QUANDO O MEDO CHEGAR

Medo é o resultado de uma turbulência emocional. Os medos prejudicam a saúde provocando palpitações, tonturas, pânico, depressão, etc. Os medos isolam as pessoas.

No final do dia em que Jesus ressuscitou, o primeiro dia da semana, os discípulos se reuniram. Eles se encontraram para se apoiarem mutuamente. Em João‬ ‭20.19 lemos o episódio: “Ao cair da tarde daquele primeiro dia da semana, estando os discípulos reunidos a portas trancadas, por medo dos judeus, Jesus entrou, pôs-se no meio deles e disse: Paz seja com vocês!” ‬‬‬

Jesus assegura-lhes a paz no meio do medo. Ele ressuscitou. Não havia mais espaço para o medo. Ele conquistou definitivamente a morte. A tranquilidade e a paz voltaram a reinar com a presença de Jesus, e onde Ele está, há paz.

O medo é poderoso. Ele é capaz de travar sua vida. O medo atropela sua fé e aumenta sua incredulidade. O medo arruína, devasta e desmorona sua vida.

Diante de seus medos, o salmista afirmou no Salmo 27.1: “O SENHOR é a minha luz e a minha salvação; de quem terei medo? O SENHOR é a fortaleza da minha vida; a quem temerei?”

Deus não quer que você viva com medo. Existem cerca de 365 passagens na Bíblia com a frase: “Não temas”. Um “não temas” para cada dia de sua vida.

Você está com medo de que ou de quem?

Se você está com medo, como aqueles discípulos estavam, vá a Jesus e peça dEle a paz. Vá a Ele e desfrute de Sua paz. Ele é poderoso para lhe trazer calma, segurança e direção.

Quando o medo chegar, aprenda a ouvir repetidamente a voz de Jesus: “Paz seja com você!”

——————

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/14468978

Anúncios

“REINA O SENHOR!”

Triste da nação cujos os líderes no executivo, legislativo e judiciário usam de seus cargos e função visando outros objetivos que não sejam o bem do povo que lideram.

Há 3000 anos Deus condenou os líderes em Israel, dizendo em Isaías 1.23: “Seus líderes são rebeldes, amigos de ladrões; todos eles amam o suborno e andam atrás de presentes. Eles não defendem os direitos do órfão, e não tomam conhecimento da causa da viúva.” Deus sempre sabe o que está acontecendo com cada nação e cada líder.

Todas as autoridades são constituídas por Deus visando a ordem, o direito e o bem-estar do povo. Paulo declarou em Romanos 13.1 que “…não há autoridade que não venha de Deus…” Assim, todo governante recebe autoridade de Deus e a Ele prestará contas.

Diante da postura dos governantes, devemos sempre nos lembrar das contundentes palavras do salmista no Salmo 146: “Não confiem em príncipes, em meros mortais, incapazes de salvar… Como é feliz aquele cujo auxílio é o Deus de Jacó, cuja esperança está no Senhor, no seu Deus… Ele defende a causa dos oprimidos e dá alimento aos famintos. O Senhor liberta os presos, o Senhor dá vista aos cegos, o Senhor levanta os abatidos, o Senhor ama os justos. O Senhor protege o estrangeiro e sustém o órfão e a viúva, mas frustra o propósito dos ímpios. O Senhor reina para sempre! O teu Deus, ó Sião, reina de geração em geração. Aleluia!”

Lembre-se que acima de tudo e todos está o Senhor. O Salmo 96.10 afirma: “Dizei entre as nações: Reina o Senhor…” Nada lhe foge ao Seu controle soberano.

Lembre-se: você deve orar! Ainda que haja insegurança ao seu redor, confie nEle. Ele é poderoso para manter em paz o seu coração.

Acalme-se! “Reina o Senhor!”

———-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/14459893

MANTENHA O EQUILÍBRIO

Davi afirmou no Salmos 23.6:”…Bondade e misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida.”

Os dias bons e os dias difíceis virão para todos. Haverá momentos em que tudo irá bem, mas haverá dias em que nada poderá ser explicado pela lógica, pela filosofia e muito menos pela teologia.

O que fará a diferença nos dias bons e nos dias difíceis é a visão que se tem de Deus.

Davi recebeu um claro discernimento divino quanto a vida em si. Ele diz no Salmo: “Bondade e misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida.”

Davi estava muito ciente da presença de Deus na sua vida e da necessidade última de Sua bondade e misericórdia nela.

Davi sabia que nem sempre as coisas boas viriam em sua vida. Ele reconhecia que quando tudo estava indo bem, isso revelava a bondade de Deus, mas também sabia que quando a vida estava ruim, a Sua misericórdia se manifestava de forma especial.

Paulo afirma em Romanos 8.28: “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.”

Deus sempre usa tanto o bem como o mal para trabalhar em conjunto na vida de todos os que confiam em Jesus como Senhor e Salvador.

