TRATANDO O CORAÇÃO

A Bíblia define o “coração” como a cede dos desejos, afeições, emoções, paixões, objetivos, pensamentos, interesses, percepções, propósitos, imaginações, habilidades, conhecimento, crenças, conceitos, valores, raciocínio, memórias e a consciência de si mesmo.

A Bíblia também deixa claro que do “coração” se originam todos os problemas do ser humano. Jesus afirma em Marcos 7.21,22: “Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, os adultérios, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura”.

O problema humano é de ordem moral. O problema humano não está em pessoas, circunstâncias, no que se tem, no que não se tem, no que se é, no que não se tornou, na abundância, na falta, no cônjuge, nos pais, na sociedade, no governo, no diabo ou em qualquer outra coisa. O problema do ser humano está dentro dele mesmo: o seu coração está contaminado e o engana.

Cada um precisa tratar o seu coração diante de Deus. Davi orou no Salmo 51.10: “Cria em mim, ó Deus, um coração puro; renova dentro de mim um espírito inabalável”.

Se você quiser ter uma vida transformada, é preciso que você trate o seu coração; é preciso ver a si mesmo como Deus lhe vê; é preciso pedir que Ele revele quem você é.

Pare de se desculpar! Pare de jogar a culpa em outras pessoas! Pare de reclamar da situação! Levante-se! Confesse seus pecados, purifique seu coração e volte-se para Deus.

Quando o seu coração estiver tratado diante do Senhor, então a sua vida experimentará as verdadeiras mudanças.

Trate seu coração!

COMPROMISSO COM DEUS

A Bíblia relata em Juízes 13-16 a história de um homem que fracassou. Seu nome é Sansão. Ele nasceu debaixo do voto de nazireado de Números 6.1-21. Esse voto indicava que a pessoa seria consagrada a Deus todos os dias de sua vida. E o voto incluía: não comer uvas, nem beber vinho ou algo extraído da videira; nunca se contaminar com um morto e nunca cortar o cabelo. O nazireu era alguém separado por Deus e socialmente visto assim.

Mas Sansão tinha um problema: Ele sempre recusou levar a sério a si mesmo e a Deus. Ele brincou com a tentação e o pecado. Depois de viver a seu bel prazer, Sansão envolveu-se num perigoso e profundo relacionamento amoroso com Dalila (Juízes 16). Dalila, instigada por dinheiro, pediu que Sansão lhe contasse o segredo de sua grande força. Ao invés de fugir da tentação, Sansão entrou no jogo de Dalila. Ele não fez isso uma, mas quatro vezes, até que tudo acabou. Em Juízes 16.20, após Dalila despertá-lo de seu sono, Sansão orgulhosamente diz: “Sairei como antes e me livrarei. Mas não sabia que o Senhor o tinha deixado”. Sansão se perdeu e se acabou. Ele rompeu com todos os seus compromissos com Deus. Ele se afastou de Deus e Deus se afastou dele. Gradualmente ele foi vivendo um estilo autoindulgente, o qual perpetuou o seu fracasso.

Quando observamos a vida de Sansão, aprendemos que precisamos nos manter fortes em nossos compromissos para com Deus. Não podemos brincar com nossas convicções. E mais, não podemos justificar nossos erros e pecados. Devemos lembrar que a nossa vida é forte, enquanto nossos compromissos com Deus são fortes.

Por isso, empenhe-se em seu compromisso com Deus. NEle está a verdadeira força para a vida.

————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/43031956

O QUE VOCÊ AMA MAIS?

Em Lucas 13.10-17, temos a história de Jesus ensinando, num sábado, numa sinagoga. Enquanto ensinava, chegou ali uma mulher enferma. Jesus a curou. O líder da sinagoga ficou indignado com Jesus porque ele curara a mulher num sábado. Jesus então o repreendeu, chamando-o de hipócrita. Mas por que o líder da sinagoga ficou tão indignado?

O centro da indignação dele é porque ele amava mais a sinagoga, o sábado, a tradição, a religiosidade e sua zona de conforto. O sentido da vida dele estava em tudo isso. O seu amor não era nem por Deus nem por pessoas. Cuidar de pessoas não era o seu objetivo. A sua estrutura religiosa era o seu “deus”, e a cura feita por Jesus o ameaçou. Por isso ele ficou irado.

A raiva é o resultado final do que se ama. A ira é uma forma de defender aquilo que está sendo ameaçado. Se você não tem amor por nada, você não ficará irado. Agora, se você coloca o sentido de sua vida em algo, qualquer ameaça a esse sentido o deixa irritado e com medo.

