DEUS É BOM!

DEUS É BOM!

Em Naum 1.7 o profeta afirma: “O SENHOR é bom, um refúgio em tempos de angústia. Ele protege os que nele confiam.”

 Ao dizer que “Deus é bom”, a Bíblia afirma que Sua natureza e ações são boas. A bondade de Deus não se expressa necessariamente barrando os problemas e lutas – por vezes Ele o faz – mas dando as devidas condições para se passar por elas, sempre apresentado um propósito melhor, mais amplo e um escape no final das dificuldades.

Um exemplo claro da bondade de Deus no meio das dores é visto no livro de Daniel, através da vida de quatro jovens que foram deportados para a Babilônia: Daniel, Ananias, Misael e Azarias. Na Babilônia eles tiveram seus nomes mudados, passaram por uma lavagem cerebral, foram forçados a aprender a língua, a cultura babilônica e participarem de uma nova dieta alimentícia com o objetivo de serem preparados para no futuro assumirem postos de liderança na Babilônia. Enquanto estes sofriam nessa condição, as convicções espirituais deles não havia mudado em nada. Eles não se contaminaram com a vida na Babilônia. E mesmo estando numa situação difícil e desagradável, ao invés de reclamarem e se amargarem, eles confiaram em Deus, e Sua bondade foi a eles manifestada. Daniel e seus amigos, devido a bondosa mão de Deus, assumiram posições estratégicas na Babilônia e depois no reino Medo-Persa, simplesmente porque mantiveram a confiança na plena e graciosa bondade de Deus.

Quando as coisas estão indo bem em sua vida é difícil você não acreditar que Deus é bom. Mas se a vida toma um rumo ruim e algo devastador acontece, você pode começar a perguntar: “Como poderia um Deus bom permitir tudo isso?” O problema é que erradamente definimos a bondade de Deus com base nas circunstâncias e não no que a Palavra de dEle afirma sobre Sua bondade.

Devemos crer que Deus é bom quando tudo está bom ou ruim. A soberania de Deus sobre tudo e todos nos inspire a seguir crendo e reafirmando a bondade de Deus. Foi isso que Daniel e seus amigos fizeram. Eles criam que Deus estava no controle do mal e Sua bondade era real mesmo estando eles distantes de seus pais, amigos e pátria.

Daniel e seus amigos decidiram olhar e confiar na bondade de Deus e não para as circunstâncias. Caso o tivessem feito eles se manteriam confusos, desanimados, desencorajados, desiludidos, irritados e amargos. Mas eles confiaram na bondade de Deus.

Deus é bom! E para viver essa bondade de Deus na vida é preciso confiar nEle. É preciso fé. Fé na plena soberania de Deus. Os que assim o fazem, um dia terão oportunidade de olhar para trás e dizer: “Oh Deus, Tu és bom e fiel a mim…louvado seja o Teu nome.”

Creia plenamente na verdade do Salmos 118.68: Tu és bom, e o que fazes é bom…” Confie! Essa atitude mudará sua vida!