CONTROLE “ZERO”

CONTROLE “ZERO”

Somos frágeis e fracos, mas não gostamos muito de admitir isso. Na verdade a nossa suposta demonstração de força apenas reflete a luta interna para reconhecer a nossa própria fraqueza.

Temos pouquíssimo controle sobre pessoas, circunstâncias da vida e nós mesmos. Podemos controlar o cabelo que cai da cabeça? Podemos controlar a reação das pessoas ao nosso redor? Podemos controlar a doença? Podemos controlar a morte? Do menor ao maior, não temos controle daquilo que expõe nossa fraqueza.

Quando Jesus estava na cruz, Ele falou pouco. A sua dor era insuportável. Mas antes de morrer Ele disse algo impressionante: “…Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito…” (Lucas 23.46). Em seu último suspiro Jesus ora confiante entregando sua vida. Aquele que entregava ao Pai o seu dia a dia, agora entrega de vez, em oração, sua vida.

O apóstolo Pedro ao confortar os cristãos que estavam em forte perseguição encoraja-os dizendo: lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.” (1 Pedro 5.7).

E essa deve ser nossa postura no meio do incontrolável. Devemos aprender a entregar nas mãos de Deus e lançar sobre Ele o que cansa, o que pesa, o que afligi, o que desespera, o que causa a ansiedade.

Muitos nesse dia buscarão controlar o incontrolável. Culparão pessoas e circunstâncias; manter-se-ão amargos. Tudo porque não reconhecem que são fracos e precisam desesperadamente do Senhor.

Tem algum controle “zero” em sua vida hoje? Independente do que seja, apresente em oração diante do Senhor aquilo que está apertando o seu coração.

Entregue a Ele e faça muito bem a sua parte. Peça sabedoria para enfrentar; peça por pessoas certas em seu caminho; peça uma direção; peça por paz e calma em sua alma; peça por força. Não se acanhe em pedir e colocar diante do Senhor.

Quando o controle “zero” chega em sua vida, entregue à Aquele que tem todo o controle.

Um comentário em “CONTROLE “ZERO”

  1. Olá Pastor Roberto, tudo bem?
    Edificante palavra, muito atual para minha vida. Nos leva a render-nos diante DAQUELE que pode todas as coisas, principalmente em momentos que “perdemos o controle”, na verdade nunca temos este controle absoluto que pensamos ter, e em momentos até sentimos uma segurança em nós mesmos, que se mostra, “virtual”, quando o controle chega a zero. Obrigado pelo pastoreio, faz toda diferença para mim, Abraço, Shalom.

Os comentários estão fechados.