O ORGULHO

O ORGULHO

O orgulho pode ser definido pelo exagero do próprio valor e importância, aliado a uma demonstração de arrogância nas palavras e ações. Orgulho é aquele sentimento e sensação de superioridade e desdém em relação a outros.

O orgulho é fonte e raiz de todos os pecados. O orgulho é o mais grave e o mais sutil de todos. Jesus afirmou em Marcos 7.21-22: “ Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, os adultérios, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a SOBERBA, a loucura.”

A prova do poder sutil do orgulho é que ele nem sequer é reconhecido frequentemente, e muito menos é citado em nossas confissões. Por isso, o orgulho é o lado negro da alma que expõe com nitidez a natureza caída em pecado e distante de Deus. O orgulho nos afasta do Senhor. Todas as desobediências têm o orgulho como sua raiz; toda rebelião tem orgulho por trás dela; todos os maus tratos a outras pessoas são causados pelo orgulho.

Martinho Lutero afirmou no século XVI: “O deus deste mundo é riquezas, prazer e orgulho.” O que pode ser dito hoje na segunda década do século XXI? Ao passar dos anos o homem está cada vez mais centrado em si, e essa tendência não tem uma perspectiva de melhora. O orgulho é um mal latente da natureza caída e tende somente a crescer.

O orgulho é um perigo. Ele é a mais alta evidência de estupidez e imaturidade. Ele destrói de forma lenta e letal a vida. O orgulho é real. É preciso falar dele; é preciso dissecá-lo; é preciso denunciá-lo para o bem de nossas almas e saúde espiritual.

O mundo é consumido pelo orgulho. Dr. Stuart Scott afirmou: “Orgulho é uma epidemia. Está em todo lugar e se manifesta de várias maneiras. Por mais que detestamos admitir, todos temos orgulho, cada um de nós. A questão não é, ‘Eu tenho orgulho?’ Mas, ‘Onde ele está?’ E ‘quanto de orgulho eu tenho?’ Todos temos a tendência de pensar muito sobre nós mesmos, e em nós mesmos.”

Essa é a triste constatação do orgulho em nossas vidas. Nossas mentes, pensamentos, desejos, intenções, motivações, vontades, palavras, olhares, posturas e reações espelham e revelam a fétida realidade do orgulho.

O orgulho trabalha calado e destrói a nós e aos outros. Mas hoje podemos iniciar um processo diferente, pedindo ao Senhor que nos mostre a cada um de nós, as facetas do nosso orgulho e comece a mudar completamente nossas vidas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s