TRATANDO O ORGULHO

TRATANDO O ORGULHO

Quando o ator Gregory Peck havia feito seus primeiros filmes, foi a um restaurante exclusivo na área de Beverly Hills. Ele desejava uma mesa reservada. Mas lhe disseram que o restaurante estava cheio e não havia mesas. Seu amigo então lhe disse: “Por que não diz a eles quem você é?” Sua resposta foi clássica. Ele respondeu: “Se eu tenho que dizer quem sou, então eu não sou.”

 Não há dúvida de que em nossa cultura a imagem é tudo. Quase sempre as pessoas desejam ser vistas, cobiçadas e paparicadas. Facebook, Instagram e outras redes sociais estimulam e alimentam esse culto à imagem. Vivemos numa sociedade que está sempre se ostentando e se autopromovendo.

Mas aonde este tipo de ostentação e autopromoção tem levado as pessoas? A grande maioria delas vive uma vida hipócrita, falsa, estressada e com relacionamentos quebrados. Na verdade, ninguém pode se autopromover e desenvolver relacionamentos bons e verdadeiros ao mesmo tempo. O orgulho destrói a vida. Provérbios 29.23 diz: “O orgulhoso acaba sendo humilhado, mas quem é humilde será respeitado.”

Em 1 Coríntios 13.4 Paulo afirmou o seguinte: “O amor… não se orgulha…” O que Paulo quis dizer com essa frase é que as pessoas que amam não se gabam, não se auto exibe, não se autopromovem. Elas não se colocam em primeiro lugar e não se enaltecem.

Pessoas que amam se auto controlam. Elas, por exemplo, não falam de si mesmas de forma arrogante, presunçosa, orgulhosa ou soberba; elas se preocupam com que os outros não se sintam inferiores.

O orgulho na Bíblia quase sempre é alimentado pela falta de uma visão correta de Deus. Em Provérbios 8.13 lemos: “O temor do Senhor consiste em aborrecer o mal; a soberba, a arrogância…” Pessoas que não centram Deus em suas vidas sempre buscarão se autopromover. Diferente de Davi que por temer a Deus disse o seguinte a Ele nos Salmo 131.1: “Senhor, não é soberbo o meu coração, nem altivo o meu olhar; não ando à procura de grandes coisas, nem de coisas maravilhosas demais para mim.”

A maioria das vezes você é incapaz de perceber como o orgulho destrói seu relacionamento com Deus e com as pessoas. Quando você acha que é alguma coisa ou que sabe tudo, nunca você estará pronto a aprender de Deus ou de outra pessoa.

Pessoas orgulhosas basicamente perdem a capacidade de ouvir quem está ao seu lado: seu cônjuge, seus filhos, seus pais, seu chefe, seus amigos e até seus próprios opositores. O seu orgulho destrói relacionamentos.

Lembre-se que o orgulho transformou um anjo em demônio (Satanás), mas a humildade fez Deus tornar-se homem (O Senhor Jesus), e hoje você decide com quem realmente você quer ser parecido.

Como qualquer outro pecado, o orgulho precisa ser tratado com seriedade. Se você humildemente confessar seu orgulho a Deus, Ele lhe perdoará e transformará sua vida.