VIVENDO A VERDADE

VIVENDO A VERDADE

Em 2 João 1.2-4 lemos: “A graça, a misericórdia e a paz, da parte de Deus Pai e de Jesus Cristo, o Filho do Pai, serão conosco em VERDADE e amor. Fiquei sobremodo alegre em ter encontrado dentre os teus filhos os que andam na VERDADE, de acordo com o mandamento que recebemos da parte do Pai.”

Sem exceção, todos somos definidos pelo que rejeitamos tanto quanto pelo o que aceitamos. Há muita gente de “mente aberta” que estão apenas com “cabeças vazias”. É aconselhável manter uma “mente aberta” sobre muitas coisas, mas nunca se deve manter uma “mente aberta” para com a mentira. É preciso estar aberto à VERDADE.

Bill Muehlenberg afirmou: “Vivemos numa cultura decadente onde a verdade é um enorme problema. A ideia de que a verdade é algo absoluto é rejeitada pela grande maioria das pessoas. Na verdade o preto e o branco foi substituído por noventa e nove tons de cinza.”

É necessário dizer “sim” a todas as coisas certas, mas é preciso também dizer “não” para tudo o que é falso e mal. É preciso rejeitar o que é dúbio, ilegal e imoral.

João, no texto lido, enfatiza a VERDADE. O que ele ensina é que unidade dos cristãos não advém de relacionamentos sociais, da compatibilidade política ou da defesa sobre temas como moral e família. O que une os cristãos é a VERDADE. Toda a VERDADE exposta na Palavra de Deus.

A VERDADE para cristão é muito importante. O cristão verdadeiro não abre mão e não negocia as VERDADES ensinadas pela Palavra de Deus. Ele não abre mão delas por causa de qualquer conveniência. A VERDADE para ele sempre é a VERDADE.

Mas isso não pode soar como radicalismo ou extremismo? Não! Estamos tão frouxos quanto aos valores e princípios que qualquer posicionamento sério e destemido soa como arrogância.

Defender a VERDADE não é ser arrogante, intolerante, sem amor, ou “homo” alguma coisa. Defender a VERDADE significa não transigir com o erro, com o falso, com o herético ou com qualquer ensino que não tenha seu fundamento definido pela Palavra Deus.

Mas a VERDADE precisa ser vivida e expressada em amor. João fala no texto sobre a “…VERDADE e amor.” – Ralph Cudworth afirmou: “Verdade e amor são as duas coisas mais poderosas do mundo, e quando ambas andam juntas elas nunca podem ser facilmente resistidas.”

Quem não aceita a VERDADE, facilmente se torna uma presa dos falsos e mentirosos, e pior, em qualquer tempo pode se tornar um deles.

Nada descansa mais a alma do que uma consciência pura, advinda do pensar e do praticar a VERDADE.

Viva a verdade!