O TESOURO CERTO

Jesus afirmou em Lucas 12.15: “…Tenham cuidado e não se deixem dominar por qualquer tipo de avareza, porque a vida de uma pessoa não consiste na abundância dos bens que ela tem.”

A advertência de Jesus é clara: todos devemos ser cuidadosos e não nos deixarmos ser dominados pelo amor ao dinheiro, incluindo o forte desejo de obter recursos e bens para sermos reconhecidos pelos outros. A máxima conclusiva de Jesus é chocante para o mundo atual. Ele diz: “…porque a vida de uma pessoa não consiste na abundância dos bens que ela tem.”

A verdade é que muitos pensam que só podem ser felizes possuindo coisas. Alguns sacrificam seus relacionamentos por posses e acabam sozinhos na vida. Alguns ainda sacrificam e esforçam tanto para alcançar coisas na vida que não só perdem a saúde, mas pagam por altas contas médicas.

Em que consiste a vida? A vida é um dom de Deus e deve ser vivida com e para Ele. Ela é sempre um meio e nunca um fim. Focar nas coisas como alvo final da vida, é um grande erro. Apenas num relacionamento sólido com Jesus Cristo, é que a vida se torna ao seu propósito, pois Ele declara em João 14.6: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida…”

Nada é mais importante do que uma vida rendida a Jesus. Ele chama de tolo o homem que ajunta tesouros para si mesmo, mas não é rico para com Deus. Ele ainda disse serem os pagãos que buscam as coisas materiais, mas a prioridade é “buscar primeiro o reino de Deus…”

Segundo Jesus, a medida mais importante de sua vida não é quanto tesouro você acumulou para si mesmo, mas quanto tesouro você tem no céu e quão rico você está em relação a Deus.

———————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/52575721

A VIDA POR DENTRO

Jesus declara em Mateus 5.20:“…se a vossa justiça não exceder em muito a dos escribas e fariseus, jamais entrareis no Reino dos Céus.” O que Jesus quis dizer nessa afirmação?

O problema central dos escribas e fariseus é que eles contentavam com uma obediência externa. Eles eram famosos por sua “justiça”. Mas Jesus ensina que as exigências de Deus são muito mais radicais do que práticas religiosas externas. A justiça que agrada a Deus tem origem por dentro; no coração. Deus sabe muito bem o que passa no interior de cada um. O verdadeiro relacionamento com Ele vem de dentro.

Lidamos hoje com muita religiosidade externa e aparente. Muita gente está envolvida com “ritos”, “dogmas”, “ordenanças” e procuram praticar com muito afinco a todas elas. Mas Deus se interessa mesmo é por um relacionamento pessoal com Ele e não por religião.

A verdadeira “justiça” é uma obra espiritual produzida pelo Espírito de Deus, o qual coloca dentro da pessoa as condições para que ela ame a Deus, obedeça, observe e guarde Sua Palavra. Essa “justiça” é chamada no Novo Testamento de “Novo Nascimento”; o “nascer do alto”; o “nascer do Espírito”. É esse mover do Espírito dentro da pessoa que gera a verdadeira “justiça” e faz com que ela tome posse de um verdadeiro relacionamento com Deus, uma nova vida e o “reino dos céus.”

Deus está mais interessado em sua vida por dentro do que em seus atos religiosos. Quando sua vida por dentro estiver em plena sintonia com Ele, suas ações O agradarão. Por isso, invista pesado em sua vida por dentro.

————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/52544444

A ORDEM DE DEUS

Em Marcos 1.5 lemos: “Saíam a ter com ele toda a província da Judéia e todos os habitantes de Jerusalém; e, confessando os seus pecados, eram batizados por ele no rio Jordão.”

Esse texto de Marcos fala de um homem muito importante no Novo Testamento: João Batista. Em Lucas 1, seu nascimento fora anunciando pelo anjo Gabriel a seus pais, Zacarias e Isabel. “João Batista” significa: João, o que batizava.

João Batista foi levantado para cumprir a profecia de Isaías 40.3, que diz: “Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do SENHOR; endireitai no ermo vereda a nosso Deus.” Ele foi o último profeta que preparou o coração do povo, chamando-os ao arrependimento, a fim de receberem o Messias Salvador, o Senhor Jesus.

