NÃO AMEIS O MUNDO

NÃO AMEIS O MUNDO

O apóstolo João afirmou em 1 João 2.15-17: “Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele; porque tudo que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não procede do Pai, mas procede do mundo. Ora, o mundo passa, bem como a sua concupiscência; aquele, porém, que faz a vontade de Deus permanece eternamente.”

A palavra “mundo” usada pelo apóstolo João advém da palavra grega “kosmos”. “Kosmos” em seu sentido básico significa “ordem” ou “arranjo”. No texto, a palavra “mundo” significa simplesmente a ordem, o sistema e o conjunto de princípios, valores, opiniões e interesses contrários a Deus, e a tudo isso João diz: “Não ameis…” 

O texto começa com uma ordem no versículo 15: “Não ameis o mundo e nem as coisas que há no mundo.” Todo o restante do texto é apenas um encorajamento para que não amemos o mundo. 

O primeiro encorajamento para não amar o mundo é porque quem ama o mundo “o amor do Pai não está nele.” Em outras palavras, você não pode amar o mundo e a Deus ao mesmo tempo. O amor ao mundo expulsa a Deus; o amor a Deus expulsa o mundo. 

Para apoiar esse encorajamento João afirma no versículo 16: “Porque tudo que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não procede do Pai, mas procede do mundo.” O princípio básico do texto é tudo o que há no mundo não é de Deus. Você não pode amar a Deus e amar o que não é de Deus ao mesmo tempo.  

João continua dando o segundo encorajamento, ao dizer no versículo 17: “Ora, o mundo passa, bem como a sua concupiscência.” O que João diz é que o mundo é uma aposta furada. O mundo está passando; está velho; está obsoleto. Se você colocar o coração no mundo o final será ruína e miséria; você perderá se investir nesse sistema anti-Deus. Se você amar o mundo, ele o levará com ele. O final desse sistema será o julgamento pelo próprio Deus. 

João termina com o terceiro encorajamento para não amar o mundo no final do versículo 17, “…mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.” Assim, amar o Pai no versículo 15 e fazer Sua vontade no versículo 17 não são conceitos separados. Para João se você ama a Deus, você vai querer o que Ele quer. Não adianta dizer que ama a Deus e não deseja o que Ele deseja. Se você ama o mundo, você terá a aparência, o jeito e a forma do mundo. Mas se você ama a Deus, você buscará fazer sua vontade e viver para Ele. E se você vive para Ele hoje, viverá com Ele eternamente. 

Você mesmo pode definir se você é de Deus ou não, por apenas observar suas atitudes para com esse mundo. Porque se você ama o mundo, você não pode amar a Deus, se você ama o mundo, você será destruído por ele, mas se você ama a Deus ao invés do mundo, você desfrutará a verdadeira vida hoje e na eternidade.

Você está amando o mundo ou a Deus?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s