“O BOM PASTOR”

Jesus afirmou em João 10.11: “Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas”. Jesus, nessa passagem, ilustra a Si mesmo como um pastor. Ele se apresenta não como um simples pastor, mas como “o bom pastor”. Ele faz muito mais do que um pastor comum. Ele ama profundamente Suas ovelhas a ponto de se entregar por elas.

Se você é uma ovelha de Jesus, Ele é o seu Supremo Pastor. DEle você recebe amor, cuidado e toda a direção que precisa. Se Jesus é o seu pastor, você não precisa se preocupar e muito menos se desesperar com nada. Ele te ama e cuida de você.

Um dos grandes problemas que lhe impede de desfrutar o cuidado de Jesus é a sua ansiedade. A raiz principal de toda a ansiedade é a incredulidade. A incredulidade acusa caladamente a Jesus de ser insensível, inerte e que Ele não pode, não quer ou não deseja cuidar de sua vida. Isso é mentira! Isso é um grave pecado contra Ele.

Jesus é “o bom pastor” que cuida de Seu povo. NEle ninguém tem falta de nada. Como “o bom pastor” Jesus diz em Isaías 41.10: “Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel”.

Jesus é o “o bom pastor” e Ele espera que você confie nEle e dependa somente dEle. Ele nunca deixará faltar nada do que você precisa. Sua responsabilidade é descansar em Seu amoroso cuidado.

Agora, se você não pertence ao pastorado do Senhor Jesus, Ele deseja que hoje você creia e se entregue totalmente a Ele.

Jesus é “o bom pastor” que tanto queremos e precisamos.

—————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/34969395

QUANDO DEUS OUVE O SEU CHORO

Em Gênesis 21, após ser despedida por Abraão, Agar saiu sem rumo para o deserto de Berseba. Tendo acabado a água, ela colocou seu filho debaixo de uma pequena árvore. Os versículos 16 e 17 afirmam que “…afastando-se, foi sentar-se defronte, à distância de um tiro de arco; porque dizia: Assim, não verei morrer o menino; e, sentando-se em frente dele, levantou a voz e chorou. Deus, porém, ouviu a voz do menino; e o Anjo de Deus chamou do céu a Agar e lhe disse: Que tens, Agar? Não temas, porque Deus ouviu a voz do menino, daí onde está”.

Como Agar e seu filho, por vezes, sua dor talvez seja imensa, a tal ponto que não aja nem palavras para expressá-la. As lágrimas podem ser identificadas como um “pedido de ajuda”; uma oração. O choro pode se tornar, não só um meio de comunicação, mas uma forma aceitável de oração diante do Senhor. Na verdade, Ele sempre vê a dor, ouve, entende e age por aqueles que O buscam.

João 11.35 afirma que “Jesus chorou”. Ao ver a dor de suas amigas Marta e Maria, pelo fato de seu irmão Lázaro ter morrido, Ele chora. Jesus chora por causa do estrago que o pecado e a morte causaram na criação. Ele chora porque revela seu lado humano, empático, cordial e amoroso para com as pessoas. Jesus chora porque sente a dor.

Hoje, em Jesus, Deus ouve o seu choro. Ele ouve seu choro porque é capaz de não só entender seu sofrimento e chorar com você, mas porque Ele é extremamente capaz de lhe dar consolo, conforto e trazer a solução que você precisa.

Achegue-se a Deus agora! Não precisa nem usar palavras. Apenas creia – como Hagar e seu filho- que Ele também ouve seu choro.

——————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/34613807

EM QUALQUER PROVAÇÃO

Quando as provações chegam, somos tendentes a nos desanimar e perdermos a esperança. Essa foi a experiência de Paulo em 2 Coríntios 1.8. Ele afirma: “Irmãos, não queremos que vocês desconheçam as tribulações que sofremos na província da Ásia, as quais foram muito além da nossa capacidade de suportar, a ponto de perdermos a esperança da própria vida”.

No versículo 9, Paulo declara: “De fato, já tínhamos sobre nós a sentença de morte, para que não confiássemos em nós mesmos, mas em Deus, que ressuscita os mortos”. Paulo aprendeu que as provações são instrumentos os quais Deus usa não só para revelar nossa fragilidade e limitação, mas também para nos ensinar a confiarmos única e tão somente nEle e vermos seu indizível poder.

As provações tendem a lhe conduzir ao desânimo, mas assim como Paulo – mesmo que aparentemente pareça não haver uma “luz no fim do túnel” – não confie em você, em outra pessoa ou na circunstância, mas somente no Senhor.