Ao ouvirem a Palavra de Deus proferida por João Batista, tendo sido confrontados com seus pecados, esses ouvintes se arrependeram, confessaram seus pecados e foram batizados. Eles fizeram uma ruptura com seu passado pecaminoso e foram transformados pelo poder de Deus.

Deus perdoa pecadores arrependidos. Todos os que confessam a Ele seus pecados, receberão Seu perdão. Mas se você não se vê como pecador, então você acredita que não tem pecado. Se você acredita que não tem pecado, você também acredita que não precisa de arrependimento. Se você acredita que não tem pecado e necessita de arrependimento, você também não precisa de um Salvador. Se você não precisa de um Salvador, você não será salvo.

Deus perdoa e salva apenas os pecadores que se voltam para Ele, arrependidos e confessando seus pecados. Todo aquele que insiste em ser amistoso com o pecado, não verá a salvação de Deus e a transformação de sua vida.

A ordem de Deus, desde Joāo Batista até hoje, é a mesma: arrependa-se dos pecados!

————————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/52521406

CENTRADO NOS OBJETIVOS DE DEUS

Paulo declarou em Atos 20.24: “Todavia, não me importo, nem considero a minha vida de valor algum para mim mesmo, se tão-somente puder terminar a corrida e completar o ministério que o Senhor Jesus me confiou, de testemunhar do evangelho da graça de Deus.”

Esse texto fala dos objetivos de vida do apóstolo Paulo. Ele considerava que não devia centrar seus esforços na própria vida. Ele não pensava em liberdade, facilidades ou nos confortos desta vida. Paulo estava convicto que deveria terminar a carreira que o próprio Senhor Jesus lhe havia dado, testemunhando fielmente da poderosa mensagem do evangelho, o qual declara que a graça de Deus é para todos os pecadores que, quando arrependidos de seus pecados, recebam salvação pela fé na obra redentora de Jesus Cristo na cruz.

Nunca foi o objetivo de Deus que a vida de alguém fosse centrada em si. Erra quem vive assim. É preciso que a vida tenha algo maior e mais elevado. Paulo, com certeza perguntava constantemente: “Qual é a vontade de Deus para mim hoje? Como minhas tarefas e responsabilidades podem ser usadas para que as pessoas ao meu redor sejam beneficiadas e Deus seja mais honrado e glorificado?”

Tudo o que você fizer nesta vida, precisa ser centrado nos objetivos de Deus. Ele precisa ser o foco único do seu falar, pensar, agir e reagir. Somente Ele deve receber a honra e a glória. Por mais triviais, seculares e comuns que sejam suas tarefas, consagre-as ao Senhor.

Como Paulo, viva para fazer sua vida valer a pena. Assuma sempre o compromisso de centrá-la nos objetivos de Deus.

————————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/52509783

DECIDA ADORAR AO SENHOR

O salmista ordena no Salmo 81.1: “Cantai de júbilo a Deus, força nossa; celebrai o Deus de Jacó.”

Nesse pequeno versículo, a nação de Israel foi relembrada que todo poder e força derivam unicamente do Senhor, razão pela qual a nação deveria – como forma de gratidão ao Senhor – cantar, exaltar, bendizer, celebrar Seu nome, alegrando-se nEle. Adorar o Senhor é a finalidade última da criatura. O salmista declarou no Salmo 150.6: “Todo ser que respira louve ao Senhor…”

A falta de genuína adoração tem como causas principais a ignorância, o egoísmo, a insensibilidade, a incredulidade e o próprio distanciamento de Deus. Um coração centrado em si, adora a si mesmo e não glorifica e nem se alegra no Senhor.

Ao pensar e refletir em sua própria vida, em como o Senhor tem sido bom para com você, cuidando e lhe sustentado em tudo, isso já deveria ser motivo para você adorar, honrar, glorificar e celebrar alegremente a Ele com palavras e cânticos.

A fonte de sua vida não é você e nem suas habilidades, capacidades ou talentos. A fonte de todas as suas bênçãos é o Senhor. Por isso, adore-O e pare de centrar si e em seus problemas. Lembre-se de que você terá problemas sempre e o último será a morte. Se você ficar apenas centrado em si e nos seus problemas, você se tornará uma pessoa egoísta, ressentida e amarga.

