VENCENDO A TENTAÇÃO

Jesus ordenou em Mateus 26.41: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca”.

Façamos o que façamos, seremos tentados. É preciso manter-se prevenido e bem equipado contra os ataques do diabo. Ele nunca dá uma dica de como será a sua abordagem. Sendo assim, o Senhor Jesus nos ensina que somos espiritualmente vulneráveis; somos seres tentáveis. Em segundos podemos ceder à tentação, cair no pecado e nos afastarmos dEle.

Diante da tentação, também precisamos lutar com as armas certas. Segundo o Senhor Jesus, as armas são a vigilância espiritual e a oração. É preciso ser cauteloso e cuidadoso quanto ao perigo que o pecado traz. O coração pode ser facilmente iludido e seduzido por ele.

É preciso vigilância, mas é preciso também orar e pedir ao Senhor por Sua proteção. Em Mateus 6.13, o Senhor Jesus ensinou que devemos orar da seguinte maneira: “E não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal”.

Por isso, vigie! Vigie para que você não se coloque em situações onde ficará vulnerável à tentação. Saiba muito bem quais são as suas áreas de fraquezas e mantenha-se longe de pessoas, circunstâncias e lugares onde você poderia facilmente ser tentado.

Ore! Ore para que você não seja tentado. Caso seja tentado, peça ao Senhor para que não caia no pecado, e se cair, volte-se imediatamente para Ele.

Enquanto você vigia e ora, lembre-se do ensino de 1 Coríntios 10.13: “Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar”.

Assim sendo, vença as tentações com as armas certas: vigie e ore!

————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/45054121

ARREPENDA-SE!

João Batista era um homem excepcional entre os outros homens. O Senhor Jesus afirmou sobre ele, em Lucas 7.28: “E eu lhes digo: entre os nascidos de mulher, ninguém é maior do que João…” Nunca houve na terra um homem maior do que ele.

João Batista era diferente porque ele foi extremamente obediente ao chamado que Deus lhe havia dado. Ele proclamou fielmente a Palavra de Deus, preparando as pessoas para a vinda e ministério do Senhor Jesus. Sua pregação foi clara. Ele afirmou em Mateus 3.2: “Arrependei-vos, porque o reino dos céus está próximo…” Sendo que o Rei, o Senhor Jesus, estava por chegar, os ouvintes de João Batista precisavam de uma mudança radical de mente, de coração e de vida para se prepararem para o Rei e Seu reino.

A mesma mensagem de João Batista foi pregada pelo Senhor Jesus, em Mateus 4.17: “…Arrependam-se, porque está próximo o Reino dos Céus”. O Senhor Jesus também ordenou a seus discípulos, em Lucas 24.47, “que em seu nome se pregasse arrependimento para remissão de pecados a todas as nações…” Em Atos 2.38, Pedro pregou seu primeiro sermão e advertiu: “Arrependam-se…” Em Atos 20.21, Paulo afirmou que se manteve “…testemunhando tanto a judeus como a gregos o arrependimento para com Deus e a fé em nosso Senhor Jesus Cristo”.

Assim, conforme João Batista, o Senhor Jesus, Pedro e Paulo, a chamada de Deus é que as pessoas se arrependam de seus pecados. Uma vida superficial, hipócrita e inútil não pode ser resolvida através de atos religiosos vazios ou entretenimento. É necessário o arrependimento dos pecados diante de Deus.

Segundo a Bíblia, nenhuma ação poderosa de Deus será vista em sua vida sem o arrependimento de seus pecados. A ordem dEle ainda continua: arrependa-se de seus pecados e coloque sua fé somente no Senhor Jesus Cristo.

———————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/45010792

SALMOS E PROVÉRBIOS

O livro de Salmos e Provérbios são duas preciosidades da Bíblia. Ambos ensinam sobre a importância de andar com o Senhor em obediência com o fim de se ter uma vida produtiva e feliz.

No Salmo 19.9,10 Davi afirma que “…os juízos do Senhor são verdadeiros e todos igualmente, justos. São mais desejáveis do que ouro, mais do que muito ouro depurado; e são mais doces do que o mel e o destilar dos favos.” Davi estava convicto de que a Palavra do Senhor o conduziria a uma vida segura, tranquila e em paz.

Boa parte do livro de Provérbios foi escrito por Salomão. Ele escreveu Provérbios porque desejava que as pessoas recebessem os benefícios da sabedoria que Deus o havia dado. Ele afirmou em Provérbios 4.7: “O princípio da sabedoria é: adquira a sabedoria; sim, com tudo o que você possui, adquira o entendimento.”

