JESUS, O CORDEIRO DE DEUS

JESUS, O CORDEIRO DE DEUS

 João Batista afirmou sobre Jesus o seguinte em João 1.29: “…Vejam! É o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!”

Quando Jesus foi chamado de “Cordeiro de Deus” por João Batista, esta era uma expressão que referia ao fato de que Ele, Jesus, seria o sacrifício perfeito e definitivo pelo pecado.

Nas profecias do Antigo Testamento encontramos que quando da vinda do Messias, Ele se tornaria o Salvador dos pecados. Essa verdade é apresentada em Isaías 53.10: “Contudo foi da vontade do Senhor esmagá-lo e fazê-lo sofrer, e, embora o Senhor faça da vida dele uma oferta pela culpa…”

O sistema de sacrifícios estabelecido por Deus no Antigo testamento foi o meio que Ele preparou para a vinda de Jesus. Em Romanos 8.3 nos afirma o seguinte: “ Porque, aquilo que a lei fora incapaz de fazer por estar enfraquecida pela carne, Deus o fez, enviando seu próprio Filho, à semelhança do homem pecador, como oferta pelo pecado. E assim condenou o pecado na carne.”

O sacrifício de cordeiros no Antigo Testamento cumpriu um papel muito importante na vida religiosa do povo judeu. Mas quando João Batista refere-se a Jesus como o “Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”, aqueles que primeiramente ouviram essas palavras, com certeza veio-lhes à mente a respeito do cordeiro da páscoa, visto que a páscoa estava se aproximando.

A festa da páscoa, relatada em Êxodo 12, era uma das mais importantes festas judaicas e uma celebração em memória de quando Deus livrou os israelitas da escravidão no Egito. Na verdade, o primeiro sacrifício do cordeiro da páscoa foi um processo de marcar com sangue as ombreiras e as vergas da porta das casas para que o anjo da morte não passasse pelas pessoas que estavam “cobertas pelo sangue”. Assim, a páscoa é um retrato nítido da obra expiatória de Cristo na cruz, sendo Ele o “Cordeiro de Deus”.

A Bíblia ensina em Romanos 3.23 que “todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus.” Por causa do pecado todos estamos separados de Deus e culpado diante dEle. Nossa esperança para libertação de nossos pecados não está em nós mesmos ou nas práticas religiosas. Deus mesmo providenciou os meios para nossa libertação e aproximação a Ele. Sua resposta para o pecado foi enviar o Seu Filho Jesus Cristo para morrer na cruz. Ali na cruz Ele deu sua vida e fez a expiação pelo pecado, pagando assim pela penalidade dos pecados daqueles colocando sua fé nEle possam ser perdoados.

É através de Sua morte na cruz que Jesus tornou-se o sacrifício perfeito de Deus pelo pecado, e Sua ressurreição três dias depois comprova a aprovação de Deus por Seu sacrifício pelo pecado.

Jesus é o “Cordeiro de Deus”. Ele deu Sua vida para salvar aqueles que crêem nEle.

Você já confessou a Jesus como seu Senhor e Salvador e pediu para que Ele lhe perdoasse os seus pecados? Se você recebeu o “Cordeiro de Deus”, você tem a salvação de Deus.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s