Mude sua atitude diante do Senhor. Encontre em todos os momentos razões para louvá-Lo. Decida agradecer e engrandecer a Ele por tudo. Decida adorá-Lo com palavras e cânticos que expressem sua gratidão a Ele.

Decida sempre adorar ao Senhor.

———————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/52487506

DEUS E OS PROBLEMAS

Deus sempre está agindo quando os problemas chegam em nossas vidas. Paulo afirmou Romanos 8.28: “Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados segundo o seu propósito.”

Deus é bom e nunca está insensível à dor. Em Sua perfeita sabedoria, Ele age através dos problemas para profundas mudanças. Ele graciosamente usa os problemas como uma preparação para algo

maior e melhor. Foi assim com Abraão, Jacó, José, Jó, Davi, Noemi e tantos outros personagens bíblicos.

O luto, as perdas e as dores são realidades tristes, mas inevitáveis dessa vida. A maravilhosa verdade é que o Senhor se faz presente e real neles todos. Ele sempre usa os problemas para que você O busque, centre nEle e cresça. Assim, diante de qualquer de problema é sábio perguntar: “Qual é o propósito de Deus para mim nesse problema?”

Após o término de suas dores, Jó afirma no livro de Jó 42.2,5: “Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado… Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te veem.” Como Jó, você certamente não pode controlar e nem entender seus problemas, mas você pode sempre decidir se eles o tornarão amargurado ou mais rendido ao Senhor.

Por isso, entregue hoje e agora seus problemas ao Senhor. Espere e descanse somente nEle. Confie que Ele está sempre agindo a bem de sua vida.

———————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/52476639

VERDADEIRAS MUDANÇAS

Jesus afirmou em Marcos 7.21-23: “Porque é de dentro do coração, que vêm os maus pensamentos, a imoralidade sexual, os roubos, os crimes de morte, os adultérios, a avareza, as maldades, as mentiras, as imoralidades, a inveja, a calúnia, o orgulho e o falar e agir sem pensar nas consequências. Tudo isso vem de dentro e faz com que as pessoas fiquem impuras.”

O segredo para a mudança pessoal não é apenas a força de vontade. O segredo é conhecer e enfrentar a verdade sobre si mesmo e sua natureza. Nada muda até que se enfrente os pecados, as fraquezas, os maus hábitos, os relacionamentos errados e as decisões equivocadas do passado e do presente.

Mudanças ocorrem quando se para de acreditar em mentiras e concentra-se em destruir hábitos pecaminosos. A Bíblia ensina que a mudança pessoal começa com o confronto com a verdade. É a verdade que liberta. Jesus afirmou em João 8.32: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” Em João 14.6 ele diz: “…Eu sou o caminho, e a verdade…” E ainda, em João 17.17 Ele exorta: “Santifica-os na verdade, a Tua Palavra é a verdade.” Assim, a mudança começa quando se ouve e se obedece, a verdade da Palavra de Deus.

A Palavra de Deus ensina que a verdade não é um princípio ético apenas, mas uma pessoa: Jesus Cristo. A mudança se completa profundamente quando a pessoa se entrega totalmente a Jesus. Ao entregar-se a Ele, Ele mesmo executa uma profunda libertação. A mudança torna-se real quando se deixa Jesus confrontar e libertar cada mentira, falsidade e hipocrisia.

Nada muda até que você encare a verdade. Enquanto você continuar construindo sua vida sobre bases de mentiras, meias-verdades e enganos, você nunca mudará. É preciso deflagrar suas mentiras e receber a verdade da Palavra de Deus, recebendo o Jesus da verdade.

Você está pronto e disposto para verdadeiras mudanças?

————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/52468177

POR QUE ORAR?

A Bíblia está repleta de orações a Deus. Os personagens bíblicos O buscaram para pedir, agradecer, adorar e confessar seus pecados ou interceder por outros.

A pergunta básica é: Por que você deveria orar? Eis alguns dos principais motivos:

Ore, porque Deus ordena. Em Colossenses 4.2, Paulo escreve: “Perseverai na oração, vigiando com ações de graças”. Em Lucas 18.1, Jesus encorajou seus discípulos “…sobre o dever de orar sempre e nunca esmorecer”. Deus quer que você ore, pois a oração é vital.

