CUIDADO COM SUAS PALAVRAS

CUIDADO COM SUAS PALAVRAS

Em Provérbios 13.3 lemos: “O que guarda a boca conserva a sua alma, mas o que muito abre os lábios a si mesmo se arruína.”

Boca e lábios são sempre figuras bíblicas para a fala. E o livro de Provérbios por inúmeras vezes adverte a respeito do perigo de nossas bocas e lábios. Na verdade o ensino é simples: o homem que guarda a sua boca controla a sua fala; aquele que guarda as suas palavras salva a si mesmo, enquanto que aquele que fala sem discernimento destrói a si mesmo.

Ao descrever a forma como falamos, a Bíblia nos ensina que Deus sabe cada palavra que sai de nossas bocas. Davi afirma no Salmo 139.4: “Antes mesmo que a palavra me chegue à língua, tu já a conheces inteiramente, Senhor.”

O texto bíblico clássico sobre o uso das palavras está no livro de Tiago. A verdade é que a língua é um perigo destruidor de relacionamentos. Em Tiago 3.6,8 aprendemos: “…a língua é um fogo; é um mundo de iniquidade. Colocada entre os membros do nosso corpo, contamina a pessoa por inteiro, incendeia todo o curso de sua vida, sendo ela mesma incendiada pelo inferno…a língua, porém, ninguém consegue domar. É um mal incontrolável, cheio de veneno mortífero.”

Salomão conhecia o grave perigo de uma fala descontrolada e, por isso, ele repetidamente advertiu a respeito. Por exemplo, em Provérbios 10.31 lemos: “A boca do justo produz sabedoria, mas a língua perversa será extirpada.” E ainda em Provérbios 16.24: “As palavras agradáveis são como um favo de mel, são doces para a alma e trazem cura para os ossos.”

O maior exemplo do bom cuidado com as palavras é o Senhor Jesus. Em Lucas 4.22 diz que ” todos falavam bem dele e estavam admirados com as palavras de graça que saíam de seus lábios…”

Assim, suas palavras podem deixá-lo numa boa situação ou numa situação difícil. Portanto é preciso ter cuidado tenha todas as vezes que se abre a sua boca. Você pode salvar a sua vida e de outros se prestar bem atenção nas palavras que fala. Você pode se destruir e destruir outros falando impulsivamente e sem cuidado.

Os conselhos sábios para o bom uso das palavras: 1) – Fale com prudência. 2) – Reduza sua fala. 3) – Fale somente o necessário. 4) – Pondere e pense especificamente todas as vezes que você abrir sua boca. 5) – Seja prudente e amoroso ao falar. 6) -Discipline sua língua.

E acima de tudo, para cuidar de suas palavras, faça diariamente da oração de Davi no Salmos 19.14 a sua: “Que as palavras da minha boca e a meditação do meu coração sejam agradáveis a ti, Senhor, minha Rocha e meu Resgatador!”

Um comentário em “CUIDADO COM SUAS PALAVRAS

  1. Pr. Roberto.
    Graça e paz.

    Eu sou Flora. Está lembrado de mim? Como vai? E a Família, Cláudia e os filhos? Moro no sertão de Pernambuco, na cidade de Flores. Sou membro da Igreja Batista Missionária de Serra Talhada e faço Missões na cidade de Flores, pela graça e misericórdia de Deus.

    Parabenizo-lhe pelas edificantes mensagens que tem postado. Inspiradoras. Verdadeiramente iluminadas pelo Espírito de Deus. Tem sido um refrigério para a minha alma e direção para a minha vida. Continue firme nesse afã de distribuir esse Pão que vem diretamente do coração de Deus para o coração de todo aquele que crê e anseia viver para a glória de Deus.

    Lembranças a todos.
    Deus lhe abençoe.
    Em Cristo.

    Flora Azevedo.
    Missionária.

Os comentários estão fechados.