Para que suas decisões sejam sábias e agradem ao Senhor, você precisa considerar o que Sua Palavra ensina. Os livros do Salmos e Provérbios o capacitam para isso. Por eles você será conduzido a entender, amar e dedicar-se ao Senhor, enquanto aprende a verdadeira sabedoria para essa vida.

De forma prática, comece a ler um Salmo e um capítulo de Provérbios por dia. Por eles você receberá instruções para evitar todas as armadilhas do pecado e das tolices da vida. Por esses dois livros você terá parâmetros claros para decidir o seu dia a dia.

Dedique-se então a ler diariamente Salmos e Provérbios.

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

————————————————

https://www.spreaker.com/episode/44987628

A PESSOA FELIZ

O Salmo 1.1-2 afirma: “Bem-aventurado é aquele que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Pelo contrário, o seu prazer está na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite”.

A palavra “bem-aventurado” significa “feliz”. O salmo apresenta que uma pessoa pode ser feliz. Felicidade é algo que se desfruta nesta vida. No texto, a pessoa torna-se feliz por tomar certas atitudes.

Segundo o texto, uma pessoa feliz tem uma atitude negativa e outra positiva. A atitude negativa da pessoa feliz é expressa no fato de que ela “não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores”, ou seja, ela decidiu abster-se do estilo de vida dos pecadores. Na prática, sua felicidade advém por não se associar e por se afastar da companhia daqueles que não temem a Deus e insistem em sua obstinação e rebeldia contra Ele.

A pessoa feliz também tem uma atitude positiva. O versículo 2 afirma: “Pelo contrário, o seu prazer está na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite”. A palavra “prazer” significa “inclinar”. Assim, a pessoa feliz, de forma positiva decide se inclinar, se entregar plenamente aos ensinos, aos preceitos, às verdades, às promessas e aos princípios da Palavra de Deus. Ela decide também meditar na Palavra, refletindo profundamente em suas verdades e estabelecendo formas para que essas verdades sejam entendidas, absorvidas e praticadas em sua vida.

Para que você seja uma pessoa feliz, o Salmo 1.1-2 ensina que você precisa evitar os pecadores e seus pecados e fazer do ensino e da prática da Palavra de Deus, o seu lema de vida.

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

———————————————-

https://www.spreaker.com/episode/44935223

DEUS É SANTO

Em Levíticos 19.2, Deus ordenou ao povo de Israel: “Sejam santos, porque eu, o Senhor, o Deus de vocês, sou santo”. A Bíblia ensina que Deus é santo. Isso significa que Ele é totalmente separado do pecado e de uma absoluta pureza. Isso também significa dizer que Deus não tolera, é contrário e odeia o pecado.

A santidade de Deus é sua característica distinta e essencial. Conforme Isaías 6.3, os serafins diziam uns aos outros que Ele é “santo, santo, santo”. Por ser santo, Ele consequentemente não pode aceitar, ignorar ou satisfazer-se no pecado.

Ao aplicar a santidade de Deus no cotidiano do povo, o salmista afirmou no Salmo 97.10: “Vocês que amam o Senhor, odeiem o mal…” Paulo também, na mesma linha, ordenou em Romanos 12.9: “Odeiem o mal e apeguem-se ao bem”. Dessa forma, quem realmente ama e sabe que Deus é santo, deve definitivamente odiar o pecado; o mal.

Você não pode dizer que se relaciona amorosa e pessoalmente com Deus, se você naturalmente tolera o pecado em sua vida. Deus odeia o pecado. O pecado o afasta dEle. Isaías 59.2 afirma: “Mas as iniquidades de vocês fazem separação entre vocês e o seu Deus; e os pecados que vocês cometem o levam a esconder o seu rosto de vocês, para não ouvir os seus pedidos”.

————————————————

Foi para destruir o poder escravizador do pecado que Deus enviou o Senhor Jesus ao mundo. Ele, sendo Deus, tornou-se homem perfeito ─ sem pecado ─ e deu a sua vida na cruz, pagando o preço do pecado para possibilitar o seu relacionamento com o Pai. Esse relacionamento torna-se real e verdadeiro por meio do seu reconhecimento, arrependimento e confissão de pecados a Ele.

Quem ama a Deus odeia o pecado. Quem ama o pecado não ama a Deus.

———————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/44914871

PRATICANDO O AMOR

A prática do amor é a maior verdade e o supremo princípio da Bíblia. Paulo declarou, em 1 Coríntios 13.13: “Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor”.

