PROBLEMAS COM A ORAÇÃO

Tiago 4.2,3, declara: “…Não têm, porque não pedem. Quando pedem, não recebem, pois pedem por motivos errados, para gastar em seus prazeres.”

Mais do que falar sobre a oração todos sabemos que precisamos orar. Mais do que orar, precisamos também orar corretamente.

No texto, Tiago diz que primeiramente erramos na oração por um problema básico e simples: não oramos! Habituamo-nos a não ir a Deus diante de nossas necessidades e desejos.

Nossa autossuficiência nos impede de buscarmos a Deus. Primeiramente procuramos soluções em nós mesmos, depois nos outros e nas circunstâncias, mas raramente vamos diretamente a Ele.

Tiago nos diz que erramos na oração quando não pedimos, mas erramos também por pedirmos mal, focando nossas orações em prazeres egoístas e carnais.

Deus não responderá orações que levantarão nosso ego, que nos fará mais cheios de nós, que promoverá intrigas, contendas e inveja entre pessoas, ou que nos tirará da plena dependência dEle. Deus não responde orações egoístas.

Em Mateus 7.7, Jesus nos deu uma grande promessa sobre a oração: “Peçam, e será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta será aberta.” No Salmo 34.4 o Salmista nos inspira quando diz: “Busquei o SENHOR, e ele me acolheu; livrou-me de todos os meus temores.”

Assim, o problema das respostas às suas orações nunca é Deus, é você mesmo. Ou você não está pedindo ou está pedindo mal.

Você está orando? Você está orando certo?