AME!

AME!

O egoísmo é real e triste. Ward B Henry afirmou: “Nenhum homem é mais enganado do que o homem egoísta.” Pensemos sobre um bebê. Ele por natureza é egoísta. Ele pensa em si e em suas necessidades. Ele é incapaz de dar; ele pensa antes em receber. Isso é um pensamento imaturo. Infelizmente, muitos de nós não crescemos além do pensamento de um bebê.

Por causa da realidade do egoísmo nunca é demais falar sobre o amor. Jesus ordenou em João 15.12: O meu mandamento é este: amem-se uns aos outros como eu os amei.”

Em João 15.9 Jesus também disse: “Como o Pai me amou, também eu vos amei; permanecei no meu amor.” Jesus nesse texto explica a lógica espiritual do amor: o Pai ama o Filho. O Filho ama aos que lhe pertencem. O Pai e o Filho amam. O amor é de origem divina. Assim, para que se permaneça no amor é necessário estar ligado ao Pai e ao Filho. Eles são a origem e a fonte do amor.

Em João 3.16 lemos: “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” Jesus é o presente de Deus para a humanidade. Ele é a demonstração do amor de Deus. Ele veio ao mundo para morrer na cruz pelos pecadores, com o fim de que todos nós voltemos a um relacionamento com Deus através da confissão dos nossos pecados para que sejamos libertos de uma vez por toda de nosso orgulho e egoísmo. É recebendo o amor de Deus em Jesus que tornamos capacitados para amar.

Jesus também afirmou em Marcos 12.31: “…Amarás o teu próximo como a ti mesmo.” Segundo Ele amar é tudo! A fé, a ortodoxia, a teologia, a doutrina, o conhecimento, a habilidade, a capacidade e todo dom que não conduz pessoas a amar, não serve para nada. É por isso que em 1 João 4.8 somos advertidos: “Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor.”

O amor está em falta. Ele está em falta não porque ele não exista. Em 1 João 4.16 a Bíblia diz “Deus é amor” . Não está faltando amor no universo. O que está faltando são pessoas cheias do amor de Deus para reparti-lo a outros.

Amar é algo revolucionário! Andrew Murray afirmou: “Um verdadeiro avivamento significa nada menos do que uma revolução. Expulsa-se o espírito de mundanismo e egoísmo, e faz do amor de Deus um trunfo no coração e na vida.”

Assim, que nesse dia você possa confessar o seu egoísmo a Deus e receber o Seu amor que está em Jesus Cristo. Quando você assim o fizer sua vida se tornará um canal do amor dEle para tantas outras pessoas que precisam.