A FÉ COERENTE

A FÉ COERENTE

Em 1 João 2.9 lemos: “Aquele que diz estar na luz e odeia a seu irmão, até agora, está nas trevas.” 

Em João 5.12 Jesus disse: “Eu sou a luz do mundo.” Se alguém afirma “estar na luz” isso significa dizer “ser de Jesus.”  E se alguém diz “ser de Jesus” e mantém ódio contra pessoas, isso é algo incoerente. A fé coerente em Jesus se materializa na prática do amor e não no ódio.
 
O ódio é um pecado relacional destrutivo. Ele é alimentado pela ira, mágoa, inveja e rancor. O “ódio” consome a pessoa por dentro enquanto consome outros por fora. E a fé coerente em Jesus não combina com o ódio, mas com o amor.

O amor é um teste da profissão de fé em Cristo Jesus. É impossível ter um relacionamento correto com Deus sem que o amor não apareça. A prática do amor é a prova de que Deus está trabalhando na vida. 

Quando sua fé em Jesus é coerente, Ele ilumina a sua vida. E as trevas da maldade, da amargura, do ressentimento, do ódio e da inveja vão sendo minimizadas dando espaço ao amor. E quem é de Jesus, ama; e quem ama é capaz de fazer coisas inacreditáveis. 

Sua fé em Jesus deve conduzi-lo a amar o outro e se isso não acontece, duvide de sua fé. A fé coerente nunca odeia, mas ama. E ama sempre de forma surpreendente e indizível. 

Madre Teresa de Calcutá dou sua vida para servir os leprosos na Índia. Um dia um certo senhor apresentou-se a ela e disse: “Eu jamais daria banho em um leproso; nem que me dessem um milhão de dólares.” Ela respondeu: “nem eu o faria por um um milhão de dólares. Tudo que faço é por amor e amor não tem preço.”

Sua fé é coerente?

Um comentário em “A FÉ COERENTE

Os comentários estão fechados.