O CONFRONTO DE JESUS

No encontro com a mulher samaritana em João 4, Jesus, no versículo 14, oferece a ela a água espiritual que transformará eternamente sua vida.

No versículo 15 ela pede: “Senhor, dê-me dessa água…” Jesus então diz a ela no versículo 16: “…Vá, chame o seu marido e volte”.. No versículo 17, ela responde: “Não tenho marido…” Jesus diz a ela: “Você falou corretamente, dizendo que não tem marido.” Ele continua no versículo 18: “O fato é que você já teve cinco; e o homem com quem agora vive não é seu marido…”

Jesus condiciona o dar a água espiritual com a vida conjugal dela. Ele entra por uma porta com ela que revelará o centro do seu problema. Ele vai até sua consciência e a confronta com seu pecado. Qual pecado? O adultério.

Ela tem vivido por anos numa vida imoral; fora do padrão estabelecido por Deus quanto ao casamento. Ela morava com um homem achando que isso era casamento. Jesus então toca no seu problema.

A realidade da mulher samaritana também é a sua. Jesus também quer lhe dar uma água que lhe transformará completamente. Ela é de graça, mas tem apenas uma exigência: você precisa humildemente deixar-se ser confrontado com o seu pecado. Parar de dirigir sua vida do seu próprio jeito, desconsiderando a Deus e a Sua palavra.

Spurgeon afirmou: “Cristo tem diferentes portas para entrar na alma das pessoas. Em alguns, ele entra pelo entendimento; em muitos, pelas afeições. Para alguns, ele vem pelo caminho do medo; para outros, pelo da esperança; e a esta mulher ele veio por sua consciência.”

O confronto de Jesus com o seu pecado é a forma como Ele deseja entrar para transformar sua vida. Você o deixará entrar? Você é quem decide.

——————–

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/17716150

O VERDADEIRO PROBLEMA

No encontro de Jesus com a mulher samaritana em João 4, Ele afirmou nos versículos 13 e 14: “…Quem beber desta água terá sede outra vez, mas quem beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Ao contrário, a água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna.” Ao ouvir essas palavras, a mulher samaritana lhe respondeu no versículo 15: “…Senhor, dê-me dessa água, para que eu não tenha mais sede, nem precise voltar aqui para tirar água.”

Enquanto Jesus falava sobre uma grandiosa benção espiritual, essa mulher apenas focava em sua necessidade física. Ela queria apenas não ter que vir mais ao poço pegar água. Ela queria a água oferecida por Jesus apenas para ter mais comodidade e resolver definitivamente seu problema de hidratação e mobilidade física.

Não é isso que muitos também estão procurando em Jesus? Muitos querem um Jesus que apenas lhes tire de todos os seus problemas. Agora, não é isso também que muitos estão ensinando sobre Jesus? “Venha e Ele resolverá todos os seus problemas! NEle há saúde! NEle há comida! NEle há conta bancária abundante! NEle há suprimento, passeios e oportunidades! NEle há a manutenção para essa vida terrena!”

Queremos por vezes um Jesus apenas para o aqui e o agora. Esquecemos do que Ele mesmo ensinou em Mateus 16.26: “Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma…?”

Como a mulher samaritana, o seu verdadeiro problema também não é de ordem física ou material, mas espiritual. Você precisa primeiro de Jesus em sua vida.

Quanto a sua vida terrena, você terá muitos problemas nela. Mas com a presença de Jesus, você terá os recursos necessários para lidar com suas lutas do dia a dia.

———————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/17704680