Quando algo que não seja Deus se torna o sentido de seu viver é nesse algo que está o seu amor; isso é o que você adora; isso é o que lhe prende; esse é o seu ídolo.

O caminho mais simples para se descobrir o que você ama mais do que a Deus é perguntar: “Ao que estou dando tanta importância?” ou “O que estou tentando proteger?” Sua resposta lhe fará ver a razão de sua irritabilidade.

Se você ama algo ou alguém mais do que a Deus, isso é idolatria. Idolatria é pecado. O passo certo é se arrepender e centrar sua vida em amar apenas a Deus.

————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link:

https://www.spreaker.com/episode/43014778

PONHA SUA ESPERANÇA NO SENHOR

O salmista afirmou no Salmos 131.2,3: “De fato, acalmei e tranquilizei a minha alma. Sou como uma criança recém-amamentada por sua mãe; a minha alma é como essa criança. Ponha a sua esperança no Senhor, ó Israel, desde agora e para sempre!”

O salmista nos ensina que, quando qualquer tempo difícil chegar, não podemos permitir que nossas emoções sejam controladas por essas dificuldades. Diante de qualquer situação ou problema é preciso orar, entregar ao Senhor e pôr a esperança nEle.

A visão de uma criança amamentada e satisfeita no colo da mãe transmite a sensação de calma, sossego e paz. O que demonstra que, diante dos momentos difíceis, podemos e devemos nos lançar no Senhor, esperar e descansar nEle.

Os problemas virão, mas para não sermos dominados pela ansiedade, para não sermos consumidos por pensamentos de um futuro incerto, o salmista diz: “Ponha a sua esperança no Senhor, ó Israel, desde agora e para sempre!” É preciso esperar no Senhor.

Diante de qualquer dor, luta, problema ou tragédia, acalme-se e espere no Senhor. Creia que Ele está usando o tempo difícil para fazer algo grande e transformador. Não se deixe amargurar nem coloque a culpa em outras pessoas. Isso é inútil. O Senhor é o Todo-Poderoso e Soberano. Ele é o Deus de milagres e consegue transformar todo o caos de sua vida em bênçãos.

Acalme-se e permita que seu tempo difícil torne-se um palco para seu pleno descanso em Deus. Que o seu descanso nEle traga a você oportunidades para profundas mudanças em sua vida e realização de grandes milagres para a glória dEle e a sua alegria.

Reduza a agitação do seu coração e coloque plenamente a sua esperança no Senhor.

————————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/42995318

DE VOLTA À ORIGEM

O Senhor Jesus afirmou em João 7.38: “Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva”.

Essas palavras de Jesus são cheias de esperança. Todos aqueles que crerem nEle desfrutarão a verdadeira vida, a vida de Deus. Por Jesus, volta-se à origem.

Receber a Jesus é literalmente “crer” nEle. “Crer” em Jesus é estar plenamente convicto de que Ele é a fonte contínua e perfeita de toda a satisfação que se tentava achar em outros lugares ou em outras pessoas.

Jesus, sendo Deus, tornou-se um homem e veio a este mundo para tratar com a realidade do pecado. Ele morreu na cruz, expiando o pecado, foi sepultado, foi reconhecido como morto, mas, ao terceiro dia, Ele ressuscitou e venceu a morte. O pecado impede o ser humano de ter um relacionamento com Deus, o Pai. Mas por meio de Jesus, todos os que se arrependem de seus pecados, crendo nEle como Senhor e Salvador, voltam ao relacionamento com Deus; volta-se à origem. Através de Jesus há total restauração espiritual e há esperança para profundas mudanças nesta vida e garantia e certeza da vida eterna.

Quando você crê em Jesus, você tem verdadeira vida; você volta à origem. Seu alvo de vida passa a ser: conhecer e crescer em Jesus a cada dia.

Se você creu em Jesus, Sua vida flui maravilhosamente em você. Você encontrou tudo o que desejava e procurava. Assim sendo, desfrute dessa vida e repasse-a a outros. Viva todos os dias “fluindo do rio de águas vivas” que Jesus lhe deu e compartilhe essa realidade com o maior número de pessoas que você puder.

Em Jesus há o retorno para Deus. Nele a vida flui. Por Ele, volta-se à origem.

————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/42976175

O PECADO

O pecado é a mais triste, revoltante e frustrante constatação da realidade espiritual da humanidade diante de Deus.

