OFENDIDOS PELA VERDADE

OFENDIDOS PELA VERDADE

Em Lucas 11.37-53 Jesus foi convidado para comer na casa de um fariseu. No versículo 38 Jesus não lava cerimonialmente as mãos antes da refeição, o que chocou o fariseu, porque a lavagem das mãos era um princípio de grande valor na tradição farisaica. Porém no versículo 39 Jesus confronta o fariseu dizendo: “…Vocês, fariseus, limpam o exterior do copo e do prato, mas interiormente estão cheios de ganância e da maldade.” Jesus repreende severamente a hipocrisia espiritual dos fariseus. Eles lavavam as mãos, mas não limpavam os seus corações. Após esse grande confronto, no versículo 45 um dos peritos da lei presente na refeição diz o seguinte: “Mestre, quando dizes essas coisas, insultas também a nós”. Ao que Jesus respondeu no versículo 46: “…Ai de vocês também! porque sobrecarregam os homens com fardos que dificilmente eles podem carregar, e vocês mesmos não levantam nem um dedo para ajudá-los.” Naquela refeição a comida, com certeza, tornou-se indigesta porque Jesus usou daquela oportunidade para confrontar com a verdade a hipocrisia daqueles líderes religiosos. E eles não gostaram nada daquele confronto de Jesus. Na verdade, eles se sentiram ofendidos.

Assim como aqueles homens que ao serem confrontados com a verdade sentiram-se ofendidos, assim somos alguns de nós. Também não gostamos de ser confrontados com as verdades de Deus. As verdades de Deus doem, machucam, insultam e ofendem. Elas fazem isso porque de alguma forma desmascaram a mentira que estamos vivendo, enquanto aponta para a realidade nua e crua de nossa essência humana: nosso egoísmo e orgulho. Francis Schaeffer escreveu: “A verdade sempre traz consigo o confronto. Verdade exige confronto…”

O confronto com a verdade nos entristece porque basicamente gostamos de organizar e fazer os nossos próprios caminhos; agarramos em nossas próprias mentiras, ignorando o explícito aviso de Provérbios 14.12, que diz: “Há caminho que parece certo ao homem, mas no final conduz à morte.”

É preciso entender que ser confrontado com a verdade de Deus é sempre algo bom, purificador, transformador e cheio de benefícios para a vida. Provérbios 27.5 nos ensina: “Melhor é a repreensão feita abertamente do que o amor oculto.” E Jesus contundentemente ensinou em João 8.32: E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará”

Se você quiser conduzir sua vida em segurança no seu relacionamento com Deus e com as pessoas, é preciso estar disposto a se expor as verdades da Palavra de Deus. São elas que iluminam as trevas de nossa vida. O Salmos 119.105 afirma: “Lâmpada para os meus pés é a Tua Palavra, e luz para os meus caminhos.”

Se as verdades de Deus estão lhe ofendendo isso nada mais é do que uma declaração de que você está centrado em si mesmo e precisa urgentemente de um quebrantamento e arrependimento espiritual.