UM CORAÇÃO HUMILDE

Ao iniciar o “Sermão do Monte”, Jesus afirmou em Mateus 5.3: “Bem-aventurado os humildes de espírito…”

Jesus não estava ensinando nessas palavras sobre a pobreza material, mas espiritual. Ele dá a opção simples da felicidade para aqueles que são humildes, ou seja, aqueles que aceitam suas carências, seus limites, seus erros, seus “buracos na alma”; aqueles que reconhecem que estão fazendo besteira atrás de besteira; aqueles que reconhecem que são pecadores.

A felicidade que conduz à vida, segundo Jesus, não começa enquanto não se admite a incapacidade de gerir e controlar a própria vida. A felicidade não chega para aquele que se acha “Deus”.

Aqueles que não são humildes, aqueles que não enxergam seus próprios erros e não buscam tratá-los, enganam-se a si mesmos; quem engana-se a si mesmo continuará tropeçando e caindo. A vida verdadeira é para os humildes, para os que reconhecem suas realidades diante de si, das pessoas e de Deus.

Quando você se humilha perante Deus, confessando seus pecados, se arrependendo do que é e tem feito, então Ele lhe ouve, o atende e o transforma e o “reino dos céus” lhe é outorgado.

Freud ouviu o padre e filosofo Brentano e disse ao seu amigo Silberstein: “É desnecessário dizer que sou um ateu somente por necessidade, e sou honesto o suficiente para confessar que sou incapaz de refutar os argumentos dele; entretanto, não tenho nenhuma intenção de me entregar tão rápida ou completamente a fé.” Freud devido a seus próprios conceitos decidiu não abraçar a fé. Faltou-lhe um coração humilde.

O reino dos céus não é para o religioso ou para o que acha que pode dirigir sua vida sem Deus. O reino dos céus é apenas para os de coração humilde.

O seu coração é humilde?

O CÉU

Billy Graham – o mais conhecido e influente evangelista – faleceu aos 99 anos. Ele pregou sobre variados temas, dentre eles sobre o céu. Ele escreveu: “…Sei que não falta muito para que Deus me chame para subir ao céu. Anseio por este dia como nunca, não apenas devido às maravilhas que sei que há no paraíso, mas porque todo fardo e sofrimento desse estágio da minha vida irão terminar.”

A Bíblia ensina que o céu é um lugar real. Jesus após sua ressurreição, ficou ainda quarenta dias com seus discípulos. No final desse período Ele subiu aos céus literalmente. Atos 1.9 diz que: “…foi Jesus elevado às alturas, à vista deles, e uma nuvem o encobriu dos seus olhos.”

Estevão, quando de sua morte, viu o céu. Em Atos 7.56 ele afirma o seguinte: “Eis que vejo os céus abertos e o Filho do Homem, em pé à destra de Deus.” Estevão vê um local real e físico onde estava a pessoa perfeita de Jesus, o Filho, ao lado de Deus, o Pai.

Em Apocalipse 4.1, o apóstolo João viu o céu. Ele afirma: “Depois destas coisas, olhei, e eis não somente uma porta aberta no céu…”

O apóstolo Paulo teve uma visão dos céus em 2 Coríntios 12.2-4. Ele afirma: “Conheço um homem em Cristo que, há catorze anos, foi arrebatado até ao terceiro céu e sei que o tal homem foi arrebatado ao paraíso e ouviu palavras inefáveis, as quais não é lícito ao homem referir.”

O céu é real, mas há apenas um caminho para se chegar até ele: Jesus Cristo. Em João 14.6 Jesus afirma: “…Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” Jesus assegura que todos os que nEle crer estarão nos céus após a morte. Em João 11.25,26, Ele diz: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e todo o que vive e crê em mim não morrerá, eternamente…”

Sendo assim, baseado na Palavra de Deus, o céu é um lugar real. Você estará nele após a sua morte?

TRIBUTO A “BILLY GRAHAM”

Billy Graham pregou o evangelho de Jesus para a mais pessoas do que qualquer outro na história.

Após ter servido fielmente ao Senhor, ele está eternamente com Ele. Como ele mesmo disse: “Se alguém disser que Billy Graham morreu, não acredite; ele apenas mudou de endereço.”

A igreja em todo o mundo louva a Deus e agradece a Billy Graham e ao seu ministério pelo avanço do evangelho em todo mundo. Seu legado viverá até a volta de Jesus.

