UMA COMUNICAÇÃO SADIA

UMA COMUNICAÇÃO SADIA

No mundo em que vivemos é de extrema importância aprender a se comunicar bem. Aquele que sabe se expressar de uma maneira objetiva e clara, será capaz de influenciar novas ideias, convencer e liderar pessoas.

Contudo, comunicar-se bem não é sinônimo de falar demais. Há uma confusão sobre tudo isso. E por não saber diferenciar esses dois, muitos problemas ocorrem na família, no emprego e nos relacionamentos.

A Bíblia tem muito a ensinar sobre uma comunicação sadia. Salomão afirma em Provérbios 10.19: No muito falar não falta transgressão, mas o que modera os lábios é prudente.” Em Provérbios 13.3 lemos: “O que guarda a boca conserva a sua alma, mas o que muito abre os lábios a si mesmo se arruína.” E ainda em Eclesiastes 5.3 somos lembrados: “…quanto mais você falar, mais tolice dirá.”

Em resumo, o que se aprende nesses simples versículos é que quando as pessoas falam elas revelam quem são. Os que falam demais pecam, arruínam suas próprias vidas, e acima de tudo são vistas como orgulhosas, inconvenientes, tolas, ignorantes e “chatas”.

Enquanto a Bíblia deflagra o problema de uma má comunicação, ela também aponta a solução para uma comunicação sadia.

O primeiro princípio para uma comunicação sadia é OUVIR MAIS.

Em Provérbios 18.13 lemos: Responder antes de ouvir é estultícia e vergonha.” Salomão afirma em Eclesiastes 9.17: “É melhor ouvir as palavras calmas de uma pessoa sábia do que os gritos de um líder numa reunião de tolos.” E somos ainda exortados em Tiago 1.19: “…Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar…”

O segundo princípio para uma comunicação sadia é MANTER SILÊNCIO.

Salomão nos ensina em Eclesiastes 3.7 que há “…tempo de estar calado e tempo de falar.” Manter-se calado é algo tão sério que em Provérbios 17.28 afirma: Até o estulto, quando se cala, é tido por sábio, e o que cerra os lábios, por sábio.” E o próprio Senhor Jesus dá seu próprio exemplo diante das acusações infundadas de seus algozes em Mateus 26.63: “Jesus, porém, guardou silêncio…”

Assim sendo, pergunte para você mesmo: a minha comunicação é sadia? Estou me educando para falar na hora certa, ouvir mais e guardar o silêncio quando precisa?

Alguém afirmou sabiamente: “O homem comum fala, o sábio escuta e o tolo discute.”