Não há desastres, dilemas, derrotas ou dificuldades que Deus não use para o bem daqueles que O amam.

A vida lhe trará alegrias e dissabores, e em ambos você precisa confiar que Deus está olhando, cuidando e lhe dirigindo em tudo.

Caminhe sempre por fé e nunca pelas circunstâncias, sejam elas boas ou ruins. Confie que o Senhor tem planos e propósitos maiores, melhores e além daqueles que você está vivendo hoje.

Confie em Deus, mantenha o equilíbrio e siga adiante.

———-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/14442898

A AJUDA EFETIVA DE DEUS

Alguns erradamente creem que se deve estar totalmente puros e limpos em suas ações, e sem pecados, antes de se achegarem a Deus. Em Isaías 1.18, Deus diz pela escrita do profeta: “Venham, vamos refletir juntos, diz o Senhor. Embora os seus pecados sejam vermelhos como escarlate, eles se tornarão brancos como a neve; embora sejam rubros como púrpura, como a lã se tornarão.”

Deus não espera que arrumemos e limpemos nada em nossas vidas antes de irmos a Ele, assim como não limpamos a nossa casa e depois contratamos uma faxineira.

O que Deus espera é que você se achegue a Ele como está, suplicando por Sua ajuda, purificação, limpeza e transformação espiritual.

A ajuda efetiva de Deus tem nome: o seu amado Filho, o Senhor Jesus. É por Ele que sua vida é transformada. Ele é o que você definitivamente precisa.

Deus está pronto a transformar e mudar sua vida. Ele deseja lhe purificar e ajudar para que você tenha uma forma diferente de viver. A mudança, a ajuda, o auxílio e a solução vem dEle; vem do alto. O salmista afirmou no Salmos 57.3: “Ele dos céus me envia o seu auxílio e me livra…”

A ajuda efetiva de Deus é para os fracos, abatidos, incapacitados, perdidos, desiludidos e desorientados.

Através da morte e a ressurreição de Jesus, Deus declarou o Seu grande amor por você e agora Ele deseja que você se achegue a Ele com um coração humilde e quebrantado, com palavras de arrependimento e confissão.

Você realmente deseja a ajuda efetiva de Deus em sua vida? Caso sim, entregue-se totalmente a Ele agora, e deixe que Ele conduza sua vida.

Deixe que Deus seja o auxílio e a ajuda que você quer e precisa.

—————-

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/14434183

POR QUE JESUS MORREU NA CRUZ?

Por que Jesus morreu na cruz? Por que Ele se entregou? Qual é o significado de sua morte? Quais as implicações de sua morte na minha vida? Essas são perguntas cruciais.

Paulo fez a seguinte afirmação em Romanos 5.6: “Porque Cristo, quando nós ainda éramos fracos, MORREU a seu tempo pelos ímpios.”

Para entender o significado da morte de Jesus na cruz, também conhecida como A EXPIAÇÃO, precisamos entender o caráter de Deus, a criação de Deus e o pecado humano.

Quanto ao caráter de Deus, Ele é bom. Tudo o que Ele faz é bom. Ele fez tudo bom e o “top” de sua criação é o ser humano. Ele o fez segundo “à sua imagem”.

Ele estabeleceu um relacionamento com ele na base da obediência (Gênesis 2.15-17). Mas o homem resolveu não obedecer a Deus e pecou contra Ele (Gênesis 3). E ao fazer isso ele assumiu assim as consequências de seu pecado no dia a dia e na eternidade.

Por causa de nossos primeiros pais, Adão e Eva”, todos nos tornamos pecadores. Romanos 3.23 diz: “Que todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus.” E porque somos pecadores, escolhemos sempre pelo pecado. Como resultado do pecado todos estamos separados de Deus e caminhamos para a morte e condenação eterna, é o que diz Romanos 6.23: “…pois o salário do pecado é a morte.”

O pecado está impregnado na natureza humana. Ninguém pode se livrar dele. Mas por sua graça e misericórdia, Deus trouxe a solução. Ele enviou ao mundo Seu Filho Jesus. Ele é a única pessoa que viveu nesse mundo sem pecado.

O que Jesus veio fazer nesse mundo? JESUS VEIO AO MUNDO PARA TRAZER-NOS DE VOLTA A DEUS, E ELE PROPICIOU ISSO MORRENDO NA CRUZ, PAGANDO O PREÇO DO PECADO QUE NOS SEPARA DE DEUS.

Jesus é Deus que tornou-se homem. Ele veio ao mundo e na cruz tornou-se o substituto dos pecadores.

Na cruz Jesus pagou o preço de morte para que o homem voltasse a Deus. Ele, sem pecado, morre pelos pecadores. Ele fez a “grande troca”.

A morte de Jesus na cruz é a expressão máxima do grande amor de Deus ao mundo. Na cruz, Jesus recebe a ira de Deus, o silêncio de Deus e o abandono de Deus, para que todos aqueles que nEle crer possam ter o retorno a Deus, a plena comunicação com Deus e a intimidade com Deus.