O Senhor Jesus ordenou aos seus discípulos em João 13.34: “Amem uns aos outros. Assim como eu os amei, que também vocês amem uns aos outros”. O apóstolo Pedro também ensinou, em 1 Pedro 1.22: “Amem intensamente, uns aos outros…” Assim, segundo toda a Bíblia, tudo começa e finaliza no amor.

Paulo afirmou, em Romanos 12.9: “O amor seja sem hipocrisia”. Segundo Paulo, o amor não pode ser falso. O amor que é amor precisa ser amor genuíno. Um amor hipócrita é horrível, pois finge alguma afeição, mas no fundo está cheio de amargura e ódio. O pecado da hipocrisia é um vício que destrói e ele nunca combina com a maravilhosa virtude do amor.

Se você é um verdadeiro seguidor de Jesus, você é ordenado na Bíblia a viver em amor; um amor puro, verdadeiro e genuíno. Seguir a Jesus inclui sair do palco da vida e andar pelos caminhos dela na prática do amor, lidando com a indiferença, o ódio e a oposição das pessoas.

Decida demonstrar amor em seu dia a dia. Comece com sua própria família, amigos, igreja e em todos os seus círculos relacionais e de amizade.

A vida cristã é uma forma, um estilo de viver no padrão da pessoa e do ensino de Jesus. O amor permeou a vida de Jesus em tudo. Assim, os que dizem ser dEle também devem viver como Ele viveu e ensinou.

Você demonstrará a autenticidade de seu cristianismo pela autenticidade de seu amor. Jesus declarou, em João 13.35: “Nisto todos conhecerão que vocês são meus discípulos; se tiverem amor uns aos outros”.

———————————————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/44899269

PRIORIZE A ORAÇÃO

Paulo afirmou em Efésios 6.18: “Orem em todo o tempo…” Ele ainda ordenou em 1 Tessalonicenses 5.17: “Orai sem cessar”. Todos esses versículos nos ensinam que precisamos e devemos priorizar a oração.

A oração precisa ser um hábito, um costume na vida do povo de Deus. É preciso orar com frequência e regularidade. É preciso não só orar, mas viver orando.

George Mueller foi um grande homem de oração. Quando questionado sobre quanto tempo ele gastava em oração, sua resposta foi: “Vivo em espírito de oração. Eu oro enquanto ando, quando me deito e quando me levanto”. A oração era para ele um estilo de vida. 

O povo de Deus deve dar prioridade à oração, especialmente porque o Senhor Jesus, o Mestre, assim o fazia. Para Jesus a oração era um estilo de vida. Ele buscava o Pai pelo simples prazer de estar com Ele. Nessa comunhão com o Pai, Ele demonstrava a Sua total dependência dEle, enquanto se dispunha a agradá-Lo em tudo.

Se você quiser viver a vida além das realidades da própria vida, você precisa priorizar a oração. Você precisa fazer da oração o seu estilo de vida.

Talvez você pergunte, mas sobre o que devo orar? A resposta é: ore por tudo. O apóstolo Paulo declarou em Filipenses 4.6: “Não fiquem preocupados com coisa alguma, mas, em tudo, sejam conhecidos diante de Deus os pedidos de vocês, pela oração e pela súplica, com ações de graças”.

Priorize a oração! Comece a orar e a orar por tudo e por todos! Em tudo o que vem ao seu coração e mente, ore. Ore se estiver alegre ou triste, bem ou mal, com saúde ou sem saúde; forte ou fraco; em tentação ou sem ela. Ore! Apenas ore!

Faça da oração uma prioridade em sua vida.

————————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/44878565

O RELACIONAMENTO COM DEUS

O Salmo 119 é uma poesia em forma de acróstico no idioma hebraico. Basicamente, todos os versículos contêm um nome para se referir à Palavra de Deus e mostram a característica e a utilidade dela. O salmista declara no versículo 7: “Eu te darei graças com integridade de coração, quando tiver aprendido os teus retos juízos”. No versículo 10 ele diz: “De todo o coração te busquei; não deixes que eu me desvie dos teus mandamentos”.

O que há em comum nesses dois versículos? O salmista junta a Palavra de Deus e a oração.

Há dois grandes pilares e duas grandes atividades espirituais que sustentam e devem fazer parte do povo de Deus: A Palavra de Deus e a oração.

