EM 2022, SEJA MAIS GRATO AO SENHOR

Paulo afirmou em 1 Tessalonicenses 5.18: “Dêem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus.”

Todos reconhecemos que 2021 foi outro ano diferente e difícil porque o mundo inteiro ainda continuou refém de uma pandemia.

Diante de uma pandemia que acumulou tantos doentes e mortos, a tendência natural e errada é se amargar, reclamar e blasfemar contra Deus. Mas o sábio a fazer é parar, refletir e agradecer ao Senhor por outras tantas coisas boas. Chegar vivo e com saúde no final desse ano já deve ser um grande motivo de gratidão.

Gratidão é a humilde e nobre qualidade do ser humano que faz com que ele reconheça a bondade do Senhor sobre tudo, mesmo em situações tristes e desagradáveis. A pessoa grata sempre reconhece o Senhor e Suas imerecidas bênçãos.

Com um coração grato, o salmista reconhece no Salmo 103.1-5 a bondade de Deus. Ele diz: “Ó minha alma, bendize o Senhor, e todo meu ser bendiga seu santo nome. Ó minha alma, bendize o Senhor, e não te esqueças de nenhum dos seus benefícios. É ele quem perdoa todas as tuas iniquidades, quem sara todas as tuas enfermidades, quem resgata da cova a tua vida, quem te coroa de amor e de misericórdia, quem te supre de todo bem, de modo que tua juventude se renova como a da águia.”

Sempre é tempo de reconhecer e agradecer a bondade de Deus. Não termine 2021 com um coração amargo; reflita sobre a bondade do Senhor e O agradeça.

Engrandeça a bondade do Senhor em sua vida, e em 2022, seja mais grato ao Senhor e faça da gratidão um estilo de vida.

————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/48103177

EM 2022, DECIDA PERDOAR MAIS

O Senhor Jesus ensinou em Mateus 6.14-15: “Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas.”

Somos chamados a perdoar. Perdoar significa “deixar ir”, deixar livre, soltar, libertar, despedir. Perdoar significa assumir definitivamente, e com boa atitude, o ônus da história.

Perdoar é preciso, mas, antes de tudo é necessário achar a dor e encontrar o ofensor; encontrar aquele que machucou, que destruiu, que arrancou, que destroçou, que arrebentou e, talvez, que matou.

Perdoar significa ir ao encontro da dor, chorar, reconhecer o estrago, mas também significa decidir fechar a porta do passado e nunca mais abri-la. Quem perdoa zera as contas.

Perdoar é algo irracional aos olhos humanos, porque é uma decisão e não uma emoção. Perdoar é “faxinar” o coração; é prover a “amnésia” dos erros pelo amor.

Perdoar é tratar a ofensa e liberar o ofensor. Perdoar é uma questão de obediência a Deus.

Ele claramente ordena em Colossenses 3.13: “Perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra o outro…”

Perdoar significa reconhecer que só Deus tem o direito de julgar e tratar a pessoa e a situação. Quem perdoa deixa aberto os canais por onde fluem a confiança e o amor. Quem perdoa reconstrói em si a destruição deixada.

Que em 2022 você perdoe mais, dizendo “não” ao ressentimento, à mágoa ou a qualquer tipo de vingança, dispondo a conceder perdão a qualquer um que lhe ofendeu e fazendo do verbo “perdoar” um estilo de vida.

Que em 2022, para seu próprio bem, perdoe mais.

———————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/48103169

EM 2022, ORE MAIS AO SENHOR

A Bíblia ensina que devemos orar. Devemos orar porque Jesus orou. Marcos 1.35 diz: “Tendo-se levantado alta madrugada, saiu, foi para um lugar deserto e ali orava.” E por que Ele orou? Porque Ele decidiu depender e submeter ao Pai cada área de Sua vida.

Todos devemos orar sempre, e orar sem cessar. Devemos orar a cada instante e por qualquer coisa que a nossa alma necessite ou esteja afligida. Paulo ordenou em Efésios 6.18: “Orem em todo o tempo…” e também 1 Tessalonicenses 5.17: “Orai sem cessar.”

Devemos também orar porque Deus ouve as nossas orações. O Salmo 4.3 afirma: “…o Senhor me ouve quando eu clamo por ele.” Isaías 65.24 ainda afirma: “E será que, antes que clamem, eu responderei; estando eles ainda falando, eu os ouvirei.” Deus apenas não ouvirá nossas orações se estivermos em desobediência a Ele. Provérbios 28.9 declara: “O que desvia os ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração será abominável.”

