LIDANDO COM OS CONFLITOS

Há uma tendência humana aos conflitos. A verdade é que onde há pessoas os conflitos se multiplicam.

Em Tiago 4.1-3 somos norteados sobre a realidade, a origem e a solução dos conflitos: “De onde vêm as guerras e contendas que há entre vocês? Não vêm das paixões que guerreiam dentro de vocês? Vocês cobiçam coisas, e não as têm; matam e invejam, mas não conseguem obter o que desejam. Vocês vivem a lutar e a fazer guerras. Não têm, porque não pedem. Quando pedem, não recebem, pois pedem por motivos errados, para gastar em seus prazeres.”

Quando Tiago escrevia essa carta, ele se preocupava que a comunidade cristã judaica espalhada pelo mundo aprendesse a viver sem conflitos.

Enquanto Tiago descreve a realidade dos conflitos, ele também revela a origem deles. Ele diz: “De onde vêm as guerras e contendas que há entre vocês? Não vêm das paixões que guerreiam dentro de vocês?

A fonte de todos os conflitos tem sua origem no coração humano. Os conflitos começam dentro de cada um de nós. O orgulho busca o poder, que gera o ressentimento, que gera a impaciência, que gera o conflito verbal ou físico.

Tiago conclui com uma lógica básica: “Vocês cobiçam coisas, e não as têm; matam e invejam, mas não conseguem obter o que desejam. Vocês vivem a lutar e a fazer guerras…” Assim, nossos conflitos são gerados em cada um de nós na busca de querer “ser” e querer “ter”. E nessa busca de identidade e segurança somos capazes de tudo.

Tiago também aponta a solução para os conflitos. Ele diz: “…Vocês…não têm, porque não pedem. Quando pedem, não recebem, pois pedem por motivos errados, para gastar em seus prazeres.”

O remédio para o conflito encontra-se na oracão. Temos que buscar a Deus quanto aos nossos desejos. Deus responde todas as orações. Ele só não responde orações egoístas; orações cujo o foco não é Sua glória mas o ego de quem ora.

Talvez você esteja em conflito com alguém. Talvez “coisas” se tornaram mais importante para você do que Deus e a pessoa envolvida. Isso está muito errado! Por isso, aprenda a colocar tudo diante de Deus em oração e peça para que Ele sonde profundamente as motivações do seu coração.

Antes de obter “coisas”, aprenda a cultivar um verdadeiro espírito de devoção e contentamento. A aprenda a viver o que Jesus ensinou em Mateus 6.33: “Buscai em primeiro lugar o reino de Deus, e as demais coisas serão acrescentadas.”

Lembre-se: se o seu coração ama mais as “coisas” do que Deus e gente, o que lhe espera pela frente é muito conflito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s