Davi afirmou no Salmo 23.4: “Mesmo quando eu andar por um vale de trevas e morte, não temerei perigo algum, pois tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me protegem”. A verdade do texto é que Deus promete a Sua presença com você, mesmo nos dias mais duros e difíceis de sua vida. Assim, no meio do seu sofrimento, não confie em si e nem ceda ao desânimo. Confie no Senhor!

Lembre-se que o importante não é a ausência dos problemas, mas a certeza da presença de Deus. Toda provação lhe é permitida para que através dela você se lance aos pés do Senhor, deixando que Ele venha lhe guiar.

Em qualquer provação vá a Jesus. Se Ele tem poder para “ressuscitar mortos”, quanto mais para agir em seus supostos “insolúveis” problemas.

———————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/34164334

OS DIAS DIFÍCEIS

Todos temos dias difíceis. Às vezes são dias com grandes e insuportáveis problemas ou apenas pequenos eventos irritantes. O certo é que os dias difíceis chegarão.

Nos dias difíceis, somos tendentes a agir e reagir de forma errada. Esquecemos que esses duros momentos são oportunidades para crescimento e para nos aproximarmos mais do Senhor, confiando nEle e dependendo dEle.

Quando os dias difíceis chegarem, é preciso que você se apegue mais ao Senhor. É preciso que você ore mais e entregue a Ele toda a sua aflição, angústia e medo. O salmista declarou no Salmos 107.28: “Na sua aflição, clamaram ao Senhor, e ele os tirou da tribulação em que se encontravam”.

Nos dias difíceis, você precisa também discernir o que está acontecendo e quais os propósitos do Senhor para sua vida. É preciso que você aplique os princípios de Eclesiastes 8.5, que afirma: “…o coração do sábio conhece o tempo e o modo”. Na prática, você não deve permitir que autocomiseração lhe consuma, levando-o a ter dó de si mesmo. Olhe além! Creia que Deus tem permitido os dias difíceis para algo novo e melhor em sua vida.

Nos dias difíceis, considere estar com pessoas. Peça que elas orem por você. Paulo afirma em Filemom 1.23: “Epafras, meu companheiro de prisão por causa de Cristo Jesus…” Paulo, nos seus dias difíceis, tinha um amigo, Epafras. Paulo não se isolou em seus problemas, mas decidiu ter um amigo por perto. Nos dias difíceis, busque por amigos.

Decida agir e reagir com base na Palavra de Deus quando os dias difíceis chegarem. Não fuja do Senhor; apegue-se mais a Ele. Não permita que sua vida gire em torno de si ou dos problemas. Decida estar com os amigos.

Não se desespere! Os dias difíceis passarão.

———————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/33260046

A PAZ DE JESUS

No final do dia em que Jesus ressuscitou, o primeiro dia da semana, os discípulos se reuniram. Eles se encontraram para se apoiarem mutuamente. Eles estavam com medo. Em João 20.19 lemos: “Ao cair da tarde daquele primeiro dia da semana, estando os discípulos reunidos a portas trancadas, por medo dos judeus, Jesus entrou, pôs-se no meio deles e disse: “Paz seja com vocês!”

Jesus vem até eles e assegura-lhes a paz no meio do medo. Ele ressuscitou. Não havia mais espaço para o medo. Ele conquistou definitivamente a morte. A tranquilidade e a paz voltaram a reinar com a presença de Jesus e, onde Ele está, há paz.

Medo é o resultado de uma turbulência emocional. O medo é poderoso e capaz de travar sua vida. O medo atropela sua fé e aumenta sua incredulidade, arruína, devasta e desmorona sua vida. Diante de seus medos, o salmista afirmou no Salmo 27.1: “O SENHOR é a minha luz e a minha salvação; de quem terei medo? O SENHOR é a fortaleza da minha vida; a quem temerei?”

O que está lhe amedrontando? O que você está fazendo diante do que lhe amedronta? Onde você está colocando sua confiança?

Se você está com medo, como aqueles discípulos estavam, vá a Jesus e peça por Sua paz. Vá a Ele e desfrute de Sua paz. Ele é poderoso para lhe trazer calma, segurança e direção.

Diante do medo, entregue-se ao Senhor Jesus e sintonize seus ouvidos para que repetidamente você ouça também sua voz: “Paz seja com você!”

A paz de Jesus é tudo o que você precisa diante do medo. Peça agora por Sua paz.

——————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/32958902

DECISÕES ACERTADAS

Deus deixou o livro de Provérbios na Bíblia para nos conduzir a uma verdadeira vida nesta terra. Quando Seus princípios são prioritariamente considerados, a vida floresce. Provérbios se estabelece a partir de uma verdade básica no capítulo 1.7, que diz: “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria”.

