A NOITE DE JACÓ

A NOITE DE JACÓ

Os capítulos 25 a 50 de Gênesis contam a história de Jacó. Jacó é filho de Isaque e Rebeca, neto de Abraão, irmão gêmeos de Esaú e o responsável direto para formação do povo e do estado judeu.

Em Gênesis 27, Jacó foge para a casa de seu tio materno, Labão, por ter sido jurado de morte por seu irmão Esaú. O problema da fuga foi porque Jacó roubara a benção de primogenitura que por direito pertencia a Esaú.

Em Gênesis 28, Jacó teve um encontro pessoal com Deus. Em Gênesis 29-30, ele chega a casa de seu tio, constitui ali uma grande família e torna-se próspero. Em Gênesis 31, depois de vinte cinco anos com Labão, Deus ordena que Jacó volte a terra de seu nascimento.

Em Gênesis 32, ao regressar, Jacó manda avisar a seu irmão Esaú que estava de retorno. E para sua surpresa, ele ouve que Esaú estava vindo encontra-lo com quatrocentos homens. Ao receber a notícia, Jacó foi tomado por um grande medo e aflição porque se lembrara de seu erro do passado.

Diante de sua ansiedade, achando que Esaú viria para mata-lo e destruí-lo, em Gênesis 31.9-11 Jacó ora a Deus dizendo: “ …Deus de meu pai Abraão e Deus de meu pai Isaque, ó Senhor, que me disseste: torna à tua terra e a tua parentela, e te farei bem…livra-me das mãos de meu irmão Esaú, porque eu o temo…” Naquela noite, a “noite de Jacó”, depois de passar toda sua família pelo vau de Jaboque, Jacó fica a sós com Deus. Ele expõe ali toda suas ansiedades e luta com Ele. E antes de raiar o dia sua vida havia sido transformada. E em Gênesis 33 ele e Esaú se reencontram e miraculosamente se reconciliam.

Todos nós, passaremos pela “noite de Jacó”. “Noite te Jacó” são aqueles momentos de profundas incertezas, indefinições, aflições, dores e angústias quando nos encontramos com Deus e somos transformados por Ele.

Nesse dia iremos sem reservas a Deus. Reconhecendo nossas fraquezas e dependeremos dEle e de sua intervenção sobrenatural e graciosa em nossas vidas.

Assim, se a “noite de Jacó” chegou em sua vida, não demore, vá correndo direto para o Senhor e experimente tudo aquilo que Jacó experimentou. Você pode ter o mesmo final de Jacó, se você fizer o que ele fez e orar como ele orou, dizendo: “…livra-me…porque temo”.

E não se esqueça, o livramento e as bênçãos são recursos disponíveis somente para aqueles que tem em Deus a sua ÚNICA esperança.

Um comentário em “A NOITE DE JACÓ

  1. Amem Pastor Roberto.

    Em muitos momentos o que nos falta é o quebrantamento, chorar aos pés do SENHOR e LHE dizer o quanto O AMAMOS.

    É O MOMENTO DE PROFUNDA CONTRIÇÃO, MOMENTO EM QUE SE ESTREITA NOSSA COMUNHÃO COM O PAI, QUE SEMPRE QUER O MELHOR PARA TODOS NÓS.

    Forte e saudoso abraço, SHALOM.

Os comentários estão fechados.