Ore, porque a oração revela o quanto você ama a Deus. Todo o que ama quer estar perto, compartilhar e conversar com a pessoa amada. Se você ama a Deus você desejará estar com Ele. O salmista afirma no Salmo 116.1: “Amo o SENHOR, porque ele ouve a minha voz e as minhas súplicas”.

Ore, porque através da oração você revela sua dependência de Deus. Quando você ora, você afirma que Deus é a fonte de sua vida. Paulo afirmou em Colossenses 3.4: “…Cristo, que é a nossa vida…” A oração é o meio que faz com que você receba de Deus conforto, ânimo, orientação, paz, força e as respostas para a vida.

E por último, ore, porque através da oração você se protege da tentação e do pecado. Jesus ordenou em Mateus 26.41: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação…” Se você não ora, você se mantém fraco espiritualmente, distante de Deus, e exposto às investidas de Satanás que lhe atrairá ao pecado.

Diante de qualquer situação boa ou ruim, ore. João Crisóstomo afirmou: “A comunhão com Deus é a raiz, a fonte e a mãe de mil bênçãos!”

————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/52456781

OVELHA DE JESUS

Jesus afirmou em João 10.11: “Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas”. Jesus, nessa passagem, se apresenta como “o bom pastor”. Ele ama e cuida de Suas ovelhas a ponto de se entregar por elas.

Se você é uma ovelha de Jesus, Ele é o seu Supremo Pastor. DEle você recebe amor, cuidado e toda a direção que precisa. Se você é ovelha de Jesus, você não precisa se preocupar e muito menos se desesperar com nada. Ele ama e cuida de você.

Um dos grandes problemas que impede você de desfrutar do cuidado pastoral de Jesus é a sua ansiedade. A raiz principal de toda a ansiedade é a incredulidade. A incredulidade acusa caladamente a Jesus de ser insensível, inerte e que talvez Ele não queira ou não deseja cuidar de sua vida. Isso é uma mentira! Jesus é o “bom pastor”. Ele cuida sempre!

A ovelha de Jesus é sempre bem cuidada. NEle ninguém tem falta de nada. Como “o bom pastor” Jesus diz em Isaías 41.10: “Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel”.

Sua responsabilidade como ovelha de Jesus é esperar, confiar, descansar e depender dEle. Ele nunca deixará faltar nada do que você precisa. Ele te ama!

Agora, se você não é ovelha de Jesus, torne-se hoje. Ele tem todo o poder e sabedoria para orientá-lo e o guiar. Ele espera que você pare de se autodirigir e se entregue totalmente à direção dEle.

Jesus é sempre o “o bom pastor”. Por isso, aprenda a ser uma boa ovelha. Deixe que Ele dirija sua vida.

———————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/52447658

DIANTE DAS LIMITAÇÕES

O salmista declarou no Salmo 130.1: “Das profundezas clamo a ti, SENHOR.” No texto, o salmista sente que seu limite chegou. O que ele faz? Diante de sua desesperança, ele clama ao Senhor e O busca.

Na Bíblia, os personagens bem sucedidos compreendem ser impossível viver as facetas da vida sem a convicção das próprias limitações. Mais do que enxergarem seus limites, eles não continuam dando mais alguns passos, eles se lançam humilde e desesperadamente ao Senhor em busca de ajuda e solução.

Ao lermos os Salmos aprendemos sobre o poder e a importância da dependência de Deus. Aprendemos a importância da oração. Aprendemos a expor os limites, as dores, as lutas e as fraquezas.

Os personagens bíblicos ensinam-nos claramente que precisamos do Senhor. O problema é que acostumamos na ideologia da força. Vivemos sob um discurso positivista que ensina a ser forte e nunca reconhecer os limites. Seguimos nas próprias forças, cambaleando e incapazes, pelo orgulho, de pedir ajuda ao Senhor.

Precisamos entender que há limite para tudo. Precisamos – como o salmista – reconhecer as “profundezas” da alma e desesperadamente “clamar” pela ajuda do Senhor.