Dentre tantos princípios no livro de Provérbios, um deles é como acertar nas decisões.

A primeira forma de acertar nas decisões é saber onde se está e o que se tem feito. Provérbios 4.26 afirma: “Pondera a vereda de teus pés, e todos os teus caminhos sejam retos”. Quando você não avalia sua vida, não pergunta o que e como está fazendo, não faz um “check-up” de suas decisões e ações diante de Deus, das pessoas e de si mesmo, então você dificilmente acertará na vida.

A segunda forma de acertar nas decisões é buscar a Deus em oração. Provérbios 3.6 declara: “Reconhece-O (Deus) em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas”. Quando você dirige sua vida sem buscar a Deus, sem querer saber a Sua vontade, sua vida não dará certo. É preciso saber o que Deus quer para sua vida.

A terceira forma de acertar nas decisões é buscar conselhos com pessoas sábias e sensatas. Provérbios 15.22 diz: “Onde não há conselho fracassam os projetos, mas com os muitos conselheiros há bom êxito”. Aconselhar-se com alguém sábio e temente a Deus é o meio que o Senhor usa para que a vida seja norteada e dê certo.

Sendo assim, avalie sua vida diante de Deus, busque-O e entregue a Ele suas decisões, vá atrás de conselhos e siga por fé.

Faça desses princípios um lema e você acertará em suas decisões.

———————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/32719369

ACERTANDO NAS REAÇÕES

Depois de ser preso no Getsêmani, Jesus passou por fortes e infundadas acusações, e por um julgamento injusto pelo Sinédrio que durou toda a madrugada. Ali, Ele manteve-se calado. E após questionado sobre sua deidade, Jesus afirmou ser o Filho de Deus e o Messias. E por essa afirmação Ele foi, madrugada afora, golpeado, cuspido e zombado. Bem pela manhã, Jesus foi apresentado a Pilatos. Pilatos, mesmo não vendo injustiça nEle, mandou açoitá-Lo. Os açoites romanos tinham como objetivo a pressão mental pelo deboche e a forte tortura física. Após os injustos açoites, Pilatos O entregou para ser crucificado. E ao chegar ao Calvário, depois de ter carregado a própria cruz, Jesus foi deitado na cruz, onde O crucificaram, cravando Seus pés e mãos com enormes pregos. Depois de ser crucificado, Ele foi levantado. E após levantado, Jesus ora dizendo as seguintes palavras em Lucas 23.34: “Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo”.

Por que Jesus ao ser crucificado não xingou, irou-se, blasfemou, reclamou ou disse palavrões? Por que Ele orou pedindo para que o Pai perdoasse todos os seus inimigos? Jesus reagiu com perdão porque Ele decidiu que a atitude de seus inimigos não definiria a forma como Ele reagiria.

Aqui é o ponto. Sua alegria, paz, tranquilidade, serenidade não podem ser dirigidas pelos outros. É sempre você que escolhe como reagirá. Você é o único responsável por suas reações. Você não pode controlar o que as outras pessoas fazem ou falam de você. Mas você pode controlar muito bem como você reage a elas.

Se você deseja acertar em suas reações, é preciso que você entregue o comando total de sua vida a Jesus. Somente através dEle você reagirá corretamente a todos os que lhe fazem mal.

———————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/32505028

SENDO COMPASSIVO

Marcos 6.34 afirma que “…viu Jesus uma grande multidão e compadeceu-se deles, porque eram como ovelhas que não têm pastor. E passou a ensinar-lhes muitas coisas”. Em João 11.33, quando da morte de Lázaro, estando Jesus com Maria, o texto diz que “…vendo-a chorar, e bem assim os judeus que a acompanhavam, agitou-se no espírito e comoveu-se”.

Jesus sempre percebeu a angústia física, emocional e espiritual das pessoas. Ele foi o único que realmente se doeu pelo outro e que pôde dizer com precisão: “Sinto sua dor… vejo sua miséria…”. Jesus sentiu a angústia do angustiado, doeu-se pelo que estava em dor, afligiu-se com o aflito e chorou o choro da perda. Compaixão era uma virtude clássica de Jesus.

Ser compassivo significa sentir e colocar-se no lugar do que sofre. Os compassivos não sentem só a dor, mas demonstram amor e bondade de forma prática. Eles ajudam com o que têm e com o que podem.

Se você se declara seguidor de Jesus, sua função neste mundo é também ser compassivo como Ele. Você precisa sentir como Ele sentiu, falar o que e como Ele falou, andar por onde Ele andou, agir como Ele agiu e tocar aqueles a quem Ele tocou.

As pessoas estão em dor e muitas não sabem o que fazer com ela. Alguns tentam se livrar dela optando por seguir seus próprios pensamentos e desejos, o que por vezes os conduzem a comportamentos e atitudes que desagradam a Deus, pioram suas vidas e aumentam ainda mais o vazio da alma.

Agora, se você está em profunda dor, você precisa correr urgentemente e se apegar ao compassivo Jesus. Você precisa dEle! Deixe que Ele seja seu Senhor, Salvador e Pastor. Ele é tudo o que você precisa e está buscando.

——————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/32279143

A VIDA SIMPLES

Jesus afirmou em Lucas 12.15: “…Cuidado! Fiquem de sobreaviso contra todo tipo de ganância; a vida de um homem não consiste na quantidade dos seus bens”. O princípio estabelecido por Jesus nessas palavras é que por traz de um materialismo desenfreado está o pecado da ganância: o desejo egoísta de possuir pelo possuir. E mais, Jesus nos choca de forma objetiva e reflexiva ao afirmar que “…a vida de um homem não consiste na quantidade dos seus bens”, ou seja, ninguém deve ser definido com base no que se tem, é ou se tornou.

A proposta de Jesus é a vida simples. Ele viveu de forma simples. Sua simplicidade começou por dentro e se mostrou por fora de forma coerente e cativante. Sua simplicidade estava aliada a Seu viver e Seu ensino, o que gera verdadeira liberdade, alegria e equilíbrio.

Para você ter uma vida simples, 1º) – Aprenda a comprar as coisas por sua utilidade e não por “status” ou “glamour”. 2º ) – Recuse ser escravo de coisas que lhe estejam viciando. Reduza comida, bebida, diversão, entretenimento, compras, tecnologia ou qualquer coisa que lhe vicie. 3º ) – Crie o hábito de doar coisas. Desacumule! Pare de comprar e doe mais. 4º ) – Desfrute das coisas sem possuí-las. 5º ) – Alegre-se na natureza que Deus criou. Aprenda a ouvir os pássaros, ver as folhas, os frutos, as flores; sinta a textura, o cheiro; encante-se com a natureza. 6º ) – Cumpra a ordem de Jesus em Mateus 6.33: “Buscai, pois em primeiro lugar o Seu Reino e a Sua justiça”. Priorize Deus! Tudo na vida depende de manter em primeiro lugar o que realmente é “primeiro”.

Acredite! Você pode viver intensamente sem ter muita coisa. Descomplique! Viva simples!

———————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/31733725

AS PROMESSAS DE DEUS ANTE AS CRISES

A crise epidêmica da COVID-19 trouxe mudanças, as quais hoje são chamadas de o “novo normal”. Isolamento social, fechamento do comércio, uso de máscaras se tornaram algo “normal” em nosso dia a dia.

Crises sempre estabelecem oportunidades de mudanças. A crise que estamos vivendo com a COVID-19 não pode ser analisada apenas sob a ótica política, econômica e tecnológica, mas sim, especialmente, dentro de uma visão espiritual. Deus espera que você aprenda com essa crise, e mais, que você se entregue, confie e espere nEle. Sua Palavra sempre oferece grandes promessas que lhe trarão norte e segurança diante de qualquer crise.

A todos os que confiam no Senhor, Ele promete, ante as crises:

1 – Cuidar de forma presente e pessoal.

O Senhor Jesus afirmou em Mateus 6.26: “Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves?” – Em qualquer crise, Deus promete cuidar de você de forma presente e pessoal.

2 – Suprir todas as necessidades

O salmista afirmou no Salmos 34.10: “Os leõezinhos sofrem necessidade e passam fome, porém aos que buscam o Senhor bem nenhum lhes faltará”. Em qualquer crise, Deus promete lhe sustentar em tudo o que você precisa.

3 – Dar direção à vida

Davi declarou no Salmos 23.1: “O Senhor é o meu pastor; nada me faltará”. Em qualquer crise, Deus promete ser o seu pastor, dando-lhe direção dia a dia, momento a momento.

4 – Dar paz, sono e descanso

Davi afirma no Salmos 4.8: “Em paz me deito e logo pego no sono, porque, Senhor, só tu me fazes repousar seguro”. Em qualquer crise, Deus promete trazer repouso à sua alma. Paz, sono e descanso é tudo o que você precisa para lidar com um dia após o outro.

Por isso, creia nas promessas do Senhor!

—————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/31446614