A oração precisa ser uma prioridade. Orar é a mais forte evidência espiritual de que você é dependente de Deus, pois orar significa redescobrir a realidade da essência humana. Você foi criado por Deus para um relacionamento de profunda dependência dEle.

Assim, ore! Em 2022, ore mais. Ore em qualquer lugar; ore de forma simples; ore com sinceridade, mas ore. Conte ao Senhor suas dores e lutas. Confesse a Ele todos os seus pecados. Ore quando lhe faltar fé, esperança ou ânimo. Ore a Ele com gratidão por tudo. Apenas ore e ore mais.

Que em 2022 seja um ano não só para você orar mais, mas para você viver orando.

———————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/48091320

EM 2022, CONFIE MAIS NO SENHOR

Em Provérbios 3.5-6: Salomão ordenou: “Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apóie no seu próprio entendimento. Reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e ele endireitará as suas veredas”.

A autossuficiência e a autodependência têm sido a ruína da humanidade. Viver conforme se acha e pensa tem sido o desastre de muitos. Salomão, por saber que Deus era digno de confiança, nos ensina a fazer dEle o centro da vida, pois a verdadeira sabedoria e todo o sucesso dela, inclui a sábia decisão de confiar somente nEle de todo o coração.

Confiar em Deus de todo o coração significa abandonar o próprio entendimento, as próprias idéias e escolher crer no entendimento e sabedoria de Deus, conforme Ele mesmo já tem declarado em Sua palavra.

Deus é sábio e soberano. Ele está no controle de tudo e todos. Ele conhece tudo e assim, você pode e deve confiar nEle. Ele vê toda a sua vida e sabe muito bem o seu destino.

Por isso, sabendo que Deus sabe e tem todo o controle, o seu papel é confiar e depender de Sua sabedoria, poder, providência, controle, promessas, amor e bondade.

Lembre-se de que a sua principal tendência é confiar em si mesmo; confiar em sua sabedoria, conhecimento e sentimentos. A sua tendência também é confiar em outras pessoas e nas circunstâncias. A sua tendência natural nunca é confiar primeiramente no Senhor.

Para mudar tudo isso, em 2022, confie somente no Senhor. Confie que Ele é bom, amoroso, gracioso e misericordioso, e que está trabalhando em sua vida. Confie que Ele mostrará o caminho por onde você deve andar e seguir. Decida confiar nEle de todo o seu coração.

————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/48080702

EM 2022, OBEDEÇA MAIS A DEUS

Em 1 João 2.4,5 lemos: “Aquele que diz: Eu o conheço e não guarda os seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade. Aquele entretanto, que guarda a sua palavra, nele verdadeiramente tem sido aperfeiçoado o amor de Deus. Nisto sabemos que estamos nele.”l

Quando João afirma que “Aquele que diz: Eu o conheço e não guarda os seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade….”, o verbo “conhecer” do texto significa “conhecer por experiência”, “conhecer por intimidade.” O significado dessa frase é que se alguém diz ter intimidade, proximidade e compromisso com Deus, mas não O obedece, é mentiroso, é incoerente e jamais estabeleceu a verdade como um padrão em sua vida.

Deus quer que desenvolvamos um relacionamento íntimo com Ele. Esse relacionamento só vem através da obediência. É pela obediência a Deus que demonstramos que O amamos.

A obediência é a expressão visível e prática do amor a Deus.

Jesus afirmou em João 14.15,21: “Se me amais, guardareis os meus mandamentos… Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me manifestarei a ele.” O amor por Deus não se manifesta em sentimento ou em uma experiência mística. O amor por Deus se manifesta na obediência.

Deus quer que você O ame e se relacione intimamente com Ele, mas para isso é necessário que você O obedeça.

Lembre-se de que seu amor por Deus é demonstrado por sua obediência a Ele. C. S. Lewis afirmou: “A saúde espiritual de um homem é proporcional ao seu amor por Deus.”

Por isso, decida em 2022 obedecer mais a Deus.

————————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/48063977

QUEM É O “MENINO JESUS” DO NATAL?