O Senhor sabe o seu limite. Na verdade, Ele mesmo permite você chegar aonde chegou para que venha a Ele e encontre somente nEle todos os recursos que precisa. Ele sabe deflagrar sua fraqueza para que você possa depender de Sua força. Paulo aprendeu isso ao dizer em 2 Coríntios 12.10: “…quando sou fraco, então é que sou forte…”

O Senhor sempre se manifestará forte a você, quando você apresentar a Ele os seus limites. É no reconhecimento da sua fraqueza que você verá o poder dEle.

Diante das suas limitações, entregue-se sem reservas ao Senhor.

————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/52384703

PERDÃO PARA O PECADO

PERDÃO PARA O PECADO

No Salmo 32.5, Davi afirmou: “Então reconheci diante de Ti o meu pecado e não encobri as minhas culpas. Eu disse: Confessarei as minhas transgressões ao Senhor, e Tu perdoaste a culpa do meu pecado.”

Davi, no texto, reconhece e confessa seu pecado diante do Senhor. Ele tornou-se convicto de que, pelo reconhecimento e confissão do seu pecado, foi perdoado pelo Senhor.

O pecado é o problema e o vilão da raça humana. Cada ser humano tem pecado contra o Senhor. Todos, sem exceção, são pecadores. Paulo declara essa verdade em Romanos 3.23 que “todos pecaram e carecem da glória de Deus.”

O pecado gera culpa e a culpa gera sofrimento, pois a consciência avalia o comportamento, tido como algo reprovável diante de Deus, diante das pessoas e de si mesmo.

A Bíblia não só declara a realidade da culpa do pecado, mas ela apresenta a esperança: Deus perdoa pecadores arrependidos. Quando pecamos, devemos reconhecer e confessar nosso pecado diante de Deus. Segundo a Palavra de Deus, não há pecado que Ele não perdoe; não há erro que Ele não repare; não há caminho torto que Ele não endireite; não há situação que Ele não reverta; não há coração triste que Ele não alegre. Quando o pecado é confessado, a vida muda!

Hoje Deus abre Seus braços para lhe perdoar. Por isso, não feche seu coração para receber o Seu perdão. Arrependa-se! Confesse a Ele todos os seus pecados e livre-se definitivamente da culpa que o pecado promove. Receba em seu coração as mesmas palavras que Jesus deu à mulher pega no pecado de adultério em João 8.11: “… Nem Eu tampouco te condeno; vai e não peques mais.”

Em Jesus, Deus oferece hoje o perdão. Por isso, arrependa-se e confesse seu pecado a Ele.

———————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/52355584

OS DIAS CRÍTICOS

Todos teremos dias críticos. Quando eles chegam somos tendentes a agir e reagir erradamente. Esquecemos que esses momentos são sempre oportunidades do trabalho do Senhor em nossas vidas.

Quando os dias críticos chegarem é preciso que você primeiramente apegue-se mais ao Senhor. Em Mateus 8.25, ante a possibilidade de um naufrágio, os discípulos foram a Jesus e oraram: “…Senhor, salve-nos! Estamos perecendo!”

Em dias críticos é necessário abandonar todo o orgulho e autoconfiança e orar. O salmista declara no Salmo 107.28 – na experiência do povo de Israel – que diante da aflição deles “…clamaram ao Senhor, e ele os tirou da tribulação em que se encontravam.”

Quando os dias críticos abaterem sobre você, seja sábio e busque discernir o que está acontecendo e quais são os propósitos do Senhor para sua vida. Eclesiastes 8.5 ensina que “…o coração do sábio conhece o tempo e o modo.” Se houver pecado em sua vida, arrependa-se, confesse-o e abandone-o. Se for tribulação, seja perseverante e paciente.

Nos dias críticos não permita que a autocomiseração lhe consuma. Não tenha dó de si mesmo. Olhe além! Creia que Deus tem permitido esses dias críticos para mudanças profundas em sua vida.

Nos dias críticos considere também estar com pessoas. Peça que elas orem com e por você. Paulo afirmou sobre Epafras, seu amigo, dizendo em Filemom 1.23: “Epafras, meu companheiro de prisão por causa de Cristo Jesus…” Paulo, nos seus dias críticos, não se isolou em seus problemas, mas decidiu ter amigos por perto.

