente. Pois verdadeiro é o cântico: “com Cristo no barco tudo vai muito bem, e passa o temporal.”

————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/47934928

OS “HUMILDES DE ESPÍRITO”

Jesus afirmou em Mateus 5.3: “Bem-aventurados os humildes de espírito…”

Jesus não estava ensinando nessas palavras sobre uma humildade aparente ou pobreza material. O assunto aqui é pobreza espiritual.

Jesus dá a opção simples da felicidade para aqueles que são humildes, ou seja, aqueles que se aceitam como pecadores diante de Deus; aqueles que reconhecem seus erros e distanciamento de Deus.

A felicidade que conduz à vida, segundo Jesus, não começa enquanto não se admite a incapacidade de gerir e controlar a própria vida. A felicidade nunca chega para aqueles que se acham o máximo; se acham um “deus”.

Os orgulhosos não enxergam seus próprios erros e não buscam tratá-los, enganam-se a si mesmos. Quem engana-se a si mesmo continuará tropeçando e caindo.

A vida verdadeira é para os que são humildes; para os que reconhecem seus pecados, erros, indignidade e distanciamento de Deus.

Quando você se humilha perante Deus, confessando seus pecados, se arrependendo do que é e tem feito; Ele por Sua graça, ouve, atende e o transforma. Então o “reino dos céus” lhe é outorgado.

O reino dos céus não é para o bom, o religioso, o que “se acha”, ou para aquele que insiste em dirigir sua vida sem Deus. O reino dos céus é apenas para os quebrantados de coração; para “os humildes de espírito.”

—————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/47923741

DIANTE DA DOENÇA

A doença atinge a todos, sem exceção. Amigos, parentes, conhecidos e nós mesmos ficamos doentes. Mas quando a doença chega, nossa confiança no amor, no poder, na sabedoria e na provisão de Deus pode sofrer um abalo. Quando a doença chega, nada é mais poderoso para evitar os perigos da fé do que a Palavra de Deus.

Paulo afirmou em Romanos 8.18: “Considero que os nossos sofrimentos atuais não podem ser comparados com a glória que em nós será revelada”. Paulo explica através desse texto que o sofrimento é uma realidade da vida, e, conforme ele mesmo escreveu em Romanos capítulos 3 a 6, o sofrimento é advindo da entrada do pecado no mundo.

Diante da doença, é preciso lembrar que ela nem sempre é uma resposta ao julgamento de Deus a um pecado específico ou à falta de fé por parte do doente. A doença chega para especificamente expor nossa real fraqueza e debilidade como seres humanos.

Por outro lado, enquanto o sofrimento faz parte dessa realidade humana, há uma “glória” futura por vir; uma vida maior e melhor que será manifestada quando do retorno do Senhor Jesus.

Os que depositam sua fé no Senhor Jesus devem viver cientes do sofrimento aqui e agora, mas totalmente calmos e confiantes ao enfrentá-lo, sabendo que o Senhor Soberano está com eles em todos os momentos da vida.

Por um outro lado, eles também devem manter-se esperançosos, vivendo além das tristes realidades desta vida, porque a fé em Jesus promete uma vida eterna, cheia de uma superior alegria e propósito. Algo indizível; impensável.

Diante da doença, apegue-se às verdades da Palavra de Deus e reorganize sua mente, aqueça seu coração, vivendo um dia de cada vez, descansando seu presente e futuro somente nas mãos do Senhor.

———————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/47909569

ACHEGUE-SE A DEUS CORRETAMENTE

A Bíblia ensina que Deus é justo e santo. O Salmo 11.7 afirma: “Pois o Senhor é justo e ama a justiça; os retos verão a sua face.” Deus ainda declara em Levítico 19.2: “… Sejam santos porque eu, o Senhor, o Deus de vocês, sou santo. Deus é o Santo Juiz que não comete erros, nunca age de forma incoerente ou desonesta e retribui a cada um segundo Sua justiça, pois não pode deixar os pecados impunes.

Deus é justo e santo, mas é também amor. 1 Joāo 4.8 declara que “Deus é amor”. O amor é um atributo dEle e um aspecto central do Seu caráter. Tudo o que Deus faz é amoroso, assim como tudo o que Ele faz é justo e santo. O amor de Deus nunca está em conflito com Sua justiça e santidade. Na verdade, todos os atributos de Deus estão em perfeita harmonia.