Billy Graham nos traz fortes lições que podem nos ajudar em nosso dia a dia.

1 – Billy Graham mostrou a importância da integridade e santidade na vida.

Ele começou a pregar o evangelho quando adolescente. Ao longo de seu notável ministério, abrangendo cerca de oito décadas nunca houve uma pitada de escândalo. Sua esposa, Ruth dizia dele:   “Billy não é um grande pregador – mas ele é um homem santo”. O tempo passou e ele continuou sendo o mesmo em sua vida pessoal, moral, familiar e financeira. Ele tinha regras em sua conduta. Ele as organizou dizendo: 1). “Sempre operar com transparência financeira (Graham ganhava um salário fixo e não recebia “ofertas pessoais”). 2) Sempre evitar até mesmo a aparência de imoralidade sexual (Graham nunca viajava, jantava ou ficava sozinho com alguém do sexo oposto- a chamada “regra de Graham”).3) Sempre evitar criticar a outros pastores e igrejas (Graham achava isso contraproducente). 4) “Sempre agir meticulosamente e honestamente em toda a publicidade (A equipe arredondava os números de conversão para baixo).”

2 – Billy Graham se comprometeu em pregar e ensinar o que Bíblia diz.

Suas pregações, ensinos e livros sempre continha uma só frase: “…a Bíblia diz…” Ele decidiu crer e levar a autoridade da Palavra de Deus como última a voz entre as muitas vozes.

3 – Billy Graham dependeu do Espírito Santo para que a obra de Deus fosse adiante.

Seu ministério foi marcado pela presença do poder do Espírito Santo. Ele não atribuía nada a ele. Ele dependeu do Espírito em suas pregações e em suas cruzadas. Ele cria que o só Espírito podia fazer o que ele não podia e nem ousou fazer

.

4 – Billy Graham conhecia o poder da oração.

Ele repetidamente disse: “Há três segredos para o meu ministério. O primeiro é a oração; o segundo é a oração; e o terceiro é a oração. Ele aconselhou em sua biografia: “Todo homem ou mulher cuja vida tenha contado com Deus foi uma pessoa de oração. Um cristão sem oração é um cristão impotente. Ao longo da Bíblia e da história da igreja, aqueles que fizeram o maior impacto para Deus foram aqueles que mais oraram “

5 – Billy Graham focou em seu chamado.

Seu chamado foi para evangelizar. Durante 70 anos ele não mudou. Ele não pastoreou igreja, ainda que não faltassem convites. Ele não se tornou candidato a cargos públicos, ainda que não faltassem convites. Ele focou em pregar Jesus as pessoas. Ele focou em dizer que todo homem é pecador e que está condenado eternamente, e que sua única esperança e crer na obra de Jesus na cruz do calvário, se arrependendo de seus pecados. Ele foi um homem focado no chamado que Deus lhe havia dado.

6– Billy Graham foi um homem muito gracioso.

Mesmo tendo feito um trabalho maravilhoso a bem do reino de Deus, não lhe faltaram críticas, julgamentos, deboches, acusações etc. Há alguns ele respondeu com graciosidade, há outros ele nada respondeu. As críticas vieram de pessoas das mais variadas linhas cristã no mundo, contudo sua caminhada foi fazer o que o Senhor o chamou para fazer e deixar os resultados com Ele.

7 – Billy Graham amou sua esposa e filhos.

Numa época em que os casamentos dos ministros muitas vezes se mostraram menos exemplares, Billy e Ruth Graham retrataram uma história de amor comprometido. O fato de que todos os cinco de seus filhos amam Jesus Cristo e cada um deles estão envolvidos em algum ministério, fala muito sobre sua vida com a família.

8 – Billy Graham tinha um coração para os pregadores em todo o mundo

Além de seu ministério evangelístico pessoal em 185 países, ele ajudou a treinar evangelistas internacionais em muitas nações. Ele investiu recursos para que o evangelho fosse abraçado pelas pessoas do mundo inteiro e nada poderia ser mais efetivo do que os evangelistas da própria nação.

O mundo perdeu um campeão do evangelho, mas o céu ganhou. Billy Graham não estará aqui, mas seu legado sim.

