NOS DIAS DIFÍCEIS

Os dias difíceis chegarão. Quando eles vierem precisamos muito de sabedoria, prudência, discernimento e acima de tudo, precisamos estar bem norteados pelas verdades da Palavra de Deus.

Um norte claro que temos para lidar com os dias difíceis está em Provérbios 3.6: “Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas.” Os dias difíceis são oportunidades para estarmos mais perto do Senhor como nunca. São oportunidades para muita entrega e submissão ao Senhor.

Uma outra maneira importante para lidar com os dias difíceis está em Eclesiastes 8.5. O texto afirma: “…o coração do sábio conhece o tempo e o modo.” Em dias difíceis é preciso que você saiba discernir o que está acontecendo, como tudo isso está lhe afetando e quais decisões você precisa tomar. Na prática, você não deve permitir que suas lutas deixem sua vida uma bagunça. Organize-se! Organize seu tempo e mantenha a disciplina na vida. Não procrastine; não deixe nada para amanhã. Organizar a vida ajuda-lhe a lidar com as pressões do dia a dia.

Outra importante direção para sua vida caso ela esteja difícil é que você precisa considerar estar com pessoas. Paulo afirma em Filemon 1.23: “Epafras, meu companheiro de prisão por causa de Cristo Jesus…” Paulo, em seus dias difíceis tinha um amigo — Epafras — para estar com ele. Paulo não se isolou em seus problemas, mas decidiu ter um amigo por perto. Por isso, não se isole. Não deixe o orgulho dizer que você pode lidar com seus dias difíceis sozinho. O isolamento é um perigo.

Em seus dias difíceis, aja e reaja sempre conforme a Palavra de Deus ensina. Não fuja de Deus. Não permita assim que sua vida seja ainda mais difícil nos dias difíceis.

Por Roberto Naves Amorim

————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/22885677

UM VERDADEIRO CRISTÃO

Jesus afirmou em Mateus 5.13,14: “Vós sois o sal da terra… Vós sois a luz do mundo.”

Cristãos e não-cristãos são marcados pelas diferenças. Suas crenças, estilo de vida, a visão do mundo, a visão das pessoas, dos padrões sociais, pensamentos, desejos, interesses, os conceitos de Deus, do presente e do futuro, são diferentes e irreconciliáveis.

Um verdadeiro cristão crê em Jesus como seu Senhor e Salvador. Ele não coloca outra pessoa como mediador entre Deus e o homem. É somente Jesus! Jesus é Deus que se tornou homem, viveu uma vida sem pecado e pagou na cruz o preço pelo pecado. Ressuscitou dos mortos, subiu aos céus e voltará.

Um verdadeiro cristão tem a Bíblia como sua autoridade máxima. Ele a lê, estuda e a pratica. Ele também não abandona suas convicções nas verdades da Bíblia por causa da relevância do homem, da mudança cultural ou da “evolução social”.

Um verdadeiro cristão crê no arrependimento dos pecados, porque entende que todos são pecadores perante Deus e reconhece que nada pode purificá-lo, senão o próprio Deus.

Um verdadeiro cristão está consciente de que não é melhor que ninguém. Ele é um mendigo que achou um pão e quer compartilhar com outros mendigos para que tenham sua fome espiritual saciada. Ele reconhece que por ter sido alcançado por Jesus, sente a responsabilidade de proclamar a outros quem Jesus é e o que Ele faz.

Um verdadeiro cristão vive como Jesus. Ele pensa, age, reage, ama, perdoa e vive centrado no Pai, vivendo em santidade, fidelidade e pronto a fazer somente Sua vontade. Um verdadeiro cristão que crê em Jesus e vive como Ele, torna-se realmente “sal” da terra e “luz” do mundo.

Você é um verdadeiro cristão?

Por Roberto Naves Amorim

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/22845425

O PROPÓSITO MAIOR DE DEUS

Comumente não conseguimos definir muito bem as circunstâncias adversas da vida quando elas chegam, e por isso somos tendentes a agir e reagir errado quando as coisas não acontecem como planejamos ou desejamos.

Por vezes também, silenciosamente, fazemos perguntas erradas, acusamos pessoas, acusamos Deus, reclamamos das circunstâncias, usamos muito o “se” e por fim nos sentimos desanimados, derrotados e deprimidos.

