ESPERANÇA, SÓ EM DEUS!

ESPERANÇA, SÓ EM DEUS!

Em 586 a. C., conforme as diversas profecias do profeta Jeremias avisando ao povo a abandonar a idolatria e rebeldia contra Deus, o exército de Nabucodonozor cercou e invadiu a cidade de Jerusalém. Os muros da cidade, as casas e os edifícios públicos foram incendiados A pior destruição foi o Templo de Jerusalém; o orgulho nacional do povo de Israel. Os que não morreram foram deportados para a Babilônia e apenas um povo pobre ficou na terra. Foi um tempo de tristeza e grande lamento.

O profeta Jeremias, após a destruição total da cidade, passeia por ela e dominado por uma grande tristeza depressiva escreve o livro bíblico de Lamentações. Mesmo diante de uma indescritível dor, o profeta, no capítulo 3 derrama toda sua esperança em Deus. Ele afirma nos versículos 21-24: “Quero trazer à memória o que me pode dar ESPERANÇA. As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade. A minha porção é o Senhor, diz a minha alma; portanto, ESPERAREI nele.”

Jeremias estava consciente que sua esperança só poderia estar em Deus. Ele sabe que a nação pecou e fora rebelde, desafiando o Senhor com suas práticas repugnantes. Jeremias se lembra que a presença de Deus não foi embora por causa da infidelidade do povo. Ele entendeu que o pequeno remanescente que não havia sido destruído, revelava assim a misericórdia e fidelidade de Deus. E se Deus, ainda que pouco, estava agindo, havia esperança.

Alguém definiu que esperança é “crer que o amanhã será melhor que o hoje. E que depois de amanhã será melhor que o amanhã“. Há sempre esperança em Deus para qualquer pessoa em qualquer momento. Toda a Bíblia, a Palavra de Deus foi escrita para que por meio dela o coração conheça e se encha-se do Deus da esperança. Paulo escreveu em Romanos 15.4: “Pois tudo quanto, outrora, foi escrito para o nosso ensino foi escrito, a fim de que, pela paciência e pela consolação das Escrituras, tenhamos esperança.”

Se como Israel, você um dia desviou-se de Deus e perdeu a esperança, volte-se novamente para Ele, agora. Sua vida mudará! E se as tribulações chegaram, alimente sua alma com a Palavra de Deus todos os dias para encher-se de esperança nEle. Toda a dor passará! Confie!

Aprenda a manter sua esperança, só em Deus.

A LÓGICA EM SEGUIR JESUS

A LÓGICA EM SEGUIR JESUS

Em João 6.53 Jesus afirmou: “…Se vocês não comerem a carne do Filho do homem e não beberem o seu sangue, não terão vida em si mesmos.” Essas palavras trouxeram um grande problema para seus ouvintes na sinagoga de Cafarnaum. Eles confundiram o conteúdo espiritual das palavras de Jesus com um conceito de “canibalismo.” No versículo 60 diz que “ao ouvirem isso, muitos dos seus discípulos disseram: “Dura é essa palavra. Quem pode suportá-la?” No versículo 63 Jesus explica: ‭‭“O Espírito dá vida; a carne não produz nada que se aproveite. As palavras que eu disse são espírito e vida.” ‭‭Mas ao ouvirem o discurso de Jesus muitos decidiram o seguinte. O versículo 66 explica que “daquela hora em diante, muitos dos seus discípulos voltaram atrás e deixaram de segui-lo.” Após essa atitude dos supostos discípulos, Jesus nos versículo 67 vira para seus doze discípulos e pergunta: “Vocês também não querem ir?” Mas no Pedro responde no versículo 68-69 : “Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras de vida eterna. Nós cremos e sabemos que és o Santo de Deus”.
Pedro, mais uma vez afirma sua fé de que Jesus não era uma pessoa comum. Para Ele Jesus era Deus, o Messias esperado por Israel e o Salvador do mundo. Ele tinha provas claras e estava convicto em sua fé. Sua observação lógica e sua percepção espiritual de Jesus era o bastante para crer e segui-Lo.
Estudando os Evangelhos de Mateus, Marcos, Lucas e João concluímos de forma lógica que ninguém na história humana…
– fez mais milagres que Jesus;

– ensinou com mais autoridade que Jesus;

– amou de forma mais notável que Jesus;

– sofreu com mais coragem que Jesus;

– reuniu e ensinou multidões mais do que Jesus;

– supriu mais necessidades que Jesus;

– declarou que daria sua vida na morte para salvar os pecadores.
Jesus ressuscitou com provas incontestáveis, subiu aos céus com glória e profetizou sobre o futuro com muita clareza.
Nos últimos 2000 anos é preciso também perguntar:

Quem transformou mais vidas na história do que Jesus?