Se ele pudesse dizer algo em seu próprio funeral, diria o seguinte: “Hoje fui para a casa do Pai. Aqui estou com Jesus. Ele estava me esperando nos portais celestiais. Ele me disse: ‘Servo bom e fiel…’ Eu lhe perguntei: ‘Por que diz isso de mim, Senhor?’ Ele respondeu: ‘Porque você não negou meu nome e nem minha palavra. Você pregou ao mundo que eu sou o ‘caminho, a verdade a vida’; você apresentou-me como o Salvador dos pecadores, dos perdidos e dos cansados de sua vida fútil. Muitos se arrependeram; muitos vieram e outros não. Você foi fiel. Entre agora no descanso eterno. Reúna com os que já estão aqui e espere para descer comigo a seu tempo, quando todos juntos nos reuniremos para sempre.”

Ele também diria: “Estou com Jesus e cumpri minha missão. Agora, não espere por um outro ‘Billy Graham’. Seja você um ‘Billy Graham”. Ame a Jesus profundamente e seja corajoso por Ele, compartilhando-o a seus familiares, colegas de escola e trabalho. Seja criativo e use o que puder para falar dEle. Ele que deve receber a honra e a glória e seu compromisso em pregar fielmente que só Ele é o Salvador do mundo.”

Honre Billy Graham honrando Jesus, aquele a quem ele amou e por quem serviu e proclamou até o último suspiro.

CONFIE EM DEUS!

Somos todos tendentes a confiarmos em nós mesmos, em nossas habilidades, instrução, cultura, experiências, oportunidades, desejos, direitos, parentes, amigos, políticos, médicos, patrões, posses, dinheiro, bens, etc. A lista é imensa. Mas no Salmo 22.4,5 somos advertidos: “Nossos pais confiaram em ti; confiaram, e os livraste. A ti clamaram e se livraram; confiaram em ti e não foram confundidos.”

Confiar em Deus significa mais do que acreditar em quem Ele é e o que Ele pode fazer. Confiar em Deus significa colocar nEle toda a esperança e expectativa de que somente Ele pode fazer o que desejamos e precisamos. Provérbios 3.5 afirma: “Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apoie em seu próprio entendimento.”

Confiar em Deus também significa reconhecê-lo em tudo, colocando todas as garantias nele. O Salmo 56.3,4 afirma: “Em me vindo o temor, hei de confiar em ti. Em Deus, cuja palavra eu exalto, neste Deus ponho a minha confiança e nada temerei. Que me pode fazer um mortal?” Brad Archer disse: “Todo nosso conhecimento, sabedoria e vontade devem estar saturados na garantia da ação do Senhor.”

Na verdade, aquilo em quem ou em que você confia diz onde realmente está o seu coração, e onde estiver o seu coração ali estará sua esperança e onde estiver sua esperança aí estará sua adoração.

Talvez hoje você se sinta frustrado, desencorajado, desanimado ou deprimido porque depositou sua confiança em algo ou em alguém errado. Mas você hoje pode mudar sua história, depositando sua confiança somente em Deus. O Salmo 118.8,9 lhe encoraja, dizendo: “Melhor é buscar refúgio no SENHOR do que confiar no homem. Melhor é buscar refúgio no SENHOR do que confiar em príncipes.”

Assim, certo é o estrilho de um antigo hino: “Confie em Deus e a negra nuvem passará.”

DIANTE DO INCONTROLÁVEL

Em 1 Pedro 5.7, o apóstolo encoraja os cristãos que estavam em forte perseguição, dizendo: “Lançando sobre ele (Deus) toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.”

Pedro ensina no texto qual deve ser a nossa postura diante do incontrolável. O simples segredo é aprender a entregar nas mãos de Deus tudo o que cansa, pesa, aflige, desespera, desanima ou causa ansiedade.

O problema pelo qual não nos entregamos totalmente nas mãos de Deus, é porque de alguma forma acreditamos que somos fortes. Entregar as lutas nas mãos de Deus parece ser uma demonstração de fraqueza, e parecer-se fraco pode socialmente denegrir a nossa imagem.

Mas você mesmo sabe que tem pouquíssimo controle sobre si mesmo, os outros e as realidades da vida. Jesus disse que você não controla nem mesmo o cabelo que cai da sua cabeça. Se não se pode controlar o menor, pense no cansaço em tentar controlar a ação e reação das pessoas, a doença, a realidade da morte, etc. O orgulho não permite que se admita a fraqueza; a falta de controle.

