UMA VIDA ÍNTEGRA

UMA VIDA ÍNTEGRA

Os vários escândalos financeiros e a corrupção que o Brasil vive, em especial no caso da Petrobrás, nos leva a indagar: será que realmente compensa viver uma vida íntegra?

A palavra “integridade” vem do latim “integritate” que significa “inteiro”. Na prática uma “pessoa íntegra” é aquela que não divide sua vida. A realidade pessoal, profissional, familiar, financeira, sexual e social faz parte do todo de seu viver.

Não basta conhecer definições, frases, estudos, conceitos, histórias e ensinos sobre integridade. O que vale mesmo é viver de forma íntegra.

Os que vivem de forma íntegra são pessoas sólidas e firmes. Elas se mantém coesas no meio dos momentos difíceis. Eles são fortes para dizer “não” ao que é corrupto, mentiroso e escuso. Elas sabem que a melhor coisa da vida é viver com a consciência pura e limpa diante de Deus e das pessoas.

Foi assim que Paulo se esforçou em viver: Ele diz em 2 Coríntios 1.12: “Porque a nossa glória é esta: o testemunho da nossa consciência, de que, com santidade e sinceridade de Deus, não com sabedoria humana, mas, na graça divina, temos vivido no mundo e mais especialmente para convosco.”

Ser íntegro não significa ser perfeito. Ser íntegro significa fazer o que é certo. Se perfeição fosse o padrão de integridade, ninguém o seria. Todos tropeçamos em alguma coisa.

A hipocrisia é o grande inimigo da integridade. Somos hipócritas quando sabemos a verdade e não a praticamos; quando dizemos e não fazemos; quando aparentamos ser o que não somos.

Lembre-se: a falta de integridade o(a) deixa vulnerável a Satanás e ao mal. Quando você começa a dividir sua vida em pedaços sua integridade já foi embora.

Compensa sim viver uma vida íntegra! Vale a pena viver com uma consciência pura e limpa nesse mundo diante de Deus e dos homens como Paulo viveu.

A pessoa íntegra não receia que as pessoas vejam por fora o que acontece por dentro.

Seja íntegro(a)!