CONHECENDO O AMOR

CONHECENDO O AMOR

Em 1 João 3.16  lemos: “Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a sua vida por nós; e devemos dar nossa vida pelos irmãos.” Esse versículo diz muitas verdades sobre o amor em poucas palavras.

Primeiro o versículo DEFINE o amor como um ato de “dar”. O texto diz: “Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu…” O amor é o componente que tira o indivíduo de si mesmo e o leva em direção ao outro. E foi assim que Jesus fez. Ele se deu saindo dos céus; Ele se deu vivendo entre nós e assumindo nossa humanidade. Jesus nos ensina que o amor eficaz e que realiza, é aquele que vai em direção ao outro dando e doando.

Em segundo lugar o versículo EXPLICA que o amor é expresso num ato de “dar” de forma sacrificial. O texto diz: “…Cristo deu a sua vida por nós…” O que significa essa frase? Essa frase revela que Jesus DEMONSTROU o amor de forma extrema: Ele deu sua vida na cruz para pagar o preço dos nossos pecados. Daí dá para entender quão grande são os nosso pecados e quão grande foi o amor de Jesus que O levou a tão grande sacrifício. Paulo expressa a mesma verdade em Romanos 5.8 ao afirmar: “Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores.” Assim, não adianta dizer que ama e não demonstra amor de forma extrema. O amor sempre quer o bem do outro, mas corre todos os riscos para que o outro fique bem, ainda que os interesses e desejos se tornem nulos, desprezados e “morto” a favor do bem do outro.

Em terceiro o versículo APLICA o amor. O texto termina dizendo: “ e devemos dar nossa vida pelos irmãos.” Ao olhar para o grande amor de Cristo dando sua vida por nossos pecados, não devemos contemplar e ficar boquiabertos, chocados ou maravilhados. Não! Devemos FAZER O MESMO. Devemos agir da mesma maneira; devemos estar prontos a “…dar nossa vida…” O amor não pode ficar no discurso, no papel, na contemplação. O amor precisa amar. O amor precisa focar intensamente no outro.

Essas verdades não são utópicas. Elas podem ser vivenciadas dia a dia. Para viver o amor é preciso receber o amor de Deus. É preciso aceitar o que Jesus fez por você naquela cruz. É o poder de Deus, e não o seu esforço, que lhe dará as condições para amar no mesmo nível.

Quando o amor de Jesus é praticado as pessoas começam a crer no sobrenatural. Porque o mais difícil na vida não é uma cura física, o mais difícil é destruir o egoísmo de uma vida.