O CONCEITO DE DEUS

O CONCEITO DE DEUS

O filósofo Friedrich Nietzsche disse sem rodeios que a fé equivale a não querer conhecer a verdade. O psiquiatra Sigmund Freud afirmou que uma pessoa que acredita em um Deus Criador é delirante e agarra-se a essas crenças devido a um fator chamado “desejo de realização”. Karl Marx disse que alguém que acredita em Deus deve ter um distúrbio mental que invalidou sua capacidade de pensar.

A Bíblia não defende a existência de Deus. A Bíblia afirma a existência de Deus. Em Gênesis 1.1 lemos: “No princípio criou Deus os céus e a terra.” Deus não se preocupa com o fato de pessoas crerem ou não em Sua existência. Com respeito a essa atitude de descrença e incredulidade a Bíblia afirma o seguinte no Salmo 14.1: “Diz o insensato no seu coração: não há Deus…”

O apóstolo João também não despende seu tempo explicando ou provando a existência de Deus. João apenas afirma categoricamente em 1 João 1.5 o seguinte: “Ora, a mensagem que, da parte dele, temos ouvido e vos anunciamos é esta: que DEUS É LUZ, e não há nele treva nenhuma.”

João afina em sua carta o conceito de Deus. Aqui Ele diz nesse texto que “Deus é “luz”, em outra oportunidade na carta ele dirá que “Deus é amor”. “Luz” no texto é uma metáfora. “Deus é luz” porque Ele é verdade, santidade, justiça e sabedoria. João diz que “…não há nEle treva nenhuma”, ou seja, Deus não se associa com o pecado. Ele não é falso, mentiroso, impuro, injusto, insensato ou maldoso. Todo ser de Deus é absolutamente santo, justo, puro, sábio e sensato. Não há em Deus qualquer mistura de pecado, e nem mancha de iniqüidade e nem qualquer indício de injustiça.

Gilberto Theiss escreveu o seguinte: “Esse Deus que foi expulso por Karl Marx do céu, retirado do inconsciente por Freud, banido da ciência por Darwin, assassinado por Nietzsche, transformado em delírio por Richard Dawkins, secularizado e relativizado por cristãos pós-modernos, em breve virá gloriosamente sobre as nuvens dos céus para espanto, terror e decepção dos incrédulos.”

A verdade é que o seu conceito de Deus afeta profundamente a forma como você pensa, sente e age. Se você está convicto de “Deus é luz” isso terá impacto tremendo em sua vida. Você falará a verdade, fugirá do pecado, procurará o que é certo e decidirá sabiamente a sua vida. É por isso que o salmista afirma no Salmo 36.9: “Pois em ti está o manancial da vida; na tua luz vemos a luz.” Em outras palavras, é através de Deus que enxergamos a vida.

Reorganize hoje o seu conceito de Deus e sua vida entrará no eixo e no equilíbrio que você tanto deseja.

Anúncios

Um comentário em “O CONCEITO DE DEUS

  1. A filosofia pode ser comparada a uma cesta de maçãs, que contém maças boas e “passadas”, apesar de todas se mostrarem de boa aparência. Para não ser enredado por pensamentos vãos, é preciso conhecer a bíblia e lê-la. A leitura e conhecimento da mesma, de certo modo, torna fácil a distinção do imprestável do que pode ser aproveitado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s