ENFRENTANDO AS PROVAÇÕES

ENFRENTANDO AS PROVAÇÕES

O ônibus espacial foi a mais potente máquina inventada pelo homem com o objetivo de lançar satélites no espaço e dar manutenção aos já existentes. As placas que foram usadas pela NASA no “nariz” do ônibus espacial foram submetidos a todos os tipos severos de testes. O objetivo desses testes não era destruir as placas, mas provar o seu valor.

Deus, como nosso Criador, com um objetivo espiritual, nos permite passar por várias provações. Seu objetivo nunca é destruir-nos, mas provar-nos. Em Tiago 1.2,3 lemos: “Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança.”

Ninguém está dizendo que as provações são fáceis ou que somos fortes o suficiente para lidar com elas. A questão é que todas as dificuldades sempre nos levam a lugares mais altos e sólidos na vida. Elas ocupam um papel importante no desenvolvimento de nosso caráter espiritual.

Deus mesmo não excluiu Jesus, Seu Filho amado, da provação. O livro de Hebreus nos conta os detalhes dos sofrimentos de Cristo. Em 2.18 lemos: “Pois, naquilo que ele mesmo sofreu, tendo sido tentado, é poderoso para socorrer os que são tentados.” Em 5.8 somos lembrados que,  “embora sendo Filho, aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu”

Somos ensinados na Bíblia sobre o valor da provação. Em Gênesis 22  Abraão é colocado a prova pelo próprio Deus. Deus queria testá-lo sobre o amor e fidelidade a Ele. Assim, pediu que oferecesse em sacrifício o filho Isaque, a quem tanto esperou e amava. Abraão passou no teste. Deus não permitiu o sacrifício. Abraão é reconhecido não só por sua fé em Deus, mas porque ele O amou mais do que qualquer outro tesouro nessa terra; mais que seu próprio filho.

Deus também provou fortemente a Jó. Deus autorizou Satanás a tirar tudo o que ele tinha. Jó perdeu sua fortuna, família, amigos e o apoio de sua esposa. E diante de sua provação ele afirma: “Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou; bendito seja o nome do SENHOR!” (Jó 1.21)

A questão diante das provações está ligada a atitude. Por causa da dor que a provação traz, rancor, amargor, ódio, ira, e desânimo podem abater sobre a pessoa. Tiago diz  que devemos passar pelos testes da vida com “alegria.” “Alegria” não significa festa, gargalhada ou fazer piada dos problemas. “Alegria” diante das provações significa confiar em Deus que há um bom resultado no final dos testes. As tribulações trarão compensações espirituais. Depois da provação haverá uma maior “musculatura” espiritual. E esse deve ser o motivo final da alegria.

Se você está passando por momentos difíceis, peça ao Senhor graça, força e sabedoria. Ao mesmo tempo, enfrente-a com alegria e confiança em Deus, lembrando sempre que algo de bom está por vir.