Quem mais libertou pessoas dos vícios do que Jesus?

Quem mais restaurou casamentos do que Jesus?

Quem mais consolou os corações angustiados do que Jesus?

Que remédio curou mais do que Jesus?

Quem mais mobilizou voluntários para sair do conforto de suas casas para servir tribos indígenas e nações pobres ao redor do mundo do que Jesus?

Quem mais influenciou sociedades em seu nível educacional, econômico, cultural e relacional do que Jesus?

Ninguém pôde fazer mais do que Jesus fez. Só Éle merece toda a nossa confiança e lealdade. Pedro está certo ao afirmar: “Senhor, para quem iremos?” A lógica de Pedro desafia a todos nós. Se Jesus não é o que Ele disse e demonstrou ser, o Ele é um grande mentiroso, ou é o grande Deus, o único e o verdadeiro.

CONFIE NOS PLANOS DE DEUS!

CONFIE NOS PLANOS DE DEUS!

As pessoas estão categorizadas em quatro níveis em relação aos planos para a vida. 1) – Os que não planejam nada. 2) – Os que planejam mas nunca realizam. 3) – Os que planejam e fazem as coisas acontecerem do seu jeito. 4) – Os que buscam a Deus em seus planos e os realizam com Sua anuência e para Sua glória.
Salomão, depois de fazer grandes projetos e empreender como nenhum outro, afirma em Provérbios 21.5: “Os planos do diligente tendem à abundância…” Mas ele mesmo afirma também em Provérbios‬ ‭16.1,3: “Ao homem pertencem os planos do coração, mas do Senhor vem a resposta da boca…Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos.” E mais, em Provérbios 16.20 ele diz: “…o que confia no Senhor, esse é feliz.” Assim, Salomão ensina que devemos planejar, mas todos os nossos planos precisam estar debaixo da total aprovação soberana de Deus.
Quando Israel se encontrava no cativeiro da Babilônia, Deus enviou o profeta Jeremias com uma palavra de conforto. Em Jeremias 29.11 diz: “Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês’, diz o Senhor, ‘planos de fazê-los prosperar e não de causar dano, planos de dar a vocês esperança e um futuro.”

‭‭Podemos e devemos fazer planos, mas precisamos colocá-los diante do Senhor. Por que? Porque os planos dEle a nosso favor são sempre os melhores.

Jim Elliot foi missionário entre os índios Aucas no Equador. Na tentativa de pregar o Evangelho de Jesus a eles, ele e mais quatro missionários foram assassinados brutalmente. Sua esposa, Elisabeth Elliot ao saber da notícia de que seu marido fora morto disse o seguinte: “Quando os nossos planos são interrompidos, os Seus não são. Seus planos vão continuar como previsto, movendo-se sempre com o objetivo de levar-nos a verdadeira maturidade.”
Elisabeth Elliot viveu o suficiente para ver os índios Aucas alcançados por Jesus; viu o índio que assassinou seu marido convertido a Cristo e tornando-se líder espiritual de seu povo. Elisabeth Elliot confiou nos planos de Deus no meio da dor e foi um grande instrumento dEle para ajudar pessoas a confiar em Deus suas vidas e planos. Elas os ensinou que mesmo quando nossos planos não são cumpridos, os planos de Deus são maiores e melhores.

Não sei quais são os seus planos, mas coloque-os diante de Deus. E por mais que eles sejam bons e ainda que tudo possa estar dando errado, confie que Ele tem o melhor e maior para Sua glória e também para sua alegria.

Confie nos planos de Deus!

OS OLHOS DO SENHOR

OS OLHOS DO SENHOR

Em 2 Crônicas‬ ‭16.9 lemos: “Pois os olhos do Senhor estão atentos sobre toda a terra para fortalecer aqueles que lhe dedicam totalmente o coração…”

No contexto desse versículo, Asa era o rei em Jerusalém. No início de seu reinado ele foi invadido por um exército de um milhão de homens da Etiópia. Ele era um jovem e inexperiente rei. Em seu desespero ele clamou ao Senhor por ajuda e libertação, e Ele o respondeu. Os etíopes foram totalmente derrotados. Asa não teve outra guerra até seu trigésimo sexto ano como rei. Ele sabiamente usou as décadas de paz para fortalecer espiritual, econômica e militarmente a nação. Infelizmente, enquanto a nação crescia em força e riqueza, o rei parou de depender de Deus e seu coração não foi mais leal a Ele. E o Senhor sabia disso. Seus olhos conseguiu vasculhar profundamente o coração de Asa, e percebeu que ele não mais O temia e nem o amava.