Em Lucas 2.11, no dia do nascimento do “menino Jesus”, um anjo apareceu a alguns pastores e disse-lhes: “É que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor.” Nessas poucas palavras, sob a ordem do próprio Deus, o anjo trouxe na mensagem os títulos que qualificam o “menino Jesus”.

O primeiro título do “menino Jesus” é “Salvador”, ou seja, o Libertador dos pecados. Essa verdade combina muito bem com o que outro anjo disse a José em Mateus 1.21: “… você porá nele o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles.”

O segundo título do “menino Jesus” é “Cristo”, ou seja, o “Ungido”, o “Messias”. O anjo deixa claro que o “menino Jesus” é o “Ungido de Deus” das profecias do Antigo Testamento, e que Ele é o soberano governante em quem estava toda a esperança de salvação, justiça e bem estar do povo de Israel e do mundo.

O terceiro título do “menino Jesus” é “Senhor”. O anjo afirma que o “menino Jesus” é o Deus encarnado. Essa verdade combina bem com que o apóstolo João afirma em João 1.1,14: “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e o Palavra era Deus… E a Palavra se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai.”

No Natal, a mensagem do anjo aos pastores é dada a todos nós. A verdade é que o “menino Jesus” é a esperança para toda a humanidade. Ele é a esperança porque mais tarde, quando adulto, Ele morrerá na cruz e providenciará perdão aos pecadores arrependidos e propiciará a oportunidade da vida verdadeira aos que nEle crêem.

Assim, o “menino Jesus” é “… o Salvador, que é Cristo, o Senhor.”

————————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/48039074

A PAZ DE JESUS NO NATAL

Em Isaías 9.6 o profeta profetizou sobre Jesus: “Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi concedido. O governo está sobre os seus ombros, e o seu nome será:…Príncipe da Paz.” Quando já em seu ministério, Jesus afirmou em Joāo 14.27: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou. Eu não a dou como o mundo a dá…”

A vinda de Jesus ao mundo proporciona aos que O recebem, a paz verdadeira. A paz que o mundo dá é momentânea e instável, pois depende de outras pessoas e coisas terrenas. A paz que Jesus dá é diferente, pois ela é inabalável, estável e não está ligada às pessoas ou às realidades deste mundo.

A paz que Jesus dá não enfoca a ausência de problemas, pois alguém pode estar no meio de grandes provações e ainda ter a Sua paz. Essa paz de Jesus permite que todo o que nEle crê permaneça calmo diante das circunstâncias, alegre-se na provação e até mesmo cante no meio do sofrimento.

A alma humana agita-se por causa de sua luta contra Deus e Seus princípios. Ela agita-se pela insistência em viver de seu jeito e fomentar o egoísmo, arrogância, impaciência, ira, impiedade e tantos outros pecados. Mas quando uma pessoa entrega-se a Jesus, a inimizade com Deus cessa, uma aliança de paz é declarada e a alma aquieta-se.

Nesse Natal, Deus novamente oferece a você a paz de Jesus. Entregue-se a Ele e deixe que Ele governe Sua vida como o “Príncipe da Paz”. Abandone toda forma inútil de estabelecer sua própria paz, reconcilie-se com Ele e desfrute da paz que Ele oferece.

Aceite nesse Natal a paz de Jesus.

————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/48028844

JESUS, O CUIDADO E A SEGURANÇA NO NATAL

Em Isaías 9.6 o profeta apresentou um outro título a Jesus: “Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi concedido. O governo está sobre os seus ombros, e o seu nome será:… Pai da Eternidade”.

Ao referir a Jesus como o Messias, o apóstolo João afirma em João 1.3, dizendo: “Todas as coisas foram feitas por ele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez.” Assim, se todas as coisas foram criadas por Ele, isso se encaixa perfeitamente que Ele é o “Pai da Eternidade”, o que significa dizer que o tempo está sob Seu controle. Jesus é o “Pai do Tempo e o “arquiteto dos séculos”. Ele será um Pai para sempre para o Seu povo e o governará com cuidado, segurança e verdadeira preocupação paternal.

Nem sempre a palavra “pai” traz à mente alguém que cuida, afirma ou permanece perto. Infelizmente “pai” tem sido sinônimo de indiferença, abandono, distância, passividade, ausência, egoísmo e crueldade. Mas não é assim com Jesus, pois Ele, sendo Deus, desceu ao mundo no Natal para transformar o coração de qualquer pecador – tanto dos maus “pais”, como também dos magoados “filhos” – dando cuidado, proteção e segurança eterna.

