A TENTAÇÃO

A TENTAÇÃO

Marco Antônio foi um brilhante estadista, cheio de qualidades. Ele foi magnífico no combate, corajoso e forte. Além de tudo, tinha boa aparência. Mas Marco Antônio possuía, no entanto, uma falha muito vulnerável: a fraqueza moral. Seu tutor chegou a gritar em sua face: “Oh, Marco, oh, criança extraordinária! Capaz de conquistar o mundo, mas incapaz de resistir a uma tentação.”

“Tentação” é “um impulso que conduz a uma prática censurável por Deus.” Ela pode se apresentar pela lúxuria, pela fofoca, roubo, mentira, orgulho, ressentimento, vaidade etc.

A tentação pode ser resistida e vencida. A Bíblia ensina em 1 Coríntios 10.31: “Não vos sobreveio tentação que não fosse humana

É preciso lembrar que há uma diferença entre provação e tentação. Provação é um conjunto de dificuldades ou sofrimentos que chegam inesperadamente cujo propósito final é testar a fé. Ela vem permitida pelo Senhor e é usada por Ele para extrair algo melhor. Não há, geralmente, nada imoral envolvido numa provação. O objetivo da provação é produzir fortes convicões morais e espirituais.

A tentação vem de desejos existentes na própria natureza humana e estimula o que há de pior nela. Tiago 1.13,14 diz o seguinte: “Ninguém ao ser tentado, diga: sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e Ele mesmo a ninguém tenta. Ao contrário, cada um é tentado pela própria cobiça, quando esta o atrai e seduz.” A tentação visa destruir a fé e afastar definitivamente a pessoa do padrão estabelecido por Deus.

Mas como vencer a tentação? Para vencer a tentação você precisa tomar três atitudes básicas:

1) Leia, estude, medite e ouça a Palavra de Deus. Quando Jesus foi tentando pelo diabo em Mateus 4, Ele respondeu apenas citandos textos bíblicos. Ele disse assim: “está escrito”. Se você não se firmar na verdade, você cederá a mentira.

2) Vigie e ore! Jesus disse em Mateus 26.41: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação…” Todo aquele que vigia e ora está edificando uma fortaleza espiritual para sua alma.

3) Seja radical! Jesus disse em Mateus 5:29: “Se o teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o de ti…” Cortar o olho é uma medida drástica, e Jesus está ensinando que por vezes é necessårio você ser drástico com o pecado. A tentação cede para quem controla sua mente, foge de situações, lugares e amizades que estimulam o pecado.

Lembre-se que O Senhor Jesus também foi tentado. Ele não só venceu as tentações, como está pronto a lhe ajudar em suas tentações. Hebreus 4.15 diz: “Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado”

Ed Cole afirmou: “A capacidade para você resistir à tentação é diretamente proporcional à sua submissão a Deus.”