Aproxime-se de Deus corretamente. Saiba quem Ele é. Sendo Ele santo e justo, Ele não permitirá que você se achegue a Ele de forma leviana. Ele espera que você se aproxime dEle com um coração humilde e purificado do pecado. Ele não só não aceita uma vida hipócrita, falsa e mentirosa, bem como tratará severamente aqueles que assim vivem.

Por ser amor, Deus está pronto a estender Seu perdão e misericórdia – por causa da obra do Senhor Jesus na cruz – a todos os que se humilham, arrependem-se e quebrantam-se diante dEle.

Assim, por que experimentar a santidade, justiça e severidade do Senhor, se você pode humildemente acolher o Seu amor?

Pare! Reflita! Achegue-se a Deus corretamente.

———————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/47893127

A ALEGRIA NO SENHOR

A palavra de Deus ordena em Filipenses 3.1: “Alegrai-vos no Senhor…”

O motivo pelo qual o Senhor nos ordena a estarmos alegres é porque não só podemos ser consumidos pela tristeza e angústia advindo das adversidades da vida, mas também porque podemos inutilmente buscar alegria fora dEle.

O que significa alegrar-se no Senhor? Em Atos 16, Paulo e Silas haviam pregado o Evangelho na cidade de Filipos. Os cidadãos da cidade os acusaram e então eles foram açoitados e depois presos. No meio dessas adversidades, o versículo 25 informa a atitude deles quando estavam presos injustamente: “Por volta de meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus…” Como eles poderiam alegrar-se no meio das dores? Eles podiam alegrar-se no Senhor porque suas vidas não eram guiadas por eles, nem pelas circunstâncias e nem pelas pessoas. Eles alegravam no Senhor porque eles sabiam que o propósito dEle estava sendo estabelecido por eles.

O problema com a alegria é que quase sempre ela está atrelada ao estado emocional, às circunstâncias ou as pessoas.

Quando você vincula sua alegria a esses componentes, sua alegria torna-se frágil e passageira. O alicerce da sua alegria precisa estar no Senhor somente.

Alegrar-se no Senhor, significa agarrar com firmeza na crença simples que Ele está no controle de tudo em sua vida, circunstâncias e pessoas. Significa que nada está à deriva e o que você sente, por onde você for e com quem se encontrar, tudo, tudo está sob o controle dEle.

Alegria é antes de tudo uma obediência ao Senhor e uma decisão. Se você deseja ser alegre precisa decidir entrar em plena sintonia com os propósitos dEle para sua vida.

Por isso, foque no Senhor e em Seus propósitos, e a alegria dEle será um resultado natural em sua vida.

————————————————————

https://www.spreaker.com/episode/47858934

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

NAS LUTAS DA VIDA

Após o término de suas dores, Jó afirma em Jó 42.2,5: “Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado… Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te veem.”

Em Jó aprendemos que Deus graciosamente usa as lutas da vida como uma preparação para algo maior e melhor. Ele é bom e nunca está insensível à dor. Em Sua perfeita sabedoria, Ele trabalha e usa as lutas para profundas mudanças, pois Ele sempre está muito mais interessado no desenvolvimento do caráter de Seu povo do que em seu conforto.

Deus está trabalhando. Diante das lutas da vida é sábio e prudente que você primeiro pergunte: “Como Deus está agindo? Qual é o Seu bom propósito para mim?”

Como Jó, você certamente não pode controlar as lutas da vida as quais passa, mas você pode decidir se elas irão torná-lo mais amargurado ou mais rendido ao Senhor.

Como Deus está trabalhando em sua vida, você pode descansar nEle, pois Romanos 8.28 ensina: “Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.”

As lutas da vida como a doença, o luto, as perdas, são realidades tristes e inevitáveis. A maravilhosa verdade é que o Senhor se faz presente e real em todas elas. Ele sempre usa as dificuldades para o atrair a Ele e para que sejam revelados Seus bons propósitos em Sua vida.

Nas lutas da vida mantenha a calma e confie plenamente que O Senhor está agindo em você.

—————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/47841111

ONDE ESTÁ SUA SEGURANÇA?

Paulo afirmou em Romanos 8.38,39: “Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor”.

Nesses últimos versículos do capítulo 8 de Romanos, Paulo declara que um verdadeiro cristão está extremamente seguro em Deus. Ele enumera todas as possíveis categorias que podem trazer insegurança ao cristão. Diante de tantas possibilidades de se viver de forma insegura, Paulo apresenta que nada tem poder para destruir o forte elo de amor e cuidado que Deus tem para com o seu povo, através da pessoa e da obra do Senhor Jesus.