Ao crer em Jesus como Senhor e Salvador nesse Natal, você será libertado de seus pecados e estará sob Seu cuidado e segurança para sempre. Em Jesus você O terá para sempre a seu bem e a seu favor. Nunca haverá despedidas e nada ou ninguém será capaz de separar você do amor dEle.

O grande consolo e conforto para qualquer necessidade de sua alma está em Jesus. Deixe Jesus ser o seu “Pai da Eternidade”. Se Ele vier a sua vida, você estará seguro e sob Seu cuidado paternal para sempre.

————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/48018469

JESUS, O “DEUS FORTE” DO NATAL

JESUS, O “DEUS FORTE” DO NATAL

Em Isaías 9.6 o profeta profetizou sobre Jesus: “Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi concedido. O governo está sobre os seus ombros, e o seu nome será:… Deus Forte”.

O nome “Deus Forte” é inquestionavelmente atribuído a Deus, pois Isaías 10.21 afirma: “Um resto voltará; sim, um resto de Jacó voltará para o Deus Forte.” “Deus Forte” é aplicado ao Messias, o que revela que o Messias é Deus. Na verdade o Messias seria a presença corporal deste “Deus Forte”. Assim, Jesus é designado o “Deus Forte”, pois Ele é o Messias.

Jesus como “Deus Forte” é igual e da mesma essência do Pai. Ele é tudo o que o Pai é e faz. Ele afirmou sobre si mesmo em João 5.19,26: “… porque tudo o que este (o Pai) fizer, o Filho também faz…Porque assim como o Pai tem vida em si mesmo, também concedeu ao Filho ter vida em si mesmo.”

Sendo Jesus o “Deus Forte”, Hebreus 1.3 afirma que Ele está “… sustentando todas as coisas pela sua palavra poderosa…” Assim, Ele poderosamente lida com a criação e as criaturas, faz o sobrenatural no físico, na alma e no espírito, destrói toda obra satânica e salva pecadores da condenação eterna.

Nesse Natal abre-se mais uma vez a oportunidade para que você entenda quem Jesus é, e confie sua vida a Ele. Jesus, sendo o “Deus Forte”, apresenta-se para dar fim à sua fraqueza, insuficiência, debilidade e cansaço. Jesus, por Seu grande poder, faz um convite em Mateus 11.28 a você e a todos: “Venham a mim todos vocês que estão cansados e sobrecarregados, e eu os aliviarei.”

Assim, nesse natal, atenda ao convite de Jesus e O eleja como seu “Deus Forte”. Deixe que Ele o fortaleça em todas as suas fraquezas.

————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/48003486

JESUS, A RESPOSTA DO NATAL

Desde que a pandemia da COVID 19 se instalou no mundo, a humanidade, como nunca no século XXI, vive níveis altíssimos de ansiedade e depressão. A alma da humanidade está angustiada e em busca de respostas. Onde está a resposta?

Há quase 3000 anos atrás, no tempo do profeta Isaías, o povo também estava perdido atrás de respostas para alma. O profeta então aponta novamente Deus para o povo. Ele os leva à Sua Palavra e às Suas promessas.

Em Isaías 9.6 o profeta profetizou que Deus traria Sua resposta ao povo. Ele disse:

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu. O governo está sobre os seus ombros, e o seu nome será: “Maravilhoso Conselheiro…”.

Quem é esse “Maravilhoso Conselheiro” que viria? Na verdade ele não veio no período do profeta Isaías para uma resposta temporária, ele viria para uma resposta definitiva. O nome do “Maravilhoso Conselheiro” é Jesus.

A vinda de Jesus ao mundo põe fim à busca da resposta do coração humano. Paulo afirmou em Colossenses 2.3 que em Jesus “… estão ocultos todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento.”

Você não precisa passar mais um natal sem respostas para a sua vida. Jesus é a resposta que você precisa. Ele é o “Maravilhoso Conselheiro” que define muito bem quem você é, quais as razões de seus problemas e quais as soluções definitivas para a sua alma.

Venha a Jesus e entregue-se à Sua sabedoria, porque Ele sabe tudo sobre você, conhece e entende muito bem você por dentro, e mais, Ele quer o melhor para sua vida.

Nesse Natal, entregue-se totalmente a Jesus, o “Maravilhoso Conselheiro”.

————————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/47987599