Quando estudamos a história de Jó, de alguma forma nos vemos nela. Jó teve dias extremamente difíceis, cheios de dores e questionamentos e queria respostas que só Deus poderia dar. Ele tinha perguntas, as quais Deus não respondeu imediatamente.

No entanto, Deus também tinha perguntas a Jó. Os capítulos 38-42 do livro de Jó descrevem essas perguntas. Quando Deus terminou Suas perguntas, Jó foi incapaz de respondê-las, sua simples resposta foi a seguinte em Jó 42.2,5: “Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado… Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te veem.” Jó então, humildemente se rende a Deus e a Seus propósitos em sua vida.

Como Jó, você também pode se perder em seus problemas, sejam eles pequenos ou grandes. Você pode permitir que eles também ocupem um lugar tão prioritário ao ponto de agir e reagir errado em relação a Deus e à Sua fidelidade, amor, bondade e propósito para com você.

Decida então confiar nos propósitos de Deus em sua vida. Creia que Ele está tecendo algo maravilhoso, e você apenas não consegue ver o todo, mas somente o avesso desse belo tapete em sua vida.

Seus problemas tem significado e sentido porque Deus nunca faz nada sem sentido. Ele tem um propósito maior em toda sua vida e reverterá tudo para seu bem e para o louvor de Sua glória.

Por Roberto Naves Amorim

————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/22749333

AS MARCAS DO DISCÍPULO DE JESUS – PARTE 2

Um verdadeiro discípulo de Jesus tem marcas que o identifica. A primeira, é a obediência. Alguém que busca aprender e obedecer ao Senhor Jesus. A segunda, é o amor aos demais discípulos.

A terceira marca do discípulo de Jesus é que ele frutifica espiritualmente. Jesus afirmou em João 15.8: “Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos”. Frutificar

significa demonstrar o “fruto do Espírito” conforme está descrito em Galátas 5.22,23: “Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio.” Na verdade, ter uma vida espiritualmente frutífera inclui ser igual ao próprio Senhor Jesus.

O discípulo de Jesus não só é identificado como alguém que obedece a Deus, ama outros discípulos, manifesta frutos espirituais, mas, em quarto lugar, porque também ele entende claramente o preço em seguir a Jesus. Jesus declarou em Lucas 9.23,24: “Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; quem perder a vida por minha causa, esse a salvará.”

O verdadeiro discípulo de Jesus precisa estar disposto a renunciar a si para priorizar a Ele. Precisa estar disposto a sofrer por amor a Ele e segui-Lo nos parâmetros que Ele mesmo estabeleceu. A promessa que Ele mesmo dá a quem o segue é: “…quem perder a vida por minha causa, esse a salvará.”

O Senhor Jesus nunca intencionou que as pessoas se tornassem religiosas, pertencentes ao cristianismo ou a qualquer ramo da cristandade. Ele busca por discípulos; verdadeiros discípulos. Ele busca por alguém que O ame, O sirva, segue-O e tem nEle o mais alto valor da vida.

Pergunta: Você é essa pessoa? Você é um discípulo de Jesus?

Por Roberto Naves Amorim

—————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/22700344

AS MARCAS DO DISCÍPULO DE JESUS – PARTE 1

Jesus ordena em Mateus 28.19: “Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.” Jesus claramente ordena para seus discípulos irem e fazerem outros discípulos.

A palavra “discípulo” significa “aprendiz”, “seguidor”, “imitador” de alguém. Tornar-se um discípulo de Jesus significa aprender Seus ensinos e obedecê-Lo, seguindo-O como Senhor e Mestre e imitando-O em tudo.

Há muitas pessoas confusas quanto a ser discípulo de Jesus. Muitos pensam que são seguidores dEle pelo fato de terem sido levados à igreja desde pequenos, batizados, frequentarem seus cultos, contribuírem financeiramente com ela ou até participarem constantemente de suas atividades.

Mas um verdadeiro discípulo de Jesus tem marcas e referenciais claros. Em primeiro lugar, um verdadeiro discípulo de Jesus é marcado pelo desejo de permanecer naquilo que Ele ensina. Em João 8.31, o Senhor Jesus afirma: “Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos.” O discípulo de Jesus anseia não só estudar sobre Ele, anseia também obedecê-Lo.