O pecado engana, ilude, mata lentamente, deixa a míngua e rouba a vida. Ele se apresenta bonito e promissor, mas no final presenteia com a culpa, com o desespero, com a tristeza, com a desesperança, com a morte e com a condenação eterna. Seu canto inaudível diz que o bom, o melhor, o prazer, a alegria e toda felicidade está em segui-lo.

O pecado é mentiroso! Ele diz que Deus não existe, ou, se existe, não se importa. O pecado afasta as pessoas de tudo o que é de Deus; de tudo o que é bom, santo, puro, justo, reto, prudente, aceitável, sábio, certo e verdadeiro.

O pecado é descrito na Bíblia como a transgressão da lei de Deus (1 João 3. 4) e rebelião contra Ele (Deuteronômio 9.7).

A Bíblia também deixa claro que todos são pecadores. Romanos 3.9 afirma: “…pois já temos demonstrado que TODOS, tanto judeus como gregos, estão debaixo do pecado”. E ainda em Romanos 3.23: “pois todos pecaram e carecem da glória de Deus”.

A mesma Bíblia que expõe o pecado e a realidade da condenação eterna que ele traz, é a mesma que traz a solução para ele. A solução para o pecado tem nome: Jesus!

Jesus é o Filho Deus que veio ao mundo e morreu na cruz para pagar o preço do pecado. Ele morreu, foi sepultado, mas no terceiro dia ressuscitou.

O convite de Deus é que você reconheça e se arrependa de seus pecados, crendo somente que Jesus pagou na cruz o preço do seu pecado.

O pecado é o seu problema eterno. Jesus é a solução eterna que você precisa.

———————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/42941921

É PRECISO CRER

João 11 começa dizendo que Lázaro, irmão de Maria e Marta, estava doente. Maria e Marta enviaram um recado a Jesus, dizendo que ele viesse a Betânia. Elas confiavam que Ele podia fazer algo. Todos eles eram amigos de Jesus e Ele os amava muito.

Jesus demorou. Quando chegou a Betânia, Lázaro já havia morrido e sido sepultado. No versículo 21, Marta saiu ao Seu encontro e lhe disse: “Senhor, se estiveras aqui, não teria morrido meu irmão”. No versículo 23, Jesus disse a Marta: “Seu irmão ressuscitará”. No versículo 32, Maria chega e também diz a Jesus: “Senhor, se estiveras aqui, meu irmão não teria morrido”.

O tom das palavras de Marta e Maria estava dizendo o seguinte a Jesus: “Onde o Senhor estava quando lhe pedimos para vir e curar nosso irmão? Nós pensávamos que por ser nosso amigo e nos amar, faria algo para não deixar que nosso irmão morresse”.

Jesus não respondeu nem repreendeu Marta e Maria. Ele apenas sentiu suas dores e angústias. No versículo 38, Ele então vai ao túmulo. Ao chegar próximo do túmulo, no versículo 43 Ele clamou: “Lázaro, vem para fora!” Lázaro foi ressuscitado! Marta e Maria pensavam numa cura e Jesus na ressurreição. Ele tinha algo maior e melhor.

Um suposto atraso de Deus nunca é sua negativa. Ele tem um tempo e vontade para tudo. O problema central é que somos também como Marta e Maria, sempre nos falta a sintonia fina com o Seu tempo e a Sua perfeita vontade.

Jesus também sabe o que você está passando e sente sua dor. Ele ouve sua oração, mas não necessariamente a responde da sua forma e no seu tempo. Há propósitos maiores da parte dEle para você. É preciso apenas confiar nEle; é preciso crer.

————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/42922244

ORE E ESPERE

Em Isaías 50.7, o profeta declara sua confiança no Senhor. Ele diz: “Mas eu não me sinto envergonhado, pois o SENHOR Deus me ajuda. Por isso, eu fico firme como uma rocha e sei que não serei humilhado”.

Ao orar você declara sua confiança na ajuda do Senhor, enquanto continua crendo que Ele está ouvindo suas orações. Mas nem sempre suas orações são respondidas de imediato. É preciso esperar; é preciso esperar no tempo dEle. Esperar é criar a expectativa de que o Senhor responderá a sua oração. A isso chamamos de FÉ.

O problema de muitos de nós é que nossa oração tende a morrer. Paramos de orar. Não mantemos a persistência. No mundo “online” e “fast-food” em que vivemos, achamos que tudo com Deus é rápido e na hora. E pasme: não é!