Quando os dias críticos chegarem não permita que sua vida gire em torno de si ou dos problemas. Decida estar com o Senhor e com as pessoas certas.

Não desanime e nem se desespere! Os dias críticos passarão.

————————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/52345108

AGRADE-SE DO SENHOR

Davi afirmou no Salmo 37.4: “Agrade-se do Senhor , e ele satisfará os desejos do seu coração.”

O verbo “agradar” no texto hebraico significa ter prazer e deleitar. No contexto do versículo, Davi aconselha-nos a substituir as preocupações e a inveja pelo prazer consciente no Senhor.

Agradar-se do Senhor é ter o desejo último de desfrutar dEle, admirando-O por quem Ele é e o que Ele faz. Agradar-se do Senhor é um envolvimento pessoal e emocional com Ele, reconhecendo-O em tudo e em todos; louvando e adorando-O.

Toda a alegria, paz e felicidade que alguém deseja, está no Senhor. Nosso alvo final de vida precisa ser buscar e esperar tudo dEle. Nada e ninguém nesse mundo pode dar o que precisamos. Somente Ele. Precisamos desesperadamente fixar-nos nEle.

Se você deseja agradar-se do Senhor, você precisa parar e refletir onde estão os desejos, alegrias e deleites de seu coração. Se o seu coração deseja muito outras coisas, elas se tornam empecilhos para você agradar-se do Senhor.

Se você desejar agradar-se do Senhor, você também precisa dedicar esforço e tempo em conhecê-Lo mais e melhor. O verdadeiro entendimento da vida está em conhecer o Senhor. Salomão afirmou em Provérbios 9.10 “…conhecer o Santo é ter entendimento.” O deleite nEle advém de fazer dEle a pessoa mais importante e principal da vida.

Deus criou-nos para desfrutarmos de um relacionamento pessoal e íntimo com Ele, mas isso é impossível sem a intermediação do Senhor Jesus, pois Ele declarou em João 14.6: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai senão por mim.”

Decida conhecer, admirar e deliciar-se com Deus e Seus caminhos. Decida centrar sua vontade em amá-Lo, servi-Lo e obedecê-Lo em tudo. Decida agradar-se do Senhor.

———————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/52335952

LEMBRE-SE DE JESUS

Em Hebreus 2.16-18, o autor do livro de Hebreus declara: “Pois ele, evidentemente, não socorre anjos, mas socorre a descendência de Abraão. Por isso mesmo, era necessário que, em todas as coisas, ele se tornasse semelhante aos irmãos, para ser misericordioso e fiel sumo sacerdote nas coisas referentes a Deus e para fazer propiciação pelos pecados do povo. Pois, naquilo que ele mesmo sofreu, quando foi tentado, é poderoso para socorrer os que são tentados.”

Conforme esses versículos, o escritor do livro de Hebreus ensina-nos uma grande verdade: Jesus veio para simpatizar conosco. Ele veio para que pudesse ser nosso “…misericordioso e fiel sumo sacerdote.”

A verdade bíblica é que devemos nos lembrar de Jesus e sua humanidade em cada dia do ano, especialmente naqueles quando as lutas forem grandes e difíceis. No meio das tribulações podemos orar ao Senhor e dizer: “Senhor, venho a ti diante na minha dor, na minha luta, porque o Senhor sabe tudo; porque o Senhor suportou as dores enquanto estavas aqui como ser humano. Ajuda-me!” Ao orarmos ao Senhor receberemos ânimo e encorajamento.

Jesus veio não apenas para salvar você de seus pecados, mas também para compadecer de suas dores. Ele experimentou tudo que você experimenta para Ele ser o “…sumo sacerdote misericordioso e fiel”. Hebreus 4.15 afirma: “Porque não temos sumo sacerdote que não possa se compadecer das nossas fraquezas; pelo contrário, ele foi tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado.”

Em cada dia desse novo ano, lembre-se sempre de Jesus. Lembre-se que Ele sofreu muito mais do que você já tem sofrido e Ele estará ao seu lado em cada momento alegre e triste de sua vida.

Jesus não é apenas o Salvador, Ele é o amoroso Senhor que se compadece de nossas vidas. Ele nunca é indiferente.

Ante as lutas de 2023, lembre-se Jesus.

———————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/52327637