Os olhos do Senhor também passam sobre cada um de nós. Ele sabe se O amamos e confiamos nEle. Ele está à procura daqueles cuja as motivações, os interesses, os pensamentos, e a vontade são totalmente dEle.
Deus não precisa de nada. Ele não é limitado. Ele é tudo sobre tudo. Mas Ele procura pessoas que não tem outro valor além dEle. Ele responde àqueles que se mantém leal para com Ele. Dr John Piper diz que “Deus está em toda parte, ‘ansioso’ e pronto para ajudar alguém que confia totalmente nEle.” E essa verdade é também encontrada no Salmo 33.18-19: “Eis que os olhos do Senhor estão sobre os que o temem, sobre os que esperam na sua misericórdia, para os livrar da morte, e para mantê-los vivos na fome.”

Deus está ativamente à procura por este tipo de lealdade. E quando Ele encontra pessoas com esse tipo de coração, Ele este se mostra forte e luta por eles. A.B. Simpson afirmou: “Deus não está à procura de personagens extraordinários como seus instrumentos, antes Ele procura os humildes instrumentos por meio dos quais Ele será honrado ao longo dos tempos.”

Se Deus hoje sondar profundamente o seu coração, o que Ele encontrará? Será que Ele verá um coração leal, fiel e dependente dEle? Ou verá arrogância, egoísmo e sabedoria própria?

Não esqueça que os olhos do Senhor estão a todo momento procurando por aqueles que nEle confia, nEle espera e nEle depende.

OBEDEÇA A DEUS! 

OBEDEÇA A DEUS!

“Obedecer” significa observar, acatar, cumprir, executar, seguir e submeter às ordens, desejo e vontade de alguém que está sob autoridade. Não é natural alguém obedecer. Há tendência mais própria é não fazer o que se diz. Carlos Drummond de Andrade afirmou: “A minha vontade é forte, mas a minha disposição de obedecer é fraca.”

Deus é soberano e toda a autoridade. Ele tem o direito e o poder de ordenar, decidir e apontar o caminho. Foi Ele que deu a primeira ordem a Adão, o primeiro ser humano, em Gênesis 2.16-17: “Coma livremente de qualquer árvore do jardim, mas não coma da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela comer, certamente você morrerá”. Mas ao invés de obedecer, Adão O desobedeceu. Em Gênesis 3 temos os detalhes dos resultados da desobediência para toda a raça humana.

A tendência de todos nós é desobedecer a Deus. Nossa inclinação é rebelar-se contra Sua vontade e seguir os próprios desejos e andar em nos próprios caminhos. Não queremos naturalmente amar o que Ele ama, desejar o que Ele deseja e evitar o que Ele ordena. O fracasso em nossa vida, como o foi em Adão, é sempre um resultado direto de nossa teimosia e rebelião contra o que tem Deus ordenado.

Segundo a Bíblia, quando alguém insiste em andar em desobediência a Deus, Ele mesmo o entrega a viver seus próprios caminhos. No Salmo 81.11-12 foi isso que Deus fez a Israel: “Mas o meu povo não quis ouvir-me; Israel não quis obedecer-me. Por isso os entreguei ao seu coração obstinado, para seguirem os seus próprios planos.” E a pior coisa que poderia acontecer com alguém é Deus o deixar em sua própria rebelião. Um homem entregue a seus próprios pecados se auto destrói e só causa tragédias.

Obedecer a Deus é o segredo da paz, alegria, segurança e estabilidade na vida. Em 2 Crônicas‬ ‭24.20 lemos: “…‘Por que vocês desobedecem aos mandamentos do Senhor? Vocês não prosperarão. Já que abandonaram o Senhor, ele os abandonará’.” No Salmo 81.13,16, Deus é imperativo em garantir: “Se o meu povo apenas me ouvisse, se …seguisse os meus caminhos…eu sustentaria…com o melhor…”

‭‭Quem obedece a Deus demonstra e prova a Ele seu amor. Jesus diz em João 14.21: “Quem tem os meus mandamentos e lhes obedece, esse é o que me ama. Aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me revelarei a ele”.”

‭‭O segredo da vida é obedecer a Deus. Os que O Obedecem descobrem o verdadeiro prazer e alegria. Obedecê-Lo precisa ser aprendido até tornar-se um hábito. Dietrich Bonhoeffer disse: “Você só pode aprender o que é a obediência, pela obediência.
Quando você estiver convicto que Deus o ama e que por trás de cada ordem ordem há sempre algo melhor, você jamais discutirá, antes se porá prontamente em obedecê-lo.

Por isso, Ordene diariamente que sua vontade seja fraca e que sua obediência seja forte para com Ele.

Obedeça a Deus!

VIVENDO SEM O CONTROLE

VIVENDO SEM O CONTROLE

De repente, por causa de um simples exame de rotina, as circunstâncias mudam pra sempre na vida de alguém. 
 Você está ali na frente do médico e o rosto dele não é o mesmo de outras vezes; o resultado do exame não é nada bom. Por vezes, uma viagem que estava programada há tempo, não ocorre. Ou ainda, tudo pode está indo bem na viagem até que um acidente provoca uma tragédia.