Deus se importa com a sua vida, problemas e dilemas, mas Ele tem um plano maior quando a resposta não vem de imediato. Foi assim com Abraão, Jacó, José, Moisés, tantos outros e será com você também. Por isso é necessário crer que Ele importa-se com a sua vida, mas tem o seu tempo certo para tudo.

A Bíblia diz que há três princípios a serem considerados enquanto você espera no Senhor:

1º) – Espere constantemente – O Salmos 71.14 afirma: “Quanto a mim, esperarei sempre e te louvarei mais e mais”.

2º) – Espere caladamente – O Salmos 62.5 ensina: “Somente em Deus, ó minha alma, espera silenciosa, porque dele vem a minha esperança”.

3º – Espere calmamente – O Salmos 37.7 declara: “Descansa no SENHOR e espera nele, não te irrites por causa do homem que prospera em seu caminho, por causa do que leva a cabo os seus maus desígnios”.

Sendo assim, ore e espere!

————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/42903861

A OBEDIÊNCIA A DEUS

Samuel declara em 1 Samuel 15.22: “Acaso tem o Senhor tanto prazer em holocaustos e em sacrifícios quanto em que se obedeça à sua palavra? A obediência é melhor do que o sacrifício, e a submissão é melhor do que a gordura de carneiros”.

Deus não exige de nós um grande aprendizado sobre Ele, nem sacrifícios. O que Ele quer é que apenas estejamos com o coração pronto a obedecê-Lo.

A obediência a Deus produz uma segurança para todas as áreas da vida. Deus sabe tudo e Ele sabe bem o que é melhor para nós. Suas verdades e princípios apontam sempre para um caminho estável e seguro na vida.

A obediência a Deus também revela o quanto desejamos ser mais parecidos com Jesus. O tom de vida de Jesus era a obediência de coração. Ele afirmou em João 4.34: “A minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra”.

A obediência a Deus revela ainda o quanto O amamos. Fomos criados por Deus e para Ele. Seu alvo é que tenhamos um relacionamento pessoal e íntimo com Ele. Nosso relacionamento com Ele começa e finaliza na obediência. 1 João 5.3 afirma: “Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos”. Não existe amor a Ele sem obediência.

Assim, não viva na insensatez e nem insista em desobedecer ao Senhor. Abandone seus caminhos errados e decida obedecê-Lo em tudo.

Acertadas são as palavras de F. W. Robertson: “Ame a Deus, e Ele irá habitar com você. Obedeça a Deus, e Ele revelará Suas verdades e Seus ensinamentos mais profundos”.

Obedeça a Deus!

———————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/42889073

A ALEGRIA DE JESUS

Segundo a Bíblia, o pecado é o distanciamento deliberado de Deus. O pecado é a tentativa fracassada de fazer com que a vida seja alegre e dê certo sem os valores e os princípios de Deus. O pecado é o desejo de ser feliz do próprio jeito.

O Senhor Jesus, antes ir a cruz e pagar o preço pelo pecado, orou em João 17.13: “Agora vou para ti, mas digo estas coisas enquanto ainda estou no mundo, para que eles tenham a plenitude da minha alegria”.

A oração de Jesus é um pedido ao Pai. Ele sabe que em pouco tempo estará de volta aos céus. Ele diz: “Agora vou para Ti…” Jesus voltará para a presença do Pai de onde veio. E Ele veio a este mundo para cumprir uma missão bem definida: dar a sua vida para salvar os pecadores. Os que se voltam a Deus, arrependendo-se de seus pecados, recebem vida; vida plena, completa, repleta e feliz.

A alegria plena nunca será alcançada à parte de Jesus. E encontrar-se com Jesus não é o resultado de um aprimoramento religioso. Encontrar-se com Ele é a decisão de abandonar uma forma habitual e viciada de vida, que só leva em conta o “eu”, o “meu”, o “meu jeito”, a “minha forma”.

Uma “noitada boa”, dinheiro, prazeres, oportunidades, festas, glamour, encontros sociais, comilanças, viagens etc, podem até providenciar momentos de alegria, mas nunca uma alegria permanente e duradoura. A alegria no sentido lato está num relacionamento pessoal e íntimo com Jesus.

Quando você se entrega a Jesus, a alegria dEle lhe invade. A vida torna-se vida verdadeira. Assim, você está disposto hoje a trocar a alegria que você mesmo produz pela alegria de Jesus?

———————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/42870386