ADMINISTRADORES DA VIDA

ADMINISTRADORES DA VIDA

Infelizmente esquecemos que tudo o que temos e somos pertencem a Deus. Davi afirma no Salmo 24.1: “Ao SENHOR pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam.” Paulo escreveu em Romanos 11.36: “Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém!” 

A falta de conhecimento de que tudo pertence a Deus, cria em cada um de nós um falso conceito de posse. Isso é algo muito perigoso. Quando acreditamos que somos donos de tudo o que temos, faremos também de tudo para ter mais, controlar o que pudermos, e buscaremos com unhas e dentes impedir que algo se perca. 

E o que essa visão de posse pode fazer com vida? Ela pode trazer muitos estragos. Os que acreditam que são possuidores sofrem por demasiado com a perda de algo; sentem demasiadamente o fracasso; se consomem profundamente quando o planejado não ocorre; frustram-se demais; se estressam demais; e o pior, se decepcionam demais consigo mesmos, com pessoas, e infelizmente, com o próprio Deus. 

Mas quando se está ciente de que a vida e tudo o que ela proporciona é apenas um comodato divino, abre-se então uma maravilhosa oportunidade para a gratidão, o contentamento e a generosidade. Crer que Deus é o dono de tudo, faz com que sejamos mais conscientes e competentes em nossa missão de vida. 

O segredo é viver constantemente a lembrança de que não somos donos de nada, apenas administradores do que dEle temos recebido. Isso significa que somos apenas administradores da vida, da saúde, das habilidades e das capacidades. Somos administradores do cônjuge, dos filhos e da família. Somos administradores de empresas, do emprego, dos recursos, bens, dinheiro e tempo. Somos meros administradores.

Os administradores da vida agem como Davi, quando doou boa parte de seus recursos financeiros e bens para a construção do Templo de Jerusalém. Davi ao doar afirma o seguinte em 1 Crônicas 29.11,12,14: “Teu, SENHOR, é o poder, a grandeza, a honra, a vitória e a majestade; porque teu é tudo quanto há nos céus e na terra; teu, SENHOR, é o reino, e tu te exaltaste por chefe sobre todos. Riquezas e glória vêm de ti, tu dominas sobre tudo, na tua mão há força e poder; contigo está o engrandecer e a tudo dar força… Porque quem sou eu, e quem é o meu povo para que pudéssemos dar voluntariamente estas coisas? Porque tudo vem de ti, e das tuas mãos Lhe damos.”

O incrível de tudo é que os administradores da vida sabem lidar melhor com as perdas. Eles têm sempre um coração resignado e grato porque entendem que o Senhor não somente é o dono, mas é também soberano sobre tudo. Ele age conforme Sua perfeita vontade. Essa foi a postura de Jó quando perdeu seus filhos e todos os seus bens. Ele diz em Jó 1.21: “…Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou; bendito seja o nome do SENHOR!”

A vida de cada um de nós será bem mais tranquila e em paz quando entendermos que tudo o que temos, somos e nos tornamos é apenas uma dádiva de Deus, não para ser possuída, controlada ou deificada (endeusada), mas um meio, uma forma onde Ele será mais conhecido, mais glorificado, mais honrado e mais adorado.

Não possua! Administre!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s