Circunstância alguma está sob nosso controle; somos limitados; tudo pode mudar num instante; não podemos controlar o que acontece ao nosso redor. Não temos também como controlar o que as pessoas pensam, o que dizem ou fazem. Não podemos controlar nada.

A vida e o ministério do apóstolo Paulo são marcados por adversidades incontroláveis. Por estar fazendo o que o Senhor Jesus o comissionou a fazer, por vezes ele se envolvia em circunstâncias onde ele não tinha qualquer controle. Por exemplo, em Atos 16, após pregar o Evangelho em Filipos, expulsando o espírito de adivinhação de uma moça, ele foi açoitado e preso. Estando preso, ao invés de reclamar ou desesperar, o versículo 25 afirma: “E, perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os outros presos os escutavam.”

Paulo sabia que enquanto ele não tinha controle algum sobre o que lhe aconteceria, contudo Deus o tinha. Paulo, com certeza sabia a verdade do Salmos 30.5: “…O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã.”
Quem vive como Paulo, sem controlar a vida, aprende a confiar no controle soberano de Deus e descansa de que Ele sempre tem uma plano maior e melhor. E é por isso, que quando Paulo estava preso em Roma afirmou em Filipenses 1.12: “Quero que saibam que aquilo que me aconteceu tem, ao contrario, servido para o progresso do evangelho.”

Assim, quando você aprende como Paulo a não viver controlando nem sua vida, nem as circunstâncias dela e nem pessoas, esteja certo que você extirpará não só a ansiedade como crescerá num profundo senso de confiança em Deus. E os que confiam em Deus serão os melhores adoradores, a exemplo de Paulo.

Jerry Bridges afirmou: “Nenhum detalhe de sua vida é demasiado insignificante para a atenção do Pai celestial. Nenhuma circunstância é tão grande que Ele não possa controlá-la”

Não tema viver sem controle. Apenas assegure que o Senhor está no controle total de sua vida. E Se Ele estiver lá, apenas confie e descanse.

ALEGRE-SE!

ALEGRE-SE!

Nada passa desapercebido aos olhos de Deus. Tudo está sob Seu controle. O problema é que quando desconsideramos Deus na regência da vida, circunstâncias desfavoráveis e as que não temos controle podem nos fazer amargos, tristes e murmuradores. Podemos assim deixar nossa alegria ser destruída.
Paulo afirmou em Filipenses 4.4: “Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, alegrai-vos.” Ao afirmar assim, Paulo nos ensina que devemos ter sempre nosso olhos em Deus e não nas circunstâncias. Devemos nos alegrar no Senhor e não nas pessoas ou nas coisas.

Mas será que a alegria mencionada pelo apóstolo Paulo é, de fato possível neste mundo e nos dias de hoje? Como ser alegre quando tudo a nossa volta esta ruindo: valores morais, ética e a estrutura familiar?
Como se alegrar estando desempregado, ou os negócios indo de mal a pior, ou ainda abatido por uma doença grave? É possível alguém ser feliz neste mundo diante das tragédias, fome, guerras, violência, assaltos, arrombamentos, estupros, seqüestro e delinqüência. Como ser alegre com mais de 20 milhões de crianças abandonadas e cerca de 4 milhões de abortos por ano? Como ser alegre diante de tantas doenças, acidentes e mortes?

É importante lembrar que quando Paulo escreveu esse texto ele não estava tomando um café, olhando o Mar Mediterrâneo a partir de uma das ilhas gregas. Ele estava preso em Roma. E sua acusação era por pregar o Evangelho de Jesus. As prisões romanas nem chegam perto de qualquer prisão que conhecemos hoje. Elas eram lugares escuros, fétidos, húmido e desprovido de qualquer conforto. E enquanto Paulo vive a injustiça, sua alma se alegra em Deus. Ele está feliz!

Se nos tornamos infelizes porque as coisas não saem como planejamos ou desejamos, isso apenas revela que nossa visão de Deus está equivocada e que não estamos conscientes de Sua presença e de Seu controle nos detalhes da vida. E mais, quando nos deixamos abater pelas circunstâncias isso aponta para nossa desobediência a ordem de Deus: “alegrai-vos”.
Lewis C.S. Lewis afirmou: “Tudo o que nós chamamos história humana – o dinheiro, a pobreza, a ambição, a guerra, a prostituição, as classes, os impérios, a escravidão – é na verdade a longa e terrível história do homem tentando encontrar algo diferente de Deus, que vai de alguma forma fazê-lo feliz.”

A ordem de Deus não perdeu a validade: “alegre-se nEle!”