Em segundo lugar, o discípulo de Jesus é também marcado pelo amor a outros discípulos. O Senhor Jesus ensinou em João 13.34,35: “Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros.”

Assim, você não pode afirmar ser um discípulo de Jesus se você não tem nenhum interesse em aprender dEle, obedecendo-O e ao mesmo tempo não amando outros discípulos, reunindo-se com eles, conhecendo-os e suprindo suas necessidades.

A ordem de Jesus é clara: “Ide…fazei discípulos…” Você é um discípulo dEle?

Por Roberto Naves Amorim

———————–

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/22661817

A PRESENÇA DO SENHOR JESUS

Hebreus 13.5,6 declara: “…De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei. Assim, afirmemos confiantemente: O Senhor é o meu auxílio, não temerei…”

Essa promessa encontra-se originalmente em Deuteronômio 31.6, cujo objetivo era apontar o fato de que o Senhor estava presente com o povo de Israel e por isso eles deviam aprender a depender dEle, e tê-Lo como a fonte de todas as necessidades da vida.

A promessa desse texto continua ecoando no Novo Testamento, trazendo em si a certeza de que cada verdadeiro discípulo de Jesus tem a presença dEle na vida e por isso ele nunca estará sozinho ou abandonado. Se a presença do Senhor estiver numa vida também não há nada o que temer.

A presença do Senhor Jesus supre todas as necessidades e quem a tem não vive dominado pela dúvida, medo ou por qualquer angústia. A certeza da presença do Senhor Jesus precisa ser abraçada pela fé, pois Ele mesmo diz: “De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei…”

Não é espiritualmente sábio que o seguidor de Jesus tente se autoproteger, como também não é sensato que ele busque controlar o incontrolável. A sabedoria bíblica ensina que a presença do Senhor Jesus traz plena segurança, e essa não vem sem a dependência total e confiança nEle.

Assim, se você é um seguidor de Jesus, descanse no fato de que Ele está bem perto e cuidando de você. Centre seus desejos e interesses nEle. Deseje estar com Ele, e não só seu dia será diferente, mas sua vida estará completa.

É na convicção da presença do Senhor Jesus em sua vida que você ganha discernimento, sabedoria e força para viver, pois com a certeza de Sua presença, não há nada o que temer.

Por Roberto Naves Amorim

————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/22625520

QUANDO VOCÊ ORA

O livro de 1 Samuel abre contando a história sobre a aflição de Ana. Ana não podia ter filhos. A esterilidade no conceito social judaico era algo muito triste para uma mulher. Depois de sofrer ano após ano, um dia ela resolveu expor tudo o que passava em seu coração ao Senhor. Ana orou. Após entregar tudo ao Senhor, I Samuel 1.18 afirma que “…ela seguiu seu caminho, comeu, e seu rosto já não estava mais abatido.” No tempo certo Deus ouviu sua oração e lhe deu um filho, Samuel, o qual tornou-se um poderoso instrumento do Senhor em favor de Israel.

O que todos devemos fazer quando o coração está em dor? Ana nos ensina que devemos orar. Quando ela orou o seu coração se acalmou, sua tristeza foi embora e ela conseguiu lidar com sua vida.

Qual o seu problema hoje? O que está lhe causando dor na alma? A exemplo de Ana, ore! Coloque tudo diante do Senhor. Sua oração diz o quanto você depende dEle. Viver na Sua dependência O agrada.

Deus é tanto amoroso como poderoso. Quando você ora, abre-se então a oportunidade para você desfrutar do Seu amor. Quando você ora — segundo o Seu soberano querer — Ele também manifesta o Seu poder em sua vida, dando-lhe força, sabedoria e por vezes, fazendo grandes coisas, agindo no que parece impossível.

Quando você ora confiante no Senhor, toda a confusão mental, todo medo, toda ansiedade e toda angústia são dispersas, a vida então volta ao rumo e ganha sentido.

Decida hoje abrir seu coração ao Senhor. Conte-Lhe sobre tudo. Esteja certo de que quando você ora sua alma fica leve, sua esperança aumenta e sua fé é renovada.

Por isso, ore! Ore agora!

Por Roberto Naves Amorim

————————–

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/22625520