O verdadeiro relacionamento com Deus inclui se expor à Sua Palavra, saber por ela o que Ele quer e praticá-la. Por ela Deus fala conosco. A oração, por sua vez, é o meio pelo qual falamos com Ele. Falamos melhor com Deus quando estamos também melhor sintonizados com Seus desejos, propósitos e interesses, os quais são advindos da Sua Palavra.

Em seu relacionamento com Deus é essencial que você se exponha diariamente à Sua Palavra. É preciso que você decida ler, ouvir, meditar, estudar e memorizar a Palavra de Deus, e acima tudo obedecê-la. Por outro lado, é preciso também que você fale com Ele em um espírito de oração, ou seja, enquanto anda, ore; ao deitar, ore; ao acordar, ore; em tudo o que pensar, falar, agir e reagir, ore. Faça da oração um hábito de vida.

Seu relacionamento com Deus advém da Palavra de Deus e da oração. Por isso, ouça a Deus

enquanto ele fala em Sua Palavra e fale com Ele em suas orações.

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/44854144

EM BUSCA DA RAZÃO DA VIDA

A Bíblia ensina que tudo começa em Deus. Paulo afirmou em Romanos 11.33-36: “Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos! Quem, pois, conheceu a mente do Senhor? Ou quem foi o seu conselheiro? Ou quem primeiro deu a ele para que lhe venha a ser restituído? Porque DELE, e por meio DELE, e para ELE são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém!”

Buscar entender a razão da vida tem sido o grande desafio de toda a raça humana, durante milhares de anos. A questão central desse desafio é que normalmente se começa a busca com o viés errado: o próprio ser humano.

A confusão na alma se instaura quando a busca pela razão da vida centra-se no homem. Nessa premissa, começa-se a fazer perguntas erradas, tais como: “O que eu deveria ser? O que eu deveria me tornar? Como posso dirigir melhor meus objetivos, sonhos e ambições para o futuro?”

Segundo a Bíblia o centro da vida não é o homem, mas Deus. Se alguém deseja saber a razão, o objetivo, o propósito, o significado e o sentido da vida, precisa começar com Deus. Todos nascem de acordo com os objetivos de Deus e para fazer a vontade dEle.

Sua existência só se tornou possível por causa de Deus. Você foi criado por Ele e para Ele. Enquanto você insistir em não aceitar essa verdade e ceder a ela, sua vida ficará sem razão, rumo e sentido.

A vida não começa com você, mas com Deus. Através de Seu Filho Jesus é que você descobre a razão, a identidade, o significado, o propósito, a importância e o destino hoje é eterno para sua vida. Por isso, volte-se para Deus. A razão da vida está nEle.

——————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/44796415

A SIMPLES OBEDIÊNCIA

Em Atos 9, temos a conversão de Saulo. Saulo era um líder fariseu fervoroso e intenso. Ele esteve presente na morte do primeiro mártir da igreja cristã, Estevão. Ele também tornou-se um perseguidor ferrenho dos primeiros cristãos, indo a Damasco para prendê-los. Mas na estrada ele teve uma visão de Jesus, ficou cego e se converteu.

Após a sua conversão, Jesus enviou um homem chamado Ananias para visitá-lo. Em Atos 9.15, Jesus disse o seguinte a Ananias: “…Vá! Este homem é meu instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e seus reis, e perante o povo de Israel”. Ananias numa simples obediência fez o que o Senhor ordenou. Ele procurou Saulo e orou com ele; a visão e a vida de Saulo foram restauradas.

Há algo muito interessante nessa história. Para ministrar ao novo convertido, Saulo, Deus não enviou o apóstolo Pedro nem João. Ele chamou um homem simples, Ananias. Ananias não escreveu nenhum livro do Novo Testamento e possivelmente não pregou nenhum sermão notável. Mas ele em simplicidade e prontidão obedeceu a Deus e cuidou espiritualmente de Saulo, que se tornou Paulo. Paulo, sim, fez o que nenhum outro fez em benefício do Evangelho de Jesus no mundo. Tudo isso aconteceu na vida de Paulo, graças a um homem simples chamado Ananias.

Você talvez se sinta uma pessoa simples no reino de Deus. Saiba que, como Ananias, você também tem grande valor para Deus. O Senhor apenas espera que você seja fiel e obediente a Ele. Ele deseja lhe usar. Talvez não seja para coisas grandes, mas talvez para ser um início de grandes coisas em Seu reino.

A simples obediência a Deus de uma pessoa comum pode fazer toda a diferença hoje, amanhã e eternamente.

———————————————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/44778629