DISTANTE DE DEUS

Deus pode estar fora ou dentro de sua vida. O apóstolo João escreveu em 1 João 4.13: “Nisto conhecemos que permanecemos nele, e ele, em nós: em que nos deu do seu Espírito.”

A Bíblia ensina que o Deus de longe se aproxima, se achega, se expõe, cuida e demonstra misericórdia e amor. Deus vem até nós em Jesus e por meio de Sua obra na cruz, paga o preço do pecado e convida e ordena a todos que se arrependam. O arrependimento propicia uma vida íntima e relacional com Deus.

A intimidade se torna grandiosa de forma que os arrependidos não têm um Deus distante, mas DENTRO de si por meio do Espírito Santo. O Espírito Santo é a pessoa de Deus dentro dos que creram. É pelo Espírito Santo que conhecemos a Deus e “permanecemos nEle”.

Deus somente está distante daqueles que insistem em viver suas vidas do seu próprio jeito e em desobediência a Ele. Isaías 55.6-9 afirma: “Busquem o Senhor enquanto é possível achá-lo; clamem por ele enquanto está perto. Que o ímpio abandone o seu caminho, e o homem mau, os seus pensamentos. Volte-se ele para o Senhor, que terá misericórdia dele; volte-se para o nosso Deus, pois ele dá de bom grado o seu perdão. Pois os meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os meus caminhos, declara o Senhor. Assim como os céus são mais altos do que a terra, também os meus caminhos são mais altos do que os seus caminhos, e os meus pensamentos, mais altos do que os seus pensamentos.”

O arrependimento diante de Deus é a única forma de aproximação e intimidade com Ele. É você quem decide a distância de Deus. Você vai mantê-lo fora ou dentro de sua vida?

——————–

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/17772588

DEUS NÃO LHE DEVE NADA

“Ora, quem é você, mero ser humano, para discutir com Deus? Acaso o objeto criado pode dizer àquele que o criou: “Por que você me fez assim?”” – Romanos‬ ‭9:20‬ ‭

O TRABALHO DE DEUS

Em João 4, no encontro do Senhor Jesus com a mulher samaritana, após Ele explicar nos versículos 21 a 24 sobre a verdadeira adoração, a mulher então diz a Ele no versículo 25: “Eu sei que o Messias (chamado Cristo) está para vir. Quando ele vier, explicará tudo para nós”. 

Essa mulher sabia algo sobre o Messias porque ela cria nos primeiros cincos livros da Bíblia, e em Deuteronômio 18 ensina sobre a vinda do Messias. Ela também entendia que o Messias era o ungido de Deus que viria para encher a terra com justiça e verdade. Assim, ela como religiosa estava em busca da verdade, porque de alguma forma ela também queria ter uma uma adoração verdadeira e entendia que quando o Messias chegasse Ele traria a verdade completa.

Para sua surpresa, o Senhor Jesus respondeu a ela no versículo 26: “Eu sou o Messias! Eu, que estou falando com você”. O Senhor Jesus então se revela como o Messias, aquele a quem ela esperava que viesse. Que tremenda revelação!

É assim que Deus trabalha na vida de uma pessoa. Ele permite que a pessoa viva como quiser, até o ponto em que a vida fica sem propósito e razão, e nessa hora, Ele vem para salvar, confrontando o pecado e demonstrando assim o Seu amor, graça e compaixão.

Se qualquer pecador se arrepender de seus pecados, voltando-se para Deus em busca da verdade, o Senhor Jesus Cristo então se revelará a essa pessoa.

Se Deus já estiver trabalhando em sua vida, reconheça seu estado espiritual, aceite o confronto de seus pecados e volte-se para Ele suplicando Seu perdão e misericórdia.

O trabalho de Deus em sua vida é revelar que tudo o que você precisa está em Jesus, e quem tem Jesus, tem tudo.

——————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/17743969

A VERDADEIRA ADORAÇÃO

Em João 4, no encontro do Senhor Jesus com a mulher samaritana, após ela intentar uma discussão religiosa com Ele no versículo 20, sobre o local de adoração, Jesus declara a ela nos versículos 21 a 24: “…Creia em mim, mulher: está próxima a hora em que vocês não adorarão o Pai nem neste monte, nem em Jerusalém. Vocês, samaritanos, adoram o que não conhecem; nós adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos judeus. No entanto, está chegando a hora, e de fato já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade. São estes os adoradores que o Pai procura. Deus é espírito, e é necessário que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade.”

Ao responder a mulher, Jesus deixa claro que há um contraste entre judeus e samaritanos. Os samaritanos aceitavam apenas os primeiros cinco livros das Escrituras e rejeitavam os demais. O Senhor Jesus, então associa-se definitivamente com os judeus porque sabe que as verdades de Deus e a salvação vem a todos através do povo judeu.

Quanto à adoração, o Senhor Jesus aponta para um futuro quando ela nunca mais será focada em lugares; nem em Jerusalém nem no monte Gerizim. E ao declarar que “Deus é espírito, e é necessário que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade”, o Senhor Jesus descreve que a base da verdadeira adoração será em realidades espirituais, de acordo com a verdade da Palavra de Deus e não mais em lugares, templos, ritos, cerimônias, sacrifícios ou purificações.

O que o Senhor Jesus ensina é que sua adoração deve ser somente centrada em Deus. Você não pode adorá-Lo enquanto tenta fazê-lo de sua forma própria ou como a mulher samaritana, amando mais o pecado do que a Ele.

———————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/17732894