Ele foi a cruz voluntariamente. Ele substitui o pecador. Ali Ele sofre a dor, a vergonha e o pavor com morte cruel, para disponibilizar aqueles que creem, o retorno a Deus Pai.

Jesus fez o sacrifício final. Ele diz em João 19.30: “Está consumado”.

Assim, não há como você chegar a Deus por si só, por suas obras, por sua religião ou por seu esforço. Deus não aceita outra obra a não ser a de Seu filho Jesus na cruz.

Por isso, pare de tentar fazer algo, arrependa-se dos seus pecados e creia que Jesus morreu na cruz por você. É isso que transformará sua vida. E é só isso que salvará sua alma!

QUANDO DEUS SE ENTRISTECE

Em Lucas 19.41 Jesus chegou à cidade de Jerusalém e “…vendo-a chorou…” Jesus chora! Seu choro é um choro compulsivo e em soluços.

Jesus não chora por si. Ele já sabia que ao entrar em Jerusalém Ele seria o “Cordeiro de Deus” que tiraria o pecado, expiando-o na cruz para providenciar salvação eterna para pecadores arrependidos.

Jesus chora porque nos próximos dias e num futuro próximo, muitas coisas tristes aconteceriam ao povo e a cidade.

Jesus chora também porque sabia que as pessoas inconstantes que cantariam “Hosana!” — que significa “salve, agora” — logo estariam gritando: “Crucifica-O!”

Ele chora porque sabia que um de Seus discípulos Judas, O trairia; que outro discípulo, Pedro, O negaria; que Caifás, o sumo sacerdote, conspiraria com Pilatos, o governador romano, para matá-Lo.

Jesus chora porque está ciente do futuro da cidade, porque cerca de 40 anos ela estaria destruída pelas mãos do Imperador Tito e suas legiões romanas, levando milhares de judeus à morte.

Na verdade, o choro de Jesus é devido à rejeição espiritual e à incredulidade do povo que habitava Jerusalém.

Jesus chora porque o povo perderia a maior e única oportunidade de suas vidas. Ele diz em Lucas 19.42,44: “Ah! Se conheceras por ti mesma, ainda hoje, o que é devido à paz!… porque não reconheceste a oportunidade da tua visitação.”

Rejeição e descrença são os dois componentes que partiram o coração de Jesus. Por quê? Porque Ele já conseguia ver as consequências de um coração fechado para Deus.

Deus o criou para que você viva para Ele e com Ele. O Seu coração se entristece quando você O rejeita e O ignora. Ele se entristece porque sabe que sem Ele, sua vida não tem nenhuma razão de ser e as consequências de sua rejeição a Ele serão inevitáveis em sua vida.

Para você ouvir esse conteúdo click no link abaixo:

https://www.spreaker.com/episode/14410000

O ESSENCIAL DA VIDA

No livro de Eclesiastes, Salomão começou a pesquisar e escrever sobre os propósitos da vida.

Ao fazê-lo ele diz em Eclesiastes 1.14: “Tenho visto tudo o que é feito debaixo do sol; tudo é inútil, é correr atrás do vento!”

Salomão começou sua busca pelos propósitos da vida através da sabedoria, educação e do conhecimento.

Apesar de uma educação fantástica, no entanto, ele ainda tinha um grande vazio em sua vida. Ele afirma em Eclesiastes 1.17: “Por isso me esforcei para compreender a sabedoria, bem como a loucura e a insensatez, mas aprendi que isso também é correr atrás do vento.”

A busca acadêmica não satisfez Salomão, então ele decidiu sair para festas em busca de alegria. Ele afirma em Eclesiastes 2.2: “Concluí que o rir é loucura, e a alegria de nada vale.”

Continuando em Eclesiastes 2, Salomão em sua busca, tornou-se um conhecedor de vinhos, lançou-se em fazer grandes construções e fez vários investimentos e por fim ficou famoso. Mas no versículo 11 ele resume, dizendo: “Contudo, quando avaliei tudo o que as minhas mãos haviam feito e o trabalho que eu tanto me esforçara para realizar, percebi que tudo foi inútil, foi correr atrás do vento; não há nenhum proveito no que se faz debaixo do sol.”

Em Eclesiastes 12.13 Salomão então resume a busca do propósito da vida dizendo o seguinte: “Agora que já se ouviu tudo, aqui está a conclusão: Tema a Deus e obedeça aos seus mandamentos, porque isso é o essencial para o homem.”

Assim sendo, fica a dica: você não precisa desperdiçar sua vida e entrar pelas mesmas tolices e erros de Salomão. Basta decidir colocar Deus no centro dela, temendo-o e obedecendo-o, porque como conclui Salomão: “…isso é o essencial para o homem.”

Para ouvir esse conteúdo click no link abaixo…

https://www.spreaker.com/episode/14398630