Se você um dia decidiu seguir ao Senhor Jesus e viver com Ele, sua vida está extremamente segura hoje e no futuro. Deus, como Seu maravilhoso Pai o ama. Seu amor – demonstrado em Cristo – deve fazer com que você tranquilize o seu coração diante de qualquer ameaça.

Quando o medo chegar e lhe trouxer insegurança, volte-se para as verdades desse texto, afirme e ore corajosamente, dizendo: Minha segurança não está em mim, no outro ou na situação. Minha segurança repousa no amor de Deus, meu querido Pai. Ele me ama, me quer bem e cuida de mim hoje e eternamente. Por isso, baseado em seu amor, eu não só preciso temer nada como também enfrentarei pela fé tudo. Estou seguro no maravilhoso amor de meu Pai e viverei confiando nEle e dependendo somente dEle.

Se sua segurança estiver no Senhor, você está extremamente seguro.

—————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/47824434

NÃO INSISTA EM VIVER SÓ

Em Eclesiastes 4.7-10, Salomão afirmou o seguinte: “Descobri ainda outra situação absurda debaixo do sol: Havia um homem totalmente solitário; não tinha filho nem irmão. Trabalhava sem parar! Contudo, os seus olhos não se satisfaziam com a sua riqueza. Ele sequer perguntava: “Para quem estou trabalhando tanto, e por que razão deixo de me divertir? ”Isso também é absurdo. É um trabalho muito ingrato! É melhor ter companhia do que estar sozinho, porque maior é a recompensa do trabalho de duas pessoas. Se um cair, o amigo pode ajudá-lo a levantar-se. Mas pobre do homem que cai e não tem quem o ajude a levantar-se!”

Há pessoas que insistem em viver só. Há pessoas que escolheram não se relacionar e, como no exemplo citado por Salomão, focam no trabalho como seu alvo final; trabalham sem parar; estão fartos de dinheiro, mas sem ninguém para compartilhar a vida.

Alguns dizem: “Relacionei-me, mas machuquei-me… não vou sofrer novamente!”, ou ainda, “decepcionei-me com muita gente … não confio mais em ninguém”. Esse é um argumento pobre e covarde, pois qualquer pessoa que se relaciona, machuca e será machucado, decepciona e será decepcionado.

Você terá problemas com pessoas. Mas isso não pode ser o fator determinante para escolher viver só e apartado dos outros. Se você insistir na solidão por causa da decepção e dores, você pode estar jogando fora a oportunidade de um bom casamento, de constituir uma linda família, de ter filhos, de conviver numa igreja saudável e de se relacionar com pessoas que podem lhe apoiar e ajudar e a quem você pode servir.

Não insista em viver só! Tudo de bom nessa vida não é bom, a menos que seja compartilhado com alguém.

—————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/47810706

ODIADO PELO MUNDO

Jesus afirmou em João 15.18-20: “Se o mundo odeia vocês, saibam que, antes de odiar vocês, odiou a mim. Se vocês fossem do mundo, o mundo amaria o que era seu; mas vocês não são do mundo — pelo contrário, eu dele os escolhi — e, por isso, o mundo odeia vocês. Lembrem-se da palavra que eu disse a vocês: “O servo não é maior do que seu senhor.” Se perseguiram a mim, também perseguirão vocês; se guardaram a minha palavra, também guardarão a de vocês.” Nesse texto, o Senhor Jesus disse aos discípulos que o mundo os odiaria. Por mais maravilhoso que Jesus e sua mensagem fossem, eles deveriam esperar ódio, oposição e rejeição.

Os verdadeiros seguidores do Senhor Jesus ao longo dos séculos conheceram o ódio do mundo e milhões morreram por Ele. Mas na verdade, antes deles serem odiados em toda história, o próprio Senhor Jesus foi odiado.

Por quê Jesus foi odiado pelo mundo? Porque o mundo e seu sistema representam tudo o que é contra Deus. O mundo é dirigido por Satanás e ama o pecado. Jesus veio para confrontar o mundo com a verdade, deflagrar seu próprio pecado, chamando-o ao arrependimento, e assim destruir toda obra de Satanás .

As pessoas que amam o mundo – sendo dirigidas por Satanás – vão lhe perseguir e o odiar quando você não só começar a viver como Jesus, mas falar como Ele falou e amar o que Ele ama e defende.

No texto acima, Jesus deixou claro: seja ousado em viver e defender sua fé em mim e o mundo o odiará. O primeiro “mundo” a o odiar será seus próprios familiares e amigos. Você será chamado de louco, radical, fanático e “homo” alguma coisa.

O mundo odiará sempre aqueles que amam a Jesus.

—————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/47796879