Jesus antes de morrer pelos pecados na cruz, Ele orou dizendo algo em Lucas 23.46: “…Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito…” Aquele que entregara ao Pai o seu dia a dia, agora entrega de vez, em oração, sua própria vida.

Por isso, faça como Jesus: entregue tudo! Peça a Deus sabedoria e força para enfrentar as lutas. Peça a Ele por direção, paz e calma em sua alma. Não se acanhe em lançar nEle o incontrolável. Ponha tudo em Suas mãos. Reconheça humildemente diante dEle que você não tem o controle de nada. Acalme nEle o seu coração.

Quando não se tem o controle, o sábio é entregar tudo Àquele que tem todo o controle.

DIRIGIDO POR DEUS

Eliezer era um servo de Abraão. Ele recebeu uma ordem direta de seu senhor para ir à casa de seus familiares e providenciar uma esposa para seu filho Isaque. Ele o fez.

Quando estava perto, orou. Em Gênesis 24.27 lemos sua oração: “…quanto a mim, estando no caminho, o SENHOR me guiou à casa dos parentes de meu senhor…”

Caso você queira a direção de Deus, como Eliezer, é preciso que você decida seguir alguns princípios espirituais simples:

1º — ORE!

Muita gente precisa de direção para vida mas nunca busca o Senhor. Salomão nos ensina em Provérbios 3.6: “Reconhece-O em todos os teus caminhos, e Ele endireitará as tuas veredas.” Por isso, aprenda a levar tudo a Deus em oração.

2º — BUSQUE NA PALAVRA DE DEUS

Não há direção de Deus para a vida que discorde de Sua Palavra. No Salmos 119,35 o salmista ora dizendo: “Guia-me pela vereda dos teus mandamentos…”. A Palavra de Deus é o guia certo e seguro para a sua vida.

3º — BUSQUE CONSELHOS

Deus usa pessoas sábias, maduras e experientes para lhe dirigir e orientar. Salomão declara em Provérbios 15.22: “Onde não há conselho fracassam os projetos, mas com os muitos conselheiros há bom êxito.”

4º — ESTEJA ATENTO

Em Gênesis 24, Elizer esteve atento depois de sua oração. Uma pessoa atenta estará mais sensível à direção de Deus.

5º — FAÇA ALGO

Eliezer “estava no caminho” quando o Senhor o dirigiu. Por isso, vá em direção àquilo que deseja. Deus nunca fará aquilo que compete a você fazer. A maneira que você segue em direção ao que deseja ser guiado, Deus lhe conduzirá a locais, pessoas e circunstâncias certas.

Se o seu desejo é ser dirigido por Deus em tudo, esteja certo de que Deus, em tudo, lhe dirigirá.

AVANÇANDO NA FÉ

Alguns de nós estamos desejosos que nossa fé avance. Mas o que fazer para vê-la avançar? Eis alguns passos:

O primeiro passo básico para o avanço da fé é receber a Jesus como seu Senhor e Salvador pessoal. Deus deseja que você se arrependa e confesse seus pecados, crendo que Jesus morreu e ressuscitou por você. Em João 1.12 lemos: “…Aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus.” Pergunta: Houve um momento em que você se entregou totalmente a Jesus?

O segundo passo para o avanço de sua fé é confiar somente em Deus. Provérbios 3.5 afirma: “Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apoie em seu próprio entendimento.” Sua fé vai adiante na maneira que você aprende a não confiar em si, em nada e em ninguém, mas somente em Deus.

O terceiro passo para o avanço de sua fé é fazer da Palavra de Deus o seu conselheiro; tê-la como a voz final em sua vida. O salmista declarou no Salmos 119.24: “Sim, os teus testemunhos são o meu prazer; eles são os meus conselheiros.” Sua fé avança na proporção que você lê, estuda, medita, aplica e obedece a Palavra de Deus.

O quarto passo para o avanço de sua fé é quando você fala com Deus. Paulo ensinou em 1 Tessalonicenses 5.17: “Orem continuamente.” Sua fé não avança sem oração. Por isso, crie o hábito de falar com Deus. Ore por tudo e por todos. Agradeça, peça por você e por outros, confesse seus pecados e O adore. Ore sempre.

Decida avançar em sua fé. Decida amar somente a Deus, caminhar com Ele, depender dEle, viver para e por Ele e descansar nEle.